Curiosidades sobre Homem-Aranha (2002)

“Homem-Aranha” (2002) tornou-se uma das primeiras adaptações dos quadrinhos Marvel para os cinemas e, logo após sua estreia, caiu no gosto popular e até hoje é relembrado mesmo pelos fãs mais jovens do incrível império fílmico.

Afinal, não é surpresa que a obra dirigida por Sam Raimi é uma das melhores investidas dentro do panteão super-heroico – perdendo apenas para sua sequência de 2004, que, de alguma forma, ganhou ainda mais aclame por sua estética e sua habilidade narrativa.

A trama de “Homem-Aranha” é bastante conhecida por todas: Peter Parker, aqui encarnado pelo eterno Tobey Maguire, é um jovem nerd que não tem muito prospecto quanto à sua vida até ser picado por uma rara aranha. Em um piscar de olhos, Peter se transforma num meta-humano com poderes incríveis, incluindo soltar teias pela mão, escalar prédios e uma força quase indestrutível.

Nesse cenário quase utópico, o protagonista atrai a atenção de um perigoso vilão intitulado Duende Verde (interpretado por Willem Dafoe) – o que é bastante comum dentro das adaptações de HQs.

Ao longo dos anos, as clássicas aventuras do “amigo da vizinhança” também ganharam outros trajes: após o fracasso do terceiro filme da franquia, Mark Webb ousou arquitetar um reboot estrelado por Andrew Garfield, mas não obteve muito sucesso; não foi até 2017 que a Marvel acertou em cheio ao contratar Jon Watts para encabeçar a nova saga, dessa vez liderada por Tom Holland. Holland, por sua vez, transformou-se no novo rosto do Homem-Aranha, mas Maguire, em seu estranho e introvertido charme, ainda nos provoca sensações nostálgicas – auxiliadas pela presença de nomes como James Franco, Kirsten Dunst e J.K. Simmons no aplaudível elenco.

Leia mais: Homem-Aranha | 7 melhores animações do Cabeça de Teia

“Homem-Aranha” foi aclamado pela crítica especializada e pelo público, arrecadando mais de 820 milhões de dólares e sendo indicado a duas categorias do Oscar 2003 – Melhores Efeitos Especiais e Melhor Edição de Som. E, em meio a esse passado um tanto quanto remoto que ganha vida com o iminente lançamento de “Homem-Aranha: Longe de Casa (2019), fizemos uma matéria especial relembrando as glórias de Raimi e sua equipe.

Veja nossa lista especial com algumas curiosidades de bastidores “Homem-Aranha” (2002).

  • Hugh Jackman revelou que deveria fazer uma breve aparição no filme como Wolverine, porém a ideia foi descartada quando a produção não conseguiu acesso ao figurino do super-herói de X-Men: O Filme (2000).
  • A cena em que Peter Parker (Tobey Maguire) recupera o almoço de Mary Jane (Kirsten Dunst) com a bandeja não envolveu CGI, mas sim uma substância colante para mantê-la presa à sua mão. O plano demorou 156 tomadas para ficar perfeito.
  • O filme tornou-se o primeiro a arrecadar 100 milhões de dólares em seu final de semana de abertura.
  • Maguire revelou que nunca tinha lido uma HQ do Homem-Aranha, mas aceitou o papel porque gostara do roteiro.
  • Após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, a Sony Pictures retirou todos os cartazes de circulação que incluíam o herói encarando o cenário nova-iorquino – que, eventualmente, mostrava as Torres Gêmeas.

Leia mais: Origens e Evoluções | Homem-Aranha

  • Willem Dafoe performou 90% de suas acrobacias.
  • O figurino final do Duende Verde (Dafoe) foi composto de 580 peças e levava meia hora para ser colocado.
  • Para adquirir o físico do Homem-Aranha, Maguire entrou em um regime intenso de exercícios durante cinco meses, incluindo treino de artes marciais seis vezes por semana.
  • Quando o diretor Sam Raimi deu a ideia de elencar Maguire como o personagem-título, os estúdios hesitaram em contratá-lo. Porém, após assistirem ao vídeo de audição, disseram que o ator havia nascido para o papel.
  • David Fincher foi um dos nomes cotados para a direção. Sua versão teria sido baseada na história de origem intitulada A Noite em que Gwen Stacy Morreu (1973), escrita por Stan Lee e Gerry Conway.

  • As teias lançadas pelo herói foram feitas com espuma e linha de pesca, materiais fortalecidos com o uso de CGI.
  • Doutor Octopus deveria aparecer como um segundo vilão no longa-metragem, mas foi redesignado para ser o antagonista principal de Homem-Aranha 2 (2004).
  • Leonardo DiCaprio foi considerado para o papel principal.
  • Elizabeth Banks foi cotada para dar vida a Mary-Jane Watson antes de ser reescalada como Betty Bryant.
  • A Sony ofereceu a cadeira de direção para Chris Columbus, mas optou por dirigir Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001).

  • A cena do Dia de Ação de Graças – na qual Tia May (Rosemary Harris) coloca o peru na mesa -, foi baseada na pintura Liberdade de Viver sem Penúria, parte da série Quatro Liberdades (1943) de Norman Rockwell.
  • Nicolas Cage, John Malkovich, Bill Paxton, Mel Gibson, John Travolta e Robert De Niro foram considerados para o papel de Duende Verde.
  • Lee revelou durante uma entrevista que Michael Jackson gostaria de ter interpretado Homem-Aranha na década de 1990.
  • O filme foi a estreia de Joe Manganiello nos cinemas. O ator deu vida ao valentão Flash Tompson.

VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.