in

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

A morte nos quadrinhos nunca foi e nunca será definitivo, pois mais cedo ou mais tarde os personagens sempre voltam para causar algum reboliço em novas histórias. O interessante é reparar no tamanho do peso que os editores precisam fazer para proporcionar mais vendas, além de deixar, na maioria das vezes, os leitores tristes ou frustadas.

Os personagens mais famosos das grandes editoras como Marvel ou DC já  encontraram seu fim no passado, afinal ninguém é intocável se a editora assim desejar. Separei uma lista com 10 personagens que tiveram mortes marcantes nas páginas dos gibis.

Jean Grey

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Membro importante dos X-Men, encontrou seu fim na aclamada saga da “Fênix Negra”, na qual se sacrificou para deter a força cósmica que tinha seu corpo, além de ameaçar toda humanidade em um dos momentos mais icônicos da Marvel, depois ainda falam que a editora não tem clássicos.

Arthur Curry Jr.

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Muitos perguntam como Aquaman passou de um personagem de segundo escalão para cair no gosto popular. Aqui está a resposta: a morte de seu filho pelas mãos de ninguém menos que Manta Negra, um de seus maiores inimigos. Depois do acontecimento, Aquaman se tornou um dos personagens mais carrancudos dos quadrinhos.

Leia mais: Aquaman | Um dos heróis mais poderosos da DC Comics

Barry Allen (The Flash)

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Sua morte ficou guardada na mente de todos os leitores da DC na época, um sacrifício para salvar todos do Anti Monitor no arco “Crise das Infinitas Terras”. Com o futuro da Terra-1 em jogo, Barry usa sua super velocidade para criar um vortex capaz de sugar todas as energias do canhão do vilão.

Bucky Barnes 

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Bucky Barnes, o ajudante do Capitão América, juntos eram imbatíveis e suas aventuras marcantes na Segunda Guerra. Seu fim trágico teve grandes perdas para os leitores na época como para o próprio personagem.  Esse peso viria anos mais tarde com seu retorno no arco do “Soldado Invernal”.

Leia mais: HQ do Dia | Robocop vs Exterminador do Futuro

Jason Todd

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Jason Todd, o segundo a assumir o manto de Robin, teve seu fim em “Morte em Família” pelas mãos de Coringa e um brutal pé de quebra. Vale lembrar que sua morte foi escolhidas pelos próprios leitores em um quiz feito pela DC, pois segundo eles, estavam cansado da personalidade mesquinha que o personagem tinha, um tremendo pé no saco.

Jor-El e Lara

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Os pais de Superman morreram na explosão de Kripton ao salvar seu filho e enviá-lo à Terra. Até hoje, a morte dos dois é sempre abordada em um arco do azulão com intuito de trazer um peso emocional sobre o parentesco paterno e o profundidade de suas escolhas para com o futuro da humanidade.

Superman

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Falando no próprio azulão, não posso esquecer de sua conturbada morte que foi noticiada até no Jornal Nacional em 1993. O fato ganhou incríveis proporções na época. Tudo aconteceu porque o mercado editorial não ia bem das pernas financeiramente e para alavancar as vendas decidiram matar o personagem, para isso criaram o imbatível Doomsday. Entretanto, meses depois Superman já estava de volta às histórias corriqueiras.

Leia mais: Pai transforma desenhos dos filhos em animes

Gwen Stacy

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Um dos grandes amores de Peter Parker, antes mesmo da Mary Jane,  o arco que envolve sua morte é um dos mais significativos na vida do Homem-Aranha. Morta na ponte pelo Duende Verde, suas consequências trouxeram um peso enorme no futuro do personagem, foi justamente com isso que parte de sua inocência chegou ao fim.

Ben Parker

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Com grandes poderes vem grandes responsabilidades, um mantra inesquecível para a vida de Peter Park, sua morte foi o significado da criação do Homem-Aranha. Um peso emocional que ronda até hoje as consequências das ações de Peter em seu universo de herói, o triste é sempre relembrar dessas lembranças.

Thomas e Martha Wayne

As mortes mais pesadas dos quadrinhos

Batman é um dos personagens mais conhecidos dos quadrinhos. O seu passado sempre foi obscuro e triste, seus pais Thomas e Martha foram mortos quando ele ainda era um garoto, aquilo marcou tanto em sua vida que foi responsável por criar a identidade do morcegão, fazer justiça com todos os criminosos para nenhum outro garoto sofrer o mesmo mal. Recentemente, esse peso da perda foi demonstrado pesadamente pelas mãos de Tom King.

E aí, curtiu?

Escrito por Rafael Tanaka

Publicitário, amante de cinema, quadrinhos, filmes e séries. Sempre existe coisas para se descobrir nesse mundo da cultura pop.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0
The Last of Us Parte 2 | O ódio que você semeou te trouxe algo de bom?

The Last of Us Parte 2 | O ódio que você semeou te trouxe algo de bom?

As trilhas marcantes do compositor Ennio Morricone

As trilhas marcantes do compositor Ennio Morricone