Assombração na Casa da Colina

Um clássico simples e que vale a pena

Para os grandes fãs dos livros de terror o nome Shirley Jackson não é uma novidade. A escritora tem em sua conta seis romances, diversos contos de terror, suspense e foi musa inspiradora dos grandes nomes como Stephen King, por exemplo. Eu mesma já a conhecia, principalmente por um filme que assisti uma vez que foi baseado no livro “A Assombração da Casa da Colina“. Então quando vi a coleção que a Editora Suma lançou com este livro não tinha como não lê-lo.

A Assombração da Casa da Colina conta a história do Dr. Montague que grande estudioso queria provar a existência do paranormal. Ele busca um local com verdadeiras histórias de assombração e se depara com a casa da colina, uma construção de 80 anos inabitada e cheia de histórias. Ele decide alugar a casa da colina e montar uma pequena equipe de pessoas que já tiveram histórias de parapsicologia em sua vida. São elas Eleanor (cuja casa na infância sofreu com uma chuva de pedras), Theo (que é sensitiva) e Luke (herdeiro da mansão). O intuito é passar o verão catalogando as experiências e manifestações fantasmagóricas, até que tudo foge do controle.

Podemos dizer que o verdadeiro personagem principal deste livro é a casa. Shirley Jackson consegue descreve-la imbuindo personalidade a ela, é uma casa vil, feia, bagunçada e confusa. Do jeitinho que um verdadeiro vilão deveria ser. De cara, já não gostamos da casa da colina. E isso se aplica também a todos os personagens, nenhum deles foi construídos para serem amados, são personagens bem próximos à realidade, com pontos positivos e pontos negativos, e que com o passar dos dias dentro da mansão se tornam ainda piores e mais odiáveis. Ainda assim, você consegue se identificar com alguns dos sentimentos e das dúvidas que eles sentem, principalmente com a Eleanor.

Outro ponto que é importante citar, é o desenvolvimento da história. Ele se inicia lento, não de forma enfadonha, mas claramente sem muitas emoções. Imagino que seja proposital para que, ao entrar e habitar a casa da colina, a frenética dos acontecimentos te faça perder o ar como os personagens também perdem. Ainda assim, apesar de o ritmo aumentar e por vezes ser assustador, não chega a ser super impressionante. As partes assustadoras assustam, mas não vão te atrapalhar para dormir depois com toda a certeza. Acredito que está mais para um suspense e thriller do que um terror propriamente dito.

Já a escrita é fácil, Shirley não escrevia livros difíceis de acompanhar (salvo alguns diálogos em que os personagens brincam e fazem analogias e que pode fazer o leitor se perder). É uma linguagem até que simples, de fácil reconhecimento. Como eu disse, algumas analogias e diálogos podem confundir um pouco, mas é mais pela rapidez com que acontecem do que com a linguagem rebuscada.

Não quero contar muito da história, pois ao ler percebi que cada detalhe dos acontecimentos tem um porquê, mas podemos comentar que o fim é uma maluquice e até mesmo inesperado, você não acredita que o livro vai acabar quando ele acaba. É uma história que poderia continuar por muitas outras páginas, mas é um final que faz sentido e que agrada inclusive.

Uma outra coisa que vale a pena, é depois de ler o livro buscar o filme Desafio do Além (1963). É o longa mais fiel à história do livro, tem algumas modificações principalmente nos envolvimentos dos personagens, mas achei a experiência de assisti-lo após a leitura bem rica e divertida. O filme chega a usar diálogos do livro, o que mostra a facilidade e eficácia da escrita de Shirley.

Assombração na Casa da Colina é um livro bacana, pode não ser o livro mais assustador ou o mais memorável, mas com toda certeza vale o título de clássico e a vale e muito a sua leitura.

Se você se interessou pela leitura de Assombração na Casa da Colina, o livro está disponível com desconto neste link!


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2018 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.