Bond Girls – Parte 3

Musas de 007 nos anos 70

Elas ganharam o público e o coração do agente secreto mais amado do cinema. Nessa continuação da lista cronológica de Bond Girls, conheça as musas que arrasaram em 007 e nas telonas nos anos 70.

Cada Bond Girl é única, e seduz Bond e o público por seu diferencial. Antes de começar a lista dos anos 70, que tal conferir o que já rolou durante esse “Especial Bond Girls“?

Se você chegou aqui agora, a ordem cronológica das matérias é a seguinte:

 PARTE 1PARTE 2PARTE 3PARTE 4PARTE 5PARTE 6

 

Dando continuação à matéria, relembre (ou conheça) as Bond Girls dos anos 70, em ordem cronológica de filmes:

Jill St. John

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Americana
Bond Filme: 007 – Os Diamantes São Eternos (1971)
Personagem: Tiffany Case

Tiffany era uma contrabandista de diamantes, que ao se envolver com Bond acabou transferindo toda sua lealdade para ele. O Courier Peter Franks deveria passar os diamantes para Tiffany, mas Bond interceptou sua ligação e, imitando Franks, conseguiu fazer com que os diamantes chegassem a ele. Por causa disso, Tiffany é salva de ser assassinada e se torna leal ao espião

Lana Wood

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70
Nacionalidade: Americana
Bond Filme: 007 – Os Diamantes São Eternos (1971)
Personagem: Plenty O’Toole

Plenty O’Toole era uma “garimpeira” de Las Vegas. Ela ajudou um homem na mesa de jogo de dados, mas quando ele perdeu todo o seu dinheiro, ela perdeu o interesse. Quando ia embora, escutou James Bond pedir US $ 10.000 em fichas e voltou imediatamente. Ela ajudou Bond com o jogo de dados, e depois de ganhar US $ 50.000, foi para a suíte com o espião. Lá, encontraram a bond girl Tiffany Case, e alguns mafiosos jogaram Plenty pela janela, para um mergulho na piscina.

Lola Larson e Trina Parks

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Lola Larson

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70
Nacionalidade: Americana
Bond Filme: 007 – Os Diamantes São Eternos (1971)
Personagem: Bambi

Trina Parks

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70
Nacionalidade: Americana
Bond Filme: 007 – Os Diamantes São Eternos (1971)
Personagem: Thumper

Bambi e Thumper são as guarda-costas que mantém Willard Whyte prisioneiro em sua casa, em Las Vegas. Quando Bond chega para resgatar Whyte, as duas se apresentam e, em seguida, atacam o espião. Thumper e Bambi usam suas habilidades em artes marciais para vencê-lo e Bond estava quase perdido devido à agilidade delas. No entanto a dupla comete o erro de jogá-lo em uma piscina, perdendo sua vantagem, pois 007 acaba conseguindo empurrar suas cabeças para debaixo d’água, até que elas cedem e revelam onde Willard Whyte está sendo mantido.

OBS: Trina Parks foi a primeira Bond Girl negra da história da franquia.

Denise Perrier

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Francesa
Bond Filme: 007 – Os Diamantes São Eternos (1971)
Personagem: Marie

Bond procura Blofeld para se vingar pela morte de sua esposa e a trilha o leva de Tóquio ao Cairo, onde ele interroga um trapaceiro sobre o paradeiro de Blofeld, mas a única resposta que consegue é “Marie… Pergunte… Marie.”. Bond encontra Marie, que pergunta “Existe algo que eu possa fazer por você?” e o espião prontamente responde com “Há algo que eu gostaria de tirar do seu peito.”, tirando seu sutiã em seguida, e estrangulando-a para obter informações.

Jane Seymour

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Inglesa
Bond Filme: Com 007 Viva e Deixe Morrer (1973)
Personagem: Solitaire

Uma leitora de tarô e psíquica que trabalhava para o barão da heroína, Dr. Kananga. Ela previu os planos de James Bond e outros homens que representam uma ameaça para seus negócios. Solitaire foi praticamente aprisionado por Kananga, pois ele tinha a informação de que, assim como sua mãe, ela perderia o seu dom psíquico se perdesse a virgindade. Quando encontrou Bond pela primeira vez, Solitaire tirou a carta dos amantes, prevendo seu destino e de Bond. Solitaire logo perdeu seus poderes e tornou-se um alvo da ira de Kananga.

