Conheça e apoie o projeto “Vida Literária”

Quem nos acompanha há algum tempo, sabe do compromisso que temos com causas sociais e com projetos de financiamento coletivo de artistas, quadrinistas e autores independentes.

O projeto Vida Literária foi criado pelos jornalistas Anderson Fernandes e Débora Kaoru. Eles são os responsáveis pelo livro Nocaute, que nós já resenhamos aqui no PL.

O objetivo do projeto é ampliar o acesso da comunidade à informação, à leitura e ao livro. A ideia é realizar palestras sobre literatura para jovens e distribuir, gratuitamente o livro Nocaute, para os estudantes de escolas públicas.
conheca-e-apoie-o-projeto-vida-literaria2Com a discussão sobre a redução da maioridade penal, de 18 para 16 anos como pauta, Nocaute embarca na história de Antonio Silva, Pitbull, que ainda na infância enfrenta a morte dos pais e acaba sendo direcionado para um orfanato e após alguns crimes, para uma unidade de internação de menores. Neste local, o menino conhece o casal Marcos e Claudia, que o ensinam o sentindo da vida, por meio da educação e do esporte. Após enfrentar muitos desafios, Pitbull, um menino pobre e sem perspectiva alguma de vida, consegue se tornar campeão mundial de UFC. Além da redução da maioridade penal, o livro debate diversos outros temas, como ECA, suicídio, importância da leitura, uma doença rara chamada Machado Joseph, e principalmente a importância de seguir em frente, mesmo frente aos diversos problemas que aparecem durante a vida.

conheca-e-apoie-o-projeto-vida-literaria

Nós sabemos que existe um mundo fantástico que pode ser conhecido através da leitura, sabemos também, que ler e conhecer histórias que se aproximam cada vez mais do nosso cotidiano, é uma ótima chance para refletirmos e discutirmos sobre o nosso devido papel na sociedade. Portanto, o Vida Literária pretende melhorar a auto estima dos atendidos e por meio do projeto oferecer a oportunidade de conhecerem o “gosto pela leitura”, sem contar a bagagem educacional e cultural que receberão durante a atividade. Os estudantes também poderão posteriormente se tornar referências e incentivadores para que outros jovens passem a ter o hábito da leitura.

Para conhecer mais sobre o projeto de Anderson Fernandes e Débora Kaoru, acesse a página do Catarse e se quiser e puder, claro, apoie o projeto também.


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2018 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.