Filmes “do barulho” que marcaram época na Sessão da Tarde – Parte 1

Se você não leu o título da matéria com a voz do locutor da Globo “vai entrar de cabeça na maior fria”. Esses filmes foram selecionados com todo cuidado, para dar aquela aquecida no coração cinéfilo, de quem se divertiu muito assistindo aos filmes da Sessão da Tarde, nos anos 80 e 90.

Em 5 de março de 1974, a Globo nos apresentou seu “clube do cinéfilo”, conhecido como Sessão da Tarde. Mesmo com alterações em sua grade de horário, o cinema tem local reservado – e marca muitos pontos de audiência – ao longo desses 41 anos.

Competindo com o extinto “Cinema em casa” do SBT, muitos filmes dos anos 80 e 90, que passaram pela Rede Globo, marcaram presença na nossa infância e juventude. Sem querer excluir outras décadas, visando a nostalgia como ponto de partida, alguns filmes se tornaram febre no país, e estão nessa primeira parte da lista que mais parece um baú de histórias.

Com o intuito de relembrar – ou até mesmo apresentar – aos leitores do Proibido Ler, um pouco do que a TV aberta nos ofereceu cinematograficamente nessas “décadas de ouro” da Sessão da Tarde. Confira agora a primeira parte dessa lista repleta de turmas do barulho, aventuras e altas confusões!

Ao final, sinta-se a vontade para citar aquele filme “queridinho do coração” que não entrou na lista, mas que ao seu ver, deve entrar na próxima parte dessa matéria.


1. Curtindo A Vida Adoidado (1986)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_1

Título original: Ferris Bueller’s Day Off
Direção: John Hughes

Aquele que marcou a infância e adolescência de muitos leitores. Afinal, quem nunca quis cabular aula e se meter em tantas encrencas quanto Ferris Bueller?
Com um elenco brilhante
: Matthew Broderick, Mia Sara, Alan Ruck, Jeffrey Jones, Jennifer Grey e até mesmo Charlie Sheen. Dirigido por John Hughes e considerado um clássico do cinema blockbuster, com cenas marcantes e uma música digna de download. “Curtindo A Vida Adoidado” merece uma uma pipoca quentinha, sem contar aquela cabulada de aula, e desculpa esfarrapada pra não sair do sofá quando ele está passando na TV.

2. Elvira – A Rainha das Trevas (1988)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_2

Título original: Elvira, Mistress of the Dark
Direção: James Signorelli

O papel que rendeu a Cassandra Peterson, o título de “peitos do cinema”, ou quase isso. Conta a história de Elvira, apresentadora de um programa de terror, em seu primeiro filme. O roteiro foi escrito por Peterson, John Paragon e Sam Egan. A trilha sonora original foi feita por James B. Campbell. Quem nunca viu esse filme na sessão da tarde, nem imagina que ele foi considerado um “pornô para crianças e adolescentes”, e que muita “chinela cantava” na bunda de quem o assistia sem a permissão dos pais. Nas palavras da própria Elvira: “Eu não tenho nada contra filmes de censura livre, contanto que tenham muito sexo e violência.”

3. Abracadabra (1993)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_3

Título original: Hocus Pocus
Diretor: Kenny Ortega

Só quem assistiu sabe o feitiço para afastar bruxas, zumbis e ex-namorados. Um clássico do cinema, que alegrou a vida de muita criança vidrada em magia, com Winnie (Bette Midler), Sarah (Sarah Jessica Parker) e Mary (Kathy Najimy), 3 bruxas que foram banidas há 300 anos e que estão dispostas a tudo para voltar do além no Dia das Bruxas. Aquele filme, que acompanhado de um lanchinho no final da tarde, é a pedida certa pra diversão!

4. Olha Quem Está Falando (1989)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_4

Título: Look Who’s Talking
Direção: Amy Heckerling

Não basta ter uma abertura daquelas icônicas – com direito a uma corrida de espermatozoides – precisa ter Bee Gees, Janis Joplin e The Beach Boys na trilha sonora. James Ubriacco (John Travolta) e Mollie (Kirstie Alley), dando um banho de atuação e bom humor, ao lado do bebê Mickey, interpretado por Christopher Aydon e dublado por Bruce Willis. Um filme sobre o que é verdadeiramente uma família, que marcou as tardes e o coração de muita gente. E que se consagrou ainda mais em suas continuações.

5. Mudança de Habito (1992)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_5

Título original:Sister Act
Direção: Emile Ardolino

Como diria o locutor das chamadas da sessão da tarde: a história da cantora que presencia um assassinato, se esconde em um convento, e bota ele de pernas para o ar!
O papel que destacou merecidamente Whoopi Goldberg – inclusive sua voz -, é impossível não se apaixonar por Deloris Van Cartier e suas suas trapalhadas com as freiras.

6. O Pai da Noiva (1991)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_6

Título original: Father of the Bride
Direção: Charles Shyer

Steve Martin apareceu em muitos clássicos nos anos 80 e 90, mas na sessão da tarde, marcou presença na certa com esse filme. A história de um pai que vê sua garotinha se tornando uma mulher, conquistou muitos fãs no decorrer das décadas, inclusive em sua continuação. O filme que já era um remake, tornou-se mais um dos queridinhos da sessão da tarde.

7. Meu Primeiro Amor (1991)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_7

Título original: My Girl
Direção: Howard Zieff

Aquele filme que te fez chorar mais do que o extrato da conta bancária no fim do mês. A história de Vada Sultenfuss (Anna Chlumsky) e Thomas J. Sennett (Macaulay Culkin). Duas crianças, que descobrem na pureza de uma amizade, o primeiro amor. Um filme simples, que justamente por isso, causa emoção até hoje nas pessoas que o assistem. Com uma trilha sonora digna de sonho, “Meu primeiro amor” embala os corações apaixonados.

