HQ do Dia

Batman: Cavaleiro Branco – Edição 1

Sendo uma das aguardadas novidades deste ano no mundo dos quadrinhos, a edição Batman: Cavaleiro Branco – Edição 1 chega às bancas brasileiras pela Panini Comics – dando o pontapé inicial para uma série limitada criada por ninguém menos que Sean Murphy. A premissa do quadrinho é a inversão de papéis entre Batman e Coringa, onde um torna-se respectivamente o vilão e o outro herói.

Em um mundo em que o Batman foi longe demais, o Coringa deve salvar Gotham City. Isto é, situado em um mundo onde o Coringa está curado de sua insanidade e tendências homicidas, agora conhecido como “Jack”, começa a tentar corrigir erros de seu passado. E em fato, é chegado o momento em que Jack se tornará o tão merecido Cavaleiro Branco da cidade de Gotham, emplacando na jornada de derrotar a maior ameaça que este já teve: o Cavaleiro das Trevas.

Com assinatura de Sean Murphy no roteiro,  Batman: Cavaleiro Branco – Edição 1 desenvolve uma sólida introdução e, até certo ponto, que situa o leitor num universo um pouco diferente do que ele está acostumado a ver nas histórias do Batman. A proposta de inverter os papéis de dois personagens cuja relação é icônica não só na editora mas também no mundo da cultura pop como um todo, Murphy o executa de maneira concisa e gradativa sem ignorar as as oportunidades que teve de trazer referências para os diversos momentos onde houve um ponto crucial na relação de ambos. 

O estilo de escrita de Murphy é adorável e o bom desenvolvimento narrativo consegue manter o ritmo entre as cenas e diálogos. A relação entre Batman e Coringa (e também Gotham City), é o que torna tudo que vem antes e depois bem melhor. Particularmente gosto de ler/ver esses elementos na premissa imposta por Murphy, é bem bacana ver como ele alinha as referências de tudo que já foi feito com o herói e com o vilão, numa trama bem pé no chão  (como é o caso de Batman: Cavaleiro das Trevas e/ou, até mesmo, Punk Rock Jesus).

Mais do que assinar o roteiro, Sean Murphy assina também os traços artísticos de  Batman: Cavaleiro Branco – Edição 1. Nenhuma surpresa até aqui, vista que Murphy possui um traço que casa muito bem com roteiro. Sinceramente, é um tanto quanto curioso ver o traço do Murphy bem pegado no estilo de arte de quadrinho independente. As cores, então assinadas por Matt Hollingsworth, possuem uma execução bem feita entre roteiro e arte.

 Batman: Cavaleiro Branco – Edição 1 é uma edição que joga no leitor em uma nova jornada de conhecimento na relação Batman/Coringa. Trazendo uma perspectiva diferenciada e moderna, mas que não deixa de lado a essência de ambos. É uma leitura agradável e que desenvolve bem o que propõe. Nesse universo paralelo, o segredo a ser revelado durante a série, é saber quem realmente será o vilão e quem vai ser o mocinho. Será que apenas invertendo a cidade mais violenta do universo da DC Comics mudaria também?

Se você ficou interessado, Batman: Cavaleiro Branco #1 está à venda nas melhores livrarias, por um excelente preço, e você pode ajudar o Proibido Ler comprando seu exemplar AQUI.


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2018 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.