Liga da Justiça: O Trono de Atlantis (2015)

A ascensão de um poderoso herói

Liga da Justiça: O Trono de Atlantis é uma adaptação animada que dá continuidade ao universo animado construído a partir de Liga da Justiça: Ponto de Ignição e Liga da Justiça: Guerra. Com a proposta de continuar o universo de animações da DC Comics, Liga da Justiça: O Trono de Atlantis, traz a Liga da Justiça em uma história totalmente baseada no arco O Trono de Atlantis, do título dos Novos 52 Aquaman, com Jay Olive e Ethan Spaulding na direção da adaptação.

Depois dos eventos de Liga da Justiça: Guerra, o personagem Arthur Curry finalmente tem sua re-introdução neste universo animado. A trama traz a Liga da Justiça confrontando o vilão Mestre dos Oceanos que tem controle quase que pleno do poderoso reino de Atlantis e pretende afundar o mundo da superfície enquanto que, ainda se adaptando a sua herança Atlantis, Arthur Curry redefine sua existência não só no mundo da superfície, mas no mundo de Atlantis também.

Liga da Justiça: O Trono de Atlantis (2015) | A ascensão de um poderoso herói

Arthur Curry, o poderoso herói conhecido como Aquaman, é o verdadeiro protagonista desta animação. Como dito acima, ainda se adaptando a sua herança Atlantis após lhe revelado a verdade por trás de suas origens, Arthur Curry redefine sua existência tanto no mundo da superfície quanto em Atlantis,  enquanto uma guerra entre esses dois reinos se desenvolve e torna-se cada vez mais inevitável.

O conceito simples e até bem clichê acerca de decidir de qual lado ficar; com o seu povo natural ou com a superficie que o adotou dá uma dimensão ao personagem. No entanto, esta animação retrata de forma simples e objetiva o conceito do herói desacreditado que o personagem está injustamente estereotipado. Esta animação marca a ascensão de um poderoso herói, e seu nome é Aquaman.

Liga da Justiça: O Trono de Atlantis (2015) | A ascensão de um poderoso herói

Com a ascensão de um personagem cuja sua mitologia possui incontáveis formas de abordar e de se explorar, ter a presença de personagens importantes de tal mitologia, bem como Rainha Atlanna, Mera, Orm Marius e até mesmo o povo dividido em opiniões sobre seu novo rei, só torna essa mitologia mais atraente de se conhecer e acompanhar durante o decorrer da animação.

Liga da Justiça: O Trono de Atlantis (2015) | A ascensão de um poderoso herói

Dando continuidade aos eventos de Liga da Justiça: Guerra, esta animação Liga da Justiça: O Trono de Atlantis devidamente se preocupa em proceder não só com os eventos, mas como com as consequências deles e o desenvolvimento pessoal e interpessoal que isso se aplica para cada membro da Liga da Justiça.

É agradável e de certa forma divertido ver como o relacionamento amoroso entre Superman e Mulher Maravilha se desenrola, bem como na perspectiva para Diana Prince e Clark Kent, como Cyborg passa por momentos de auto-aceitação, como Flash e Shazam desfrutam de um bom alívio cômico e, principalmente, como os Super Sete se tornaram de fato a Liga da Justiça.

Liga da Justiça: O Trono de Atlantis (2015) | A ascensão de um poderoso herói

A escolha do Mestre dos Oceanos como antagonista para Liga da Justiça: O Trono de Atlantis foi devidamente sensata e casa bem com a proposta de trama da adaptação animada. O personagem se faz determinado e implacável ao almejar concretizar seus objetivos de destruir o mundo da superfície, o tornando digno de emplacar uma verdadeira ameaça para a Liga da Justiça.

Não só sendo um adversário a altura do Aquaman em nível pessoal, Mestre dos Oceanos embala, também, uma boa profundidade inter-pessoal ao seu nêmesis e se expressa bem com a mitologia ao qual está entrelaçado; o reino de Atlantis.

Liga da Justiça: O Trono de Atlantis (2015) | A ascensão de um poderoso herói

O roteiro de Liga da Justiça: O Trono de Atlantis é explorado de forma agradável e progressiva, regido pela  guerra entre os heróis e os soldados Atlantes que seguem o antagonista principal – Mestre dos Oceanos –  e finalizando com um boa “luta pelo trono”. A animação cumpre sua premissa de explorar efetivamente todo o processo de ascensão do Aquaman, bem como do reino de Atlantis neste universo animado da DC Comics.

Apesar de sua exploração ser voltada em maior parte na ação e no desenvolvimento de seus personagens e mitologia de Atlantis, o filme possui consideráveis momentos de dilema entre os personagens. A maneira como o roteiro é desenvolvido e mantém-se progressivo é extremamente eficaz em prender o espectador do início ao fim. Liga da Justiça: O Trono de Atlantis faz jus aos heróis presentes, bem como ao arco no qual foi baseado. E, consequentemente, agrada os fãs da editora.

Liga da Justiça: Guerra é uma animação perfeitamente agradável, apesar dos pesares, que possui um roteiro impecável, personagens interessantes, uma trilha sonora justa e agradável se consolidando em uma perfeita ascensão do reino de Atlantes e seu rei neste novo universo animado. A animação é, de fato, algo que constantemente os fãs da Liga da Justiça e da editora norte-americana DC Comics querem presenciar.


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2018 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.