Gloria Hendry

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Americana
Bond Filme: Com 007 Viva e Deixe Morrer (1973)
Personagem: Rosie Carver

Uma agente dupla trabalhando para a CIA e para Dr. Kananga. Ela investigou o quarto de hotel de Bond como Sra. Bond, e disse que iria levá-lo para o local onde Bains (outro agente da MI6) foi morto. Enquanto fazia um piquenique perto da área, Bond confronta Rosie, revelando que ele sabe que ela está trabalhando para Kananga. Bond ameaça matá-la e Rosie foge, mas acaba sendo alvejada por uma arma escondida em um dos espantalhos do Kananga e morta.

Madeline Smith

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Inglesa
Bond Filme: Com 007 Viva e Deixe Morrer (1973)
Personagem: Senhorita Caruso

Agente do serviço secreto italiano que estava dormindo com Bond em sua casa quando, pouco antes das 06:00, a campainha tocou. Bond atendeu a porta para encontrar M, que anunciou uma missão urgente. Ele também mencionou – casualmente – que os italianos estavam reclamando sobre a falta de sua agente, senhorita Caruso. Bond distrai continuamente M para que não veja Caruso em sua casa, com uma pequena ajuda de Miss Moneypenny, que estava acompanhando M.

Britt Ekland

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Sueca
Bond Filme: 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro (1974)
Personagem: Mary Goodnight

Mary era assistente de Bond em Hong Kong e, anteriormente, sua secretária em Londres. Ela ajuda Bond a localizar a senhorita Anders, namorada do assassino Scaramanga. Os dois quase passam a noite juntos em várias ocasiões. Goodnight é sequestrada por Scaramanga, mas depois que Bond o mata, ela ajuda o espião a escapar de sua ilha.

Maud Adams

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Sueca
Bond Filme: 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro (1974)
Personagem: Andrea Anders

Srta. Anders era namorada de Francisco Scaramanga, o homem com a arma dourada. Ela enviou uma bala de ouro para a MI6 com “007” gravado na lateral, para que o espião pensasse ser o próximo alvo de Scaramanga, e respondesse a ameaça matando o assassino e libertando-a de sua posse. No entanto, Scaramanga descobriu sua traição e atirou em seu peito.

Carmen du Sautoy

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Inglesa
Bond Filme: 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro (1974)
Personagem: Saida

Uma dançarina do ventre libanesa e ex-amante do agente 002, Bill Fairbanks. Quando Fairbanks é encontrado morto, Bond faz uma visita a Saida para descobrir o que aconteceu. Saida conta que ela encontrou a bala que matou Fairbanks, e agora a usa como um charmoso piercing no umbigo.

Francoise Therry

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Francesa
Bond Filme: 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro (1974)
Personagem: Chew Mee

Chew Mee foi uma amante de um empresário de Hai Fat. Ao visitar Hai Fat, Bond a viu enquanto ela nadava nua na piscina do palácio, e perguntou como estava a água. Chew Mee respondeu que ele deveria entrar e descobrir.

Barbara Bach

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Americana
Bond filme: 007 – O Espião Que Me Amava (1977)
Personagem: Anya Amasova

Anya Amasova, codinome ‘Triple X’, é uma agente da KGB que trabalha para o general Gogol. Ela tinha a mesma missão de Bond, recuperar microfilmes roubados por um sistema de rastreamento submarino. Depois passar metade do tempo cooperando e a outra metade atrapalhando o caminho um do outro, Bond e Amasova encontram seus chefes no QG Egípcio, onde ficam sabendo que a MI6 e a KGB estão co-operando e os dois devem trabalhar juntos.

Sue Vanner

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Inglesa
Bond filme: 007 – O Espião Que Me Amava (1977)
Personagem: Garota na cabana

A garota da cabana de madeira, interpretada por Sue Vanner, era uma agente da KGB e amante de James Bond. O casal estava enrolado em algumas peles no chão da isolada cabana de madeira quando M enviou uma mensagem para o relógio de pulso de Bond, dizendo que ele precisava dele no QG. Bond se levantou para sair e a menina disse: “Mas James, eu preciso de você.”, e o espião respondeu: “O mesmo acontece com a Inglaterra.” Depois que ele saiu, ela passou um rádio para os capangas da KGB avisando que Bond tinha deixado a cabana.

