John Wick 3: Parabellum (2019)

Adrenalina e tensão num mundo de assassinos

Enfim, o aguardado terceiro capítulo da franquia John Wick chegou! “John Wick 3: Parabellum” vem com o “desafio daft punk” de ser mais difícil, melhor, mais rápido e mais forte. Mas será que este capítulo superou seus antecedentes? 

O ponto de partida de “John Wick 3: Parabellum” é logo depois de “John Wick 2: Um Novo Dia Para Matar” (2017), onde após assassinar o chefe da máfia Santino D’Antonio nas dependências do Hotel Continental, John é excomungado e passa a ser perseguido pelos membros da Alta Cúpula sob a recompensa de U$14 milhões (e crescendo!). Agora, ele precisa unir forças com antigos parceiros que o ajudaram no passado enquanto luta por sua própria sobrevivência (e como luta).

Com uma estrutura (tanto de conceito quanto de execução) bem fundamentada, sobretudo em adrenalina e tensão, “John Wick 3: Parabellum” consegue proporcionar um show de adrenalina e tensão. Neste filme, John deixa de ser caçador e passa a ser a caça. Em certos casos, é muito mais difícil defender a atacar. 

E o legal é como a franquia John Wick como um todo aprofundou cada um dos personagens. Veja bem, não é o protagonista do filme ou seu elenco de apoio que ganha aprofundamento com o decorrer dos longas – embora eles naturalmente se desenvolvam com o avanço da franquia e você vá descobrindo uma nova coisa ou outra sobre eles -, mas na verdade é o universo que eles pertecem que se desenvolve naturalmente.

A atmosfera cheia de adrenalina e tensão, ocasionada particularmente pelo anseio de sobrevivência de John Wick, proporciona ao telespectador uma oportunidade de vislumbrar de maneira mais ampla a “estrutura organizacional” de tal universo; evidenciando assassinos, associados, empreendimentos, auditores, a Alta Cúpula e, até mesmo, aquele que está “acima da Cúpula”.

Tudo isso sem deixar de aguçar o sentimento de “quero mais” de quem dá uma chance ao longa. Quanto a ação? Não se preocupe! Esse quesito está longe de ser um problema em qualquer filme da franquia. 

John Wick 3: Parabellum” é um longa-metragem que consegue sim e de maneira satisfatória bater o “desafio daft punk” que o acompanha, superando em diversas perspectivas os filmes anteriores. 

E agora cabe apenas esperar ansiosamente pelo quarto filme da franquia!

John Wick 3: Parabellum” estreia dia 16 de maio de 2019.


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.