8. Um Morto Muito Louco (1989)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_8

Título original: Weekend at Bernie’s
Direção: Ted Kotcheff

A história de como se divertir muito com um cadáver. Quem o viu, com certeza não esquece. Citado por muitos artistas e personagens de séries – inclusive Barney de HIMYM, e Rachel de Friends – como o favorito dos favoritos. Um clássico daqueles que só assistindo pra morrer – de rir – é claro.

9. Top Gun – Ases Indomáveis (1986)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_9

Título original: Top Gun
Direção: Tony Scott

Se você nunca ouviu falar desse filme – no mínimo – deve ter escutado sua trilha sonora chiclete. Se não escutou, tudo bem, eu canto “take my breath away” no karaokê da esquina até você lembrar. A trilha que faturou o Oscar 1987 e o Globo de Ouro 1987 de Melhor Canção Original pela música cantada pela Banda Berlin. O veículo de lançamento de Tom Cruise no cinema. A história que fez muitos desejarem uma moto Kawasaki Ninja 900, uma jaqueta de couro de aviador, e até mesmo entrar para a Força Área. Além de Tom Cruise e Kelly McGillis, vários atores ainda iniciantes marcaram participação neste filme, tais como: Val Kilmer, Meg Ryan e Tim Robbins.

10. Edward – Mãos de Tesoura (1990)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_10

Título original: Edward Scissorhands
Direção: Tim Burton

A história que cativou os admiradores de esquisitices adoráveis, e que uniu o talento de Tim Burton, Johnny Depp e Winona Ryder. Um conto belíssimo, do rapaz com mãos de tesouras, que ganhou o coração do público e de uma cidade. Com trilha sonora de Danny Elfman, “Edward – Mãos de Tesoura” é até hoje um dos filmes mais aclamados de Tim Burton. Sua história extremamente fantasiosa, se mostra incrível por toda a questão humana que aborda, inclusive a aceitação.

11. Conta Comigo (1986)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_11

Título original: Stand by Me
Direção: Rob Reiner

Um retrato das amizades sinceras do nosso período de infância, sobre o medo de crescer, o medo de ser esquecido e de tornar-se alguém que não se é. Um filme que marcou a vida de muita gente, por retratar justamente isso: a vida. “É o reencontro com um tempo em que qualquer ida mais longe de casa era uma aventura daquelas que nunca mais viveríamos”. Uma história atemporal sobre amizade, que vale cada segundo e frase de impacto.

12. Super Xuxa Contra o Baixo Astral (1988)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_12

Direção: Anna Penido e David Sonnenschein

Se existisse um termo trash infantil no cinema, esse com certeza ganharia o prêmio nacional. Uma mistura de “Labirinto” – do David Bowie – com lagartas ciganas, orçamento baixo e muitas risadas. Um dos filmes que mais me fez rir na infância. O Guilherme Karam (Baixo Astral) está sensacional, e a Xuxa… bem, está tentando a todo custo recuperar seu Caõzinho Xuxo.

Menções honrosas: “Lua de Cristal”, e todos aqueles filmes nacionais da Xuxa e dos Trapalhões, que marcaram presença, mas que não entrarão nas próximas partes, por questão de seletividade.

13. Beethoven – O Magnífico (1992)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_13

Título original: Beethoven
Direção: Brian Levant

Quem não conhece um cachorro com esse nome, talvez não tenha vivido a melhor época. Beethoven, foi o cão da raça São Bernardo, que conquistou a família Newton e gerações. O “Marley” dos anos 90, que se mostrava um cachorro companheiro e leal à uma família. Um filme nada bobo, que já abordava como tema os testes em animais, que são tão citados hoje em dia. O seu único problema – ao meu ver – foi o excesso de continuações. E nem por isso o original deixou de ser adorável.

14. Crocodilo Dundee (1986)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_14

Título original: Crocodile Dundee
Direção: Peter Faiman

Um clássico dos anos 80, estrelado pelo ator Australiano “Paul Hogan”, Crocodilo Dundee foi sucesso de bilheterias na época. O filme que levou o ator ao estrelato e que divertiu muita gente nas tardes da Globo. Uma bela e rica jornalista se apaixona por um caçador de crocodilos que a salva, em plena Austrália. Ele a protege dos perigos da selva, e ela, por sua vez, acaba levando-o para Nova York.

15. 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você (1999)

filmes-do-barulho-que-marcaram-epoca-na-sessao-da-tarde-parte-1_15

Título original: 10 Things I Hate About You
Direção: Gil Junger

Uma história de amor – sem aquele excesso de água com açúcar – digna da nossa geração. Heath Ledger – eterno Coringa – cantando “Cant Take My Eyes Off You”, e Joseph Gordon-Levitt no elenco, quando gurizinho, já tornam o longa digno de aplausos. Com a protagonista Kat (Julia Stiles) sendo uma mulher forte, independente, claramente feminista, e Bianca (Larisa Oleynik) uma patricinha apaixonante, o filme não poderia dar errado. Sua trilha sonora feita de diversas bandas que marcaram os anos 90, ganhou e ganha até hoje o coração do público.


O intuito dessa mega lista – não é de forma alguma – excluir filmes. Por esse motivo, “segure o tchan” enquanto a segunda parte não chega. E compartilhe sua própria lista nostálgica com os membros da legião proibida nos comentários. Afinal, relembrar não faz mal!

CONFIRA A SEGUNDA PARTE DA LISTA AQUI!


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.