Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
in

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema

Aproveite e atualize as sua lista de filmes com estes títulos

É muito comum vermos no cinema histórias sobre pais. Dentre essas histórias, alguns se destacam mais do que outros. Uns pelo lado bom e outros pelo ruim.

Não citarei nessa lista os piores pais do cinema (isso serve pro Jack de O Iluminado, por exemplo), nem nomearei os melhores (assim como o Pai da Noiva).

Seria injusto escolher 15 personagens e falar “esses são os melhores pais”, até porque não assisti todos os filmes que abordam a temática ou têm pais cativantes. Portanto, essa lista visa aqueles que de certa forma marcaram e emocionaram o público.

 

Kick Ass: Quebrando Tudo (2010)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Big Daddy
 
Dirigido por: Matthew Vaughn
 
Big Daddy (Nicolas Cage) e Hit Girl (Chloe Moretz) contra Frank D’Amico (Mark Strong), um mafioso da cidade, vivendo uma verdadeira e violenta aventura que mudaria para sempre a sua vida. Big Daddy pode até não ser um dos pais mais aclamados do cinema, mas com certeza é um dos que faria qualquer coisa por sua filha. Inclusive ser um super-herói.
 

Guerra dos Mundos (2005)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Ray

Dirigido por: Steven Spielberg

Um devastador ataque alienígena à Terra, faz com que Ray (Tom Cruise) pegue seus filhos e tente protegê-los, levando-os o mais longe possível das armas extra-terrestres.

O Poderoso Chefão – Trilogia

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Don Vito Corleone

Dirigido por: Francis Ford Coppola

Se existe alguma história sobre pais e filhos que mudou para sempre o mundo do cinema, é essa! “O Poderoso Chefão” é um clássico, que une a verdadeira máfia: a família.

Procurando Nemo (2003)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Marlin

Dirigido por: Andrew Stanton Lee Unkrich

Será que todos os pais são capazes de cruzar sete mares por seus filhos? Acredito que sim. Quando Nemo, um jovem peixe-palhaço é capturado inesperadamente, seu pai Marlin se vê obrigado a embarcar em uma emocionante aventura de resgate. No caminho ele conhece Dory, uma peixinho muito divertida que vai ajudá-lo a enfrentar tubarões, águas-vivas e muito mais.

Uma babá quase perfeita (1993)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Daniel Hillard

Dirigido por: Chris Columbus

Impedido pela ex-esposa (Sally Field) de passar mais tempo com os filhos, Daniel Hillard (Robin Williams) tem uma idéia inusitada: veste-se de mulher para conseguir o cargo de babá em seu antigo lar.

2 filhos de Francisco (2006)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Francisco Camargo

Dirigido por: Breno Silveira

Francisco Camargo (Ângelo Antônio) é um lavrador do interior de Goiás que tem um sonho aparentemente impossível: transformar dois de seus nove filhos em uma dupla sertaneja.  A História de Zezé Di Camargo & Luciano.

A Vida é bela (1997)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Guido

Dirigido por: Roberto Benigni

Na Itália dos anos 40, Guido (Roberto Benigni) é levado para um campo de concentração nazista e tem que usar sua imaginação para fazer seu pequeno filho acreditar que estão participando de uma grande brincadeira, com o intuito de protegê-lo do terror e da violência que os cercam.

Uma Lição de Amor (2002)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Sam

Dirigido por: Jessie Nelson

Sam Dawson (Sean Penn) é um homem com deficiência mental que cria sua filha Lucy (Dakota Fanning) com uma grande ajuda de seus amigos. Porém, assim que faz 7 anos Lucy começa a ultrapassar intelectualmente seu pai, e esta situação chama a atenção de uma assistente social que quer Lucy internada em um orfanato.

O Paizão (1999)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Sonny

Dirigido por: Dennis Dugan

Um sujeito irresponsável passa a tomar conta do filho de um amigo que saiu em viagem. Sem jeito para ser pai, ele aos poucos vai aprendendo a lidar e gostar da criança.

À Procura da felicidade (2007)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Chris Gardner

Direção: Gabriele Muccino

Chris Gardner é um pai que enfrenta muitas dificuldades financeiras, vendendo aparelhos médicos que ninguém quer comprar por serem muito caros. A mulher o abandona e ele é obrigado a tomar conta sozinho do filho de apenas cinco anos de idade. Em meio a todas os problemas, eles são despejados do apartamento onde vivem por falta de pagamento, e têm de dormir em metrôs, banheiros públicos e asilos.

