HQ do Dia | Punk Rock Jesus

7 meses atrás ( 10/12/2016 )

Entre os anos de 2012 e 2013, a VERTIGO Comics publicara nas lojas estadunidenses de quadrinhos uma minissérie originalmente contando com seis edições que traz consigo um “novo” gênero. Bem como a própria Panini distribuiu tal minissérie aqui no Brasil durante o mesmo período por seis edições da revista VERTIGO. E definitivamente, essa não é uma obra para fanáticos religiosos, sejam eles a favor ou contra a existência de Deus. Estenda sua mão e toque a fé, aqui está Punk Rock Jesus.

A premissa da obra, embora tenha lá suas complexidades, é devidamente simples: em 2019, um reality show chamado J2 resolve clonar o DNA de Jesus Cristo do Santo Sudário, e televisionar o nascimento e crescimento do tal clone do salvador, batizado de Chris (o mais próximo de Christo). Porém, ao longo de seu crescimento no decorrer da série o mesmo abandona os ensinamentos cristãos e se torna um rebelde com causa; Ele se torna um punk-rocker anarquista destinado a grandeza, três acordes por vez.

HQ do Dia | Punk Rock Jesus

De fato, entre suas páginas Punk Rock Jesus apresenta uma temática complexa e devidamente delicada. Mas de tão pouco o autor se limita a apenas a sua temática e o seu personagem protagonista Chris para dar vida a sua narrativa, uma vez que ele realmente consegue criar um universo devidamente único e coeso com personagens tão interessantes as suas maneiras quanto o “próprio” Jesus Cristo. Entre tais personagens, temos Gwen (a mãe virgem escolhida), Dra. Sarah Epstein (a geneticista responsável pela a clonagem) e Slate (o empresário que vê religião apenas como um bom motivador polêmico para ganhar dinheiro).

No entanto, temos a presença de um personagem cuja importância dá a obra uma perspectiva divergente de tom espetacular: Thomas Mckael. O chefe de segurança do reality show, outrora ex-agente da IRA (Exercito Republicano Irlandês, um grupo paramilitar cristão que luta para separar a Irlanda do Norte do Reino Unido e reanexar-se à Republica da Irlanda), passa entre a sua perspectiva a clara dúvida do mundo inteiro: acreditar que o garoto é realmente o salvador ou apenas um jovem que teve o azar de nascer sob os contextos errados.

HQ do Dia | Punk Rock Jesus

De tal modo, todos os personagens de relevância para a história apresentados possuem o digno espaço para terem suas personalidades, motivações e, posteriormente, propostas de desenvolvimentos bem executadas. E de tal forma que, ao fim da obra você seja capaz de compreender as eventualidades totais ocorrentes e de como elas foram moldadas para levar até um ponto final: a uma crítica não essencialmente a uma religião em específico, mas sim ao seus próprios ditos e enfatizados devotos.

O autor Sean Murphy, antes um católico até chegar um ponto em que se assumiu ateu convicto, não ousa insinuar em sua narrativa algo como “errado ou certo” da crença em tal segmento religioso, ou qualquer outro que seja. Bem como propagar alguma crença em específico. Mas de fato, ele trabalha em suas páginas o modo como a crença exacerbada, a ponto de ser fanática, pode ser prejudicial não só para os outros a sua volta, mas a você mesmo. No fim das contas, Punk Rock Jesus se trata de um rebelde com causa ironicamente confrontando o idealismo cego.

HQ do Dia | Punk Rock Jesus

Um outro aspecto devidamente adorável deste encadernado é a sua arte única e “classuda” assinada também por Sean Murphy. Todas as páginas são desenhadas de maneira impecável, de detalhismo notório, em uma exclusividade de preto e branco que faz jus não só a temática como ao quesito de camadas complexas punk-rock. Ou seja, o casamento entre roteiro e arte é não só bem exercido, como devidamente um ressaltante para o segmento desta minissérie.

Em suma, Punk Rock Jesus é um encadernado que traz uma premissa original, uma arte sensacional e a coragem ousada de tratar temas de complexidade. A medida que mantém um atrativo encorpamento entre narrativa, roteiro e arte, retrata-se em uma minissérie cuja leitura é entretida, agradavelmente interessante e um tanto quanto reflexiva. Particularmente falando, recomendo este encadernado para qualquer leitor com maturidade o suficiente (independente da crença e/ou de estar em cima dum muro ou não) e que procure se aventurar por algo”sci-fi religioso”.

hq-do-dia-punk-rock-jesus-04

p.S: Se você, assim como eu, é do tipo que gosta de escutar algo enquanto lê, recomendo imensamente que durante a leitura deste encadernado você tenha uma experiência audiovisual única escutando Heroes (de David Bowie) e Anarchy In The U.K (do Sex Pistols).

Se interessou por este encadernado? Você pode adquiri-lo através da Amazon, com disponibilidade apenas no idioma original, que no caso é o inglês, em uma bela edição com disponibilidade de acabamento em capa comum ou dura. E se você ainda sim tiver o interesse de ler, mas não possui conhecimento da língua estrangeira, com uma boa pesquisada você encontra scans traduzidos disponibilizados na internet.

Veja também: HQ do Dia | Sandman – Edição Definitiva Vol.01


© 2017 Proibido Ler | Feito com Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro & Baruch Vitorino