in ,

Superman Final Cut (2020) | Uma homenagem de fã para fãs

Superman é um ídolo, passa uma imagem de esperança e de paz como o símbolo de seu peito remete. Entretanto, nunca foi fácil colocar em um filme seu poderoso significado, talvez o único que tenha acertado seja o “Superman” (1978), sendo até uma hoje um dos melhores filmes de herói já produzidos. Para honrar esse legado, uma fã fez uma homenagem ao super-heróis de maneira encantadora.

“Superman Final Cut” é a visão da fã chilena Kathryn Ross, especialista em efeitos especiais que levou mais de um ano incluindo cenas excluídas do clássico filme, tanto  pelo estúdio quanto pelo próprio diretor, algumas delas  nunca chegaram a ver a luz do dia no corte final, para dar vida à sua versão. Ela ainda tratou de dar um up na qualidade dos efeitos em CGI e remasterizou todo o filme. Mas é claro que com isso seria sentido em seu tempo de tela, a versão Final Cut tem três horas duração, algo pra deixar qualquer fã ainda mais apaixonado.

Leia mais: Curiosidades sobre o filme O Homem de Aço (2013)

Superman Final Cut (2020) | Uma homenagem de fã para fãs

Lembro-me quando assisti à versão original de Superman dirigida por Richard Donner, o homem simplesmente criou  a visão definitiva do herói que perduraria até os dias de hoje. Eu ainda novo, praticamente com meus 9 anos, não era tão fã do azulão, visto que o Batman dominava a criançada naquela época dos anos 90 com os filmes do Tim Burton. Porém, fiquei fascinado e fui abençoado com o filme, devido a isso nutro um enorme carinho pelo personagem, muito também pelo poder da atuação do inesquecível de Christopher Reeve.

Mas o que tem de bom nessa versão de fã? Olha, muitos aprofundamentos sobre a origem do personagem, como a duração da destruição de Kripton e seu treinamento a lá “Telecurso 2000” com seu pai, vivido por Marlon Brano. Fora seu questionamento sobre seu papel no mundo, um dúvida que ronda sua mente após salvar pela primeira Louis Lane, algo dá um significado maior sobre porque Kal-El deve manter sua existência dupla na Terra, para entender como é ser frágil como nós quando está na pele de Clark Kent.

Leia mais: As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Superman Final Cut (2020) | Uma homenagem de fã para fãs

Se achou isso pouco, a fã ainda explora homenagens a toda equipe técnica no começo do filme e uma cena cortada da participação  de Richard Donner, o próprio diretor no filme, brincando com a fase homônima que um homem que pode voar. Antes que me esqueça, ainda sobra espaço para um cena pós créditos (sim, isso mesmo), nela Louis descobre identidade secreta de Clark, gravado pelo Donner para conectar com um possível “Superman 2”, mas que foi descartado do produto final sem muita explicação.

O ponto negativo de tudo é que Kathryn incluiu algumas cenas que na versão original foram descartadas por fazer com que o próprio filme perdesse seu ritmo, como os testes executados por Lex Luthor para causar estragos na Terra com seus foguetes, sem esquecer da cena no final do longa com uma tribo indígena, que apesar de interessante, deixa tudo extremamente longo e desnecessário.

Leia mais: Batman v Superman: este filme pode ser chamado de clássico?

Superman Final Cut (2020) | Uma homenagem de fã para fãs

O projeto não foi criado para assumir a versão original e teve nenhum propósito de retorno financeiro, foi disponibilizado gratuitamente para qualquer pessoa fazer o download na página oficial da própria Kathryn Ross. “Superman Final Cut”  serve e tem único propósito de ser uma linda carta de amor ao personagem, ao significado do produto original, algo criado com o tempo árduo visando apenas o coração e alma de muitos fãs.

E aí, curtiu?

Escrito por Rafael Tanaka

Publicitário, amante de cinema, quadrinhos, filmes e séries. Sempre existe coisas para se descobrir nesse mundo da cultura pop.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0
Rick e Morty | Uma viagem escrachada de humor ácido

Rick e Morty | Uma viagem escrachada de humor ácido

The Old Guard (2020)| Nada de novo no que sempre vai bem

The Old Guard (2020) | Nada de novo no que sempre vai bem