Kramer vs. Kramer (1979)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Ted Kramer

Dirigido por: Robert Benton

Ted Kramer (Dustin Hoffman) é um profissional para quem o trabalho vem antes da família. Joanna (Meryl Streep), sua mulher, não pode mais suportar esta situação e sai de casa, deixando Billy (justin Henry), o filho do casal, com Ted, que tudo faz para poder educá-lo, trabalhando e fazendo as tarefas domésticas. Quando consegue ajustar seu trabalho a estas novas responsabilidades, Joanna reaparece exigindo a guarda da criança. Ted porém se recusa e os dois vão para o tribunal lutar pela custódia de Billy.

O Rei Leão – Trilogia

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Mufasa

Dirigido por: Rob Minkoff e Roger Allers

De todos os pais do cinema, esse foi o que mais emocionou nossa geração. Mufasa (James Earl Jones), o Rei Leão, e a rainha Sarabi (Madge Sinclair) apresentam ao reino o herdeiro do trono, Simba (Matthew Broderick). O recém-nascido recebe a bênção do sábio babuíno Rafiki (Robert Guillaume), mas ao crescer é envolvido nas artimanhas de seu tio Scar (Jeremy Irons), o invejoso e maquiavélico irmão de Mufasa, que planeja livrar-se do sobrinho e herdar o trono.

Um ato de coragem (2002)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: John Q

Dirigido por: Nick Cassavetes

John Q. Archibald (Denzel Washington) é um homem comum, que trabalha em uma fábrica e vive feliz com sua esposa Denise (Kimberly Elise) e seu filho Michael (Daniel E. Smith). Até que Michael fica gravemente doente, necessitando com urgência de um transplante de coração para sobreviver. Sem ter condições de pagar pela operação e com o plano de saúde de sua família não cobrindo tais gastos, John Q. se vê então numa luta contra o tempo pela sobrevivência de seu filho. Em uma atitude desesperada, ele então decide tomar como refém todo o setor de emergência de um hospital.

Peixe Grande e Suas histórias Maravilhosas (2003)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Ed Bloom

Direção: Tim Burton

Ed Bloom (Albert Finney) é um grande contador de histórias. Quando jovem Ed saiu de sua pequena cidade-natal, no Alabama, para realizar uma volta ao mundo. A diversão predileta de Ed, já velho, é contar sobre as aventuras que viveu neste período, mesclando realidade com fantasia. As histórias fascinam todos que as ouvem, com exceção de Will (Billy Crudup), filho de Ed. Até que Sandra (Jessica Lange), mãe de Will, tenta aproximar pai e filho, o que faz com que Ed enfim tenha que separar a ficção da realidade de suas histórias.

Thor (2011)

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Odin
Dirigido por: Kenneth Branagh

Aqui está um filme que não precisarei inserir sinopse, Anthony Hopkins como Odin sem dúvidas é um dos pais mais poderosos do cinema atual.

Menção honrosa

Um dos clássicos do cinema, que merece um destaque especial nessa lista. “O Garoto” é um filme de 1921, de Chaplin, e conta a história de um homem que se torna pai sem querer. Afinal, pai também aquele que cria (isso serve para muitas mulheres que são pais e mães de seus filhos).

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
Pai: Chaplin – O vagabundo

Até a próxima lista e…

Eles também são heróis: 15 pais que emocionaram o cinema
FELIZ DIA DOS PAIS!

+ Aproveite para conhecer os segredos e bastidores de filmes marcantes do cinema.

E aí, curtiu?

Escrito por Juliane Rodrigues (Exuliane)

Serial killer não praticante, produtora audiovisual de formação e redatora por vocação. Falo sério mas tô brincando no twitter @exuliane

manda nudes: [email protected]

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0
Curiosidades sobre ‘O Barco: Inferno no Mar’ (1981)

Curiosidades sobre ‘O Barco: Inferno no Mar’ (1981)

Filmes e livros para entender a tragédia de Hiroshima e Nagasaki

Filmes e livros para entender o horror em Hiroshima e Nagasaki