Memórias Secretas (2016)

Certas lembranças nunca se apagam

Não importe quanto tempo passe, muito menos quanto aquilo se petrifica dentro de ti e também não importa se no final de tudo a casca dela estará deteriorada. Ainda assim, tem certas coisas e quando eu digo “coisas” – podem ser momentos, lembranças, sentimentos, objetos e coisa que o valha – que marca a ponto de se tornar inesquecível. Tudo pode entrar dentro do “certas coisas” e para muitos que estiveram no inferno chamado Auschwitz, é assim!

Memórias Secretas é o longa dirigido pelo cineasta egípcio, mas naturalizado canadense – Atom Egoyan. Seu último filme, “À Procura (2014)” estrelado por Ryan Reynolds e Rosário Dawson, também carregava em seu gênero, o mistério como mote para a trama. Mas foi em “Ararat (2002)” – um dos seus grandes sucessos – que Egoyan também refletiu sobre um momento importante da história que exterminou milhões de inocentes do Império Otomano, algo que ficou conhecido como o “holocausto armênio”.

memorias-secretas-certas-lembrancas-nunca-se-apagam2

Em Memórias Secretas (Remember), Egoyan apresenta a história de Zev Guttman (Christopher Plummer) um senhor de 80 anos que sofre de Alzheimer, perdeu sua esposa, Ruth, recentemente, e tem uma missão dada por um colega de asilo chamado Max (Martin Landau) que consiste em matar os nazistas que ainda estão vivos e que foram responsáveis por que varreram as suas famílias do campo de concentração em Auschwitz. Mas existe um problema nisso tudo, como Zev sofre de Alzheimer, ele não se lembra das memórias recentes quando desperta todas as manhãs ou depois de qualquer cochilo. Zev perdeu sua esposa Ruth há uma semana, pouco antes dela partir, ele se comprometeu com Max que colocaria o plano de vingança em prática assim que ela falecesse. Quando a hora chegou, Zev fugiu do asilo com uma carta dada por Max, nela ele descreve todas as ações que Zev tem que tomar para chegar nos nazistas. Nesta carta contém também explicações do que aconteceu com a sua esposa, o motivo pela qual ele está viajando e todo o passo a passo que deve fazer para concluir o prometido com sucesso. Enquanto Zev está executando a missão, Max fica no asilo gerenciando a empreitada do amigo. É nesta viagem, que o longa vai mostrar todo o seu brilho, seus segredos e suas reviravoltas. O espectador imerge no emocional de Zev e cena a cena vai sentindo cada vez mais o clima de mistério. O final é imprevisível e a graça do filme está nisso.

memorias-secretas-certas-lembrancas-nunca-se-apagam4

Memórias Secretas é um longa que tem um ritmo comum de filmes de suspense policial, aquele clima de mistério que o espectador vai descobrindo os segredos do filme no mesmo tempo do protagonista. Mas aqui, existe um ponto diferente a ser notado: o fator Alzheimer. Quando o título fala em “memórias” quer dizer que ele brinca o tempo todo com ela. O ponto alto do longa está na condição que Zev apresenta para carregar a trama. Ele é um personagem confuso. Como alguém que sabe que não tem mais uma memória tão consistente como antigamente, se acha capaz de executar um plano de vingança tão complexo? Digo mais, como alguém como ele pretende se vingar de quem matou sua família em relação a algo que aconteceu há tanto tempo? Zev tem 80 anos e era adolescente quando aconteceu o holocausto, nesse atual momento da vida, ele lembraria de tudo com tantos detalhes a ponto de reconhecer em vida e ,no atual momento, o algoz que tanto busca? É exatamente ai que entra o brilhantismo de Egoyan.

memorias-secretas-certas-lembrancas-nunca-se-apagam3

Porém, Memórias Secretas por mais que surpreende com seu protagonista e com um enredo misterioso, por mais que ele toque em feridas que jamais cicatrizaram, o filme esbarra em certos problemas como o da previsibilidade e do mau desenvolvimento do elenco de apoio. Quando Zev foge do asilo, poucos se incomodam com isso. O dono do asilo acha algo normal e que logo menos ele estaria de volta. O filho de Zev age energicamente apenas com o dono do asilo em relação ao sumiço do pai, depois vive uma passividade que você não entende. Porra, se fosse meu pai que tivesse sumido eu viraria o mundo de cabeça para baixo até encontrá-lo, mas para ele não! Está tudo mais ou menos bem, mais ou menos bom. O próprio papel de Martin Landau, ator vencedor do Oscar de ator coadjuvante por Ed Wood (1994), está frio demais em suas cenas, por mais que a trama mostre o quanto ele foi engenhoso em sua empreitada. Não vi química entre Zev e Max. Mesmo que tenham tentado explicar isso no plot twist, não ficou legal.

No segundo e terceiro ato do filme, o enredo é bem cadenciado e a trama chega a se arrastar um pouco. Você sente o timing que o diretor quer dar para que o desfecho seja como uma porrada em sua cabeça. Mas a transição de um  ato para o outro, faz com que o final seja algo previsível e que a reviravolta que seria o clímax do filme, não atinja o efeito esperado.

memorias-secretas-certas-lembrancas-nunca-se-apagam

Memórias Secretas é um filme que permeia a antítese de memória. Como pode alguém que está sofrendo uma doença degenerativa consiga ainda lembrar de coisas (como eu disse lá no começo) que estão guardadas a muito tempo? Certas lembranças não se apagam nunca e por mais que tentamos revistí-las de outras verdades ou de outros pontos de vistas, por mais que deixamos ela num lugar secreto onde ninguém terá um dia o acesso, ela jamais se apagará. Pode passar o tempo que for, Auschwitz jamais se apagará das memórias daqueles que viveram este momento da história.

Memórias Secretas é um filme regular, consegue te prender em momentos importantes, consegue te envolver no mistério proposto, se você relevar o ritmo lento da metade para o final, garanto que não será um ingresso perdido.

Memórias Secretas estreia dia 12 de maio de 2016.


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.