Grandes Olhos

Conheça a história real do novo filme de Tim Burton

O mais novo filme dirigido por Tim Burton é bem diferente do que os longas que estamos acostumados a associar ao nome do diretor. Nada de sangue, fantasmas ou seres sobrenaturais, mas o mais chocante é a falta de dois atores: Johnny Depp e Helena Bonham Carter. Aparentemente, o diretor ‘desapegou’ um pouquinho de seus preferidos e está se arriscando numa história baseada em fatos reais, protagonizada por dois grandes nomes de Hollywood: Amy Adams e Christoph Waltz.

Grandes Olhos” contará a história dos artistas Margaret e Walter Keane, que foram muito famosos durante os anos 50 e 60. O motivo? Seus quadros. Em vez de belas paisagens, como os pintores tradicionais, os Keane apresentavam pinturas de crianças com grandes olhos, muitas vezes tristes, profundos e sombrios, que de tão diferentes, acabaram por se tornar moda na época.

Os tempos de fama e riqueza não duraram muito e o casal terminou em uma luta judicial pra provar quem foi o criador real da marca “Grandes Olhos”. Foi Walter, a face pública dos Keane? Ou Margaret, a dona de casa que afirmava que seu marido não conseguia pintar sozinho, nem mesmo, um pôr-do-sol?

Grandes Olhos | Conheça a história real do novo filme de Tim Burton

Para desfrutar plenamente da história contada na cinebiografia de Burton, e admirar as atuações célebres de Amy Adams e Christoph Waltz, é melhor que você conheça os verdadeiros Keanes. Eu não acredito que uma cinebiografia funcione do jeito certo ou alcance seu objetivo se o público não conhece, pelo menos uma parte da história original que vai ser retratada na telona. Levando isso em conta, eis o que você precisa saber sobre o casal por trás deste longa:

Quem são eles?

Walter e Margaret se casaram em 1955, em Honolulu, Havaí. Ambos eram divorciados e tinham filhos de casamentos anteriores. Ele estudou arte em Paris no final de 1940, enquanto ela desenhava desde criança. Walter alegava que a “inspiração” para os grandes olhos das pinturas Keane veio de seu tempo na Europa, após a Segunda Guerra Mundial, enquanto Margaret, futuramente, disse que a inspiração verdadeira vinha de seu isolamento na infância.

Grandes Olhos | Conheça a história real do novo filme de Tim Burton

Em 1957 o trabalho dos Keanes foi na exposto ao ar livre, em uma mostra de arte na Washington Square Park, em Nova York. O mundo foi, então, apresentado a uma variedade enorme de grandes olhos curiosos por trás de uma moldura. Suas linhas suaves e matizes sonhadoras de uma tela para outra fizeram um sucesso inexplicável. Os anos 50 e 60 foram bons para as crianças de grandes olhos, e Walter se posicionou como o talento por trás da obra. Ele apresentou “seu trabalho” em galerias de San Francisco, Nova York, Chicago e New Orleans.

Como eles se tornaram famosos?

As pinturas estavam em todos os lugares. “Walter estava para ‘Grandes Olhos’, assim como Howard Johnson estava para ‘sorvete multiflavor'”, escreveu Jane Howard, em 1965. Diane Keaton cobiçou-os no filme de Woody Allen, “Sleeper”, em 1973. Na década de 80, o Saturday Night Live fez destaque aos Keanes em uma paródia de arte contemporânea. Estrelas como Joan Crawford, Jerry Lewis, Kim Novak e Natalie Wood estavam entre os colecionadores de obras. Assim como Burton, é claro.

Grandes Olhos | Conheça a história real do novo filme de Tim Burton

E, segundo o The New York Times, Walter cobrava até US $ 50.000 por pintura, ganhando milhões de dólares por ano.

“Mas eu não achei esses olhos tão legais assim…”

Bom, levando em consideração que estamos em 2014, e se olharmos ao redor, tem muitas obras que são parecidas com os Grandes Olhos dos Keane, não parecem tão especiais. Mas se fosse nos anos 50, onde ninguém jamais tivesse visto algo do tipo, talvez você gostasse, né?

“Acho que o Keane que tem feito é simplesmente fantástico”, Andy Warhol brincou. “Tem que ser bom. Se fosse ruim, muitas pessoas não iriam gostar.”