Caroline Munro

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70

Nacionalidade: Inglesa
Bond filme: 007 – O Espião Que Me Amava (1977)
Personagem: Naomi

Naomi era uma ajudante de Karl Stromberg e escoltou Bond e Anya Amasova até a cidadela oceânica de Stromberg, Atlantis. Depois que a reunião de Bond terminou, Stromberg instruiu seus capangas a matarem os dois espiões, o que gerou uma sequência de perseguição intensa, com Bond e Amasova dirigindo um Lotus Esprit, Jaws atirando contra eles num carro, outros capangas com um míssil lateral em outro carro e Naomi tentando derrubá-los de um helicóptero.

Olga Bisera

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70
Nacionalidade: Bósnia
Bond filme: 007 – O Espião Que Me Amava (1977)
Personagem: Felicca

Felicca trabalhou para Aziz Fekkesh, um negociante do mercado negro que estava vendendo os microfilmes de um sistema de rastreamento submarino. Fekkesh instruiu Felicca a distrair Bond para que um capanga pudesse matá-lo. Em seu breve tempo juntos, Felicca se afeiçoou a Bond, e quando ela viu o capanga prestes a matá-lo, ela se virou e tomou o tiro no lugar de 007.

Lois Chiles

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70
Nacionalidade: Americana
Bond Filme: 007 Contra o Foguete da Morte (1979)
Personagem: Holly Goodhead

Holly Goodhead era um agente da CIA trabalhando disfarçada de astronauta para a organização Hugo Drax. Depois de passar a noite junto com Bond, os dois se encontraram no topo do Pão de Açúcar, no Rio. Durante o passeio de teleférico, Jaws tentou matá-los e a cobertura de Holly explodiu. Bond conseguiu escapar, resgatou Holly e eles foram para o espaço, onde abateram os globos de Drax que continham gases fatais que poderiam exterminar a raça humana da Terra.

Corinne Cléry

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70
Nacionalidade: Francesa
Bond Filme: 007 Contra o Foguete da Morte (1979)
Personagem: Corinne Dufour

Corinne Dufour foi assistente e piloto pessoal de Hugo Drax. Depois de passar a noite com Bond, Corinne revelou seu esconderijo, o que permitiu a Bond fotografar documentos secretos. Drax logo descobriu sua traição.

Emily Bolton

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70
Nacionalidade: Brasileira
Bond Filme: 007 Contra o Foguete da Morte (1979)
Personagem: Manuela

Manuela era uma agente trabalhando para a estação VH. Ela segue Bond assim que ele deixa o aeroporto em Reo, e quando ele chega no hotel, encontra-a preparando um drink no mini-bar em sua suíte. Manuela ajudou Bond a encontrar um dos armazéns de Hugo Drax, mas acabou sendo um fardo e quase foi morta pelo assassino Jaws.

Leila Shenna

 Bond Girls – Parte 3 | Musas de 007 nos anos 70
Nacionalidade: Marroquina
Bond Filme: 007 Contra o Foguete da Morte (1979)
Personagem: Aeromoça do jato privado

James Bond estava a bordo de um jato privado, desfrutando de sua “última etapa” da missão com a aeromoça. Bond diz “Acho que eu nunca mais vou voar com ninguém” e a aeromoça responde “Você está tão certo, Sr. Bond”. Então, ela aponta uma arma para ele e o espião acaba sendo jogado para fora do avião sem para-quedas.

Durante esses mais de 50 anos da saga de 007, o espião mais charmoso de Hollywood esteve muito bem acompanhado e nenhuma das Bond Girls será esquecida nesta série de listas. Já passamos pelos anos 60 e 70, próxima parada: anos 80! Não deixe de conferir as continuações dessa lista e de comentar o que espera do novo filme de James Bond.

Veja também: 007 – Spectre | Saiba mais sobre a nova missão de James Bond!


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.