Grandes Olhos | Conheça a história real do novo filme de Tim Burton

Warhol tinha paixão por arte consumista, então não é nenhuma surpresa que ele tenha gostado dos Keanes. Mas eles eram bons? Adam Parfrey os chamou de “loucura”, enquanto Katherine Bispo chamou-os de “arte popular, piegas.” De um modo geral, o mundo estabelecido da arte (os hipsters) tende a ser do contra aos Grandes Olhos. Por outro lado, os compradores continuaram a devorar tudo, desde grandes telas, até cartões postais e pôsteres.

Pode-se dizer que os Grandes Olhos eram os “Romero Britto” dos anos 50. Sacou?

O que aconteceu?

Margaret finalmente falou. Depois de trabalhar por décadas e assistir o marido, Walter, assumir o crédito de suas obras, ela deu um passo adiante. “Por muitos anos eu permiti que meu segundo marido levasse o crédito de minhas pinturas. Mas um dia, incapaz de continuar essa enganação por mais tempo, eu deixei a ele e minha casa na Califórnia e me mudei para o Havaí.”

Grandes Olhos | Conheça a história real do novo filme de Tim Burton

“Margaret ajudou Walter mudar de carreira. De corretor de imóveis, ele foi rapidamente para as galerias de Nova York e San Francisco,” Eve M. Kahn descreve. “Ela tomava conta de suas duas filhas e pintava à noite, enquanto ele viajava e bebia muito.”

Em 1965, lhe foi concedida a separação judicial de seu marido. E, em 1970, ela confessou em um programa de rádio que todos os “olhos” eram dela.

Em resposta, Walter se comparou a Rembrandt, El Greco e Michelangelo, e disse que ficou “perplexo” com as declarações de Margaret. A reação pública culminou em uma “competição” de pintura. Walter declarou que tinha uma lesão no ombro e não pintou. Margaret produziu a “Exhibit 224”, uma obra de arte pintada diante dos jurados, em 53 minutos, que venceu dramaticamente a disputa.

Grandes Olhos | Conheça a história real do novo filme de Tim Burton

Ela recebeu US$ 4 milhões em prejuízos em 1986. Na opinião da maioria das pessoas, e, certamente, aos olhos da lei, ela provou que era a verdadeira artista.

Onde eles estão agora?

Margaret, agora com seus 80 anos, se casou novamente. Continua pintando seus Grandes Olhos. Em 1992, a Galeria de Olhos Keane estava instalada e funcionando, oferecendo cartazes, placas e estampas dos Grandes Olhos, que variam de preço entre US$ 200 a US$ 15.000. “Ou as pessoas odeiam minhas pinturas, ou elas amam.”, Margaret observado logo após a abertura da galeria. “Não parece existir um meio termo.”

Grandes Olhos | Conheça a história real do novo filme de Tim Burton

Enquanto isso, Walter se recusou a admitir a verdade de Margaret, apesar do fato de que a opinião pública se voltou contra ele. Ele alegou ser pobre depois que perdeu na corte em 86, e morreu em 2000, aos 85 anos de idade.

Por que o Tim Burton?

Ele é um fã do trabalho de Margaret. “Burton possui uma extensa coleção de seu trabalho”, Robert L. Brown, da Galeria de Olhos Keane, em San Francisco, explicou ao site The Hollywood Reporter.

Não é difícil ver a influência dos Olhos Keane nos filmes de Tim Burton. “O Estranho Mundo de Jack” tem Sally. “Os Fantasmas se Divertem” é repleto de personagens de olhos arregalados. Mesmo o Willy Wonka de Tim Burton ostentava algumas esquisitices ópticas. O trailer de “Grandes Olhos” mostra um universo um pouco menos lunático, mas o humor negro de Burton continua ali. Assista:

O elenco do filme conta com Amy Adams, Christoph Waltz, Krysten Ritter, Danny Huston, Terence Stamp, Jason Schwartzman, Jon Polito, entre outros. O roteiro é de Scott Alexander e Larry Karaszewski.

Grandes Olhos chega aos cinemas brasileiros em fevereiro de 2015.

VEJA TAMBÉM: Curiosidades sobre o filme “O Estranho Mundo de Jack” (1993)

Por Louise


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.