Um Maluco no Pedaço

Os 10 momentos marcantes da série

Em 10 de setembro de 1990, a NBC exibiu o primeiro episódio de uma das melhores séries da história da televisão. “Um Maluco no Pedaço” (The Fresh Prince of Bel-air), protagonizada pelo Will Smith não é um programa qualquer, é um seriado que atravessou gerações, nos fez rir e nos fez chorar, me fazia sair correndo da escola pra chegar em casa a tempo de assistir o episódio do dia (que passava ao meio-dia no SBT) e marcou os anos 90.

Um Maluco no Pedaço

Pra desgraçar todo mundo da cabeça, “Um Maluco no Pedaço” completou 24 anos ontem (sim, estamos velhos). Eu pensei em mil homenagens e acabei escolhendo fazer uma homenagem particular, com os momentos que marcaram a série pra mim, e que tenho certeza absoluta que marcaram pra muita gente também! Então, com um dia de atraso (foi mal, Will) aqui estão os momentos mais importantes de Um Maluco no Pedaço, para euzinha:

O dia em que o pai do Will abandonou ele (de novo)

04×24 “A nova desculpa do papai (Papa’s Got a Brand New Excuse)”

A número um tinha que ser essa. Esse episódio me fez lacrimejar quando eu era só uma criança e, definitivamente, é o que mais me marcou. O pai do Will surge do além e enche o guri de esperanças sobre ir viajar e ter momentos de pai e filho, que tanto ele desejava… Mas no final das contas, acaba sendo um fdp e indo embora. O tio Phill é o encarregado de dar a notícia pro Will e confortá-lo, e embora muitas vezes eu tenha ficado furiosa com ele por brigar ou colocá-lo de castigo, foi nesse dia que percebi que o tio Phill amava o Will como um filho e fazia tudo pelo bem dele.

Pra uma criança, não é fácil entender que todos os castigos são para o bem, na verdade, a gente só entende depois de adulto. Eu entendi naquele momento. Agora assista o final desse episódio, que expõe esse sentimento:

O dia em que Will ensina Ashley a tocar bateria

01×02 “Manda ver na batera, Ashley (Bang the Drum, Ashley)”

Ashley conta pro Will que não gosta de tocar violino e fazia aulas pra agradar seus pais. Aí o Will troca o violino dela por uma bateria numa loja de penhores e leva o Jazz pra dar aulas pra ela. Esse foi o segundo dia do Will na casa dos Banks e a cabeça da família já explodiu. Eles nem imaginavam o que vinha pela frente…

O dia em que Will tenta ensinar Ashley a se defender

02×02 “A mãe de todas as batalhas (The Mother of All Battles)”

Uma valentona tá praticando bullying com a Ashley e ela pede ajuda pra família. Will tenta ensinar ela a se defender, Carlton quer subornar a guria e tio Phill e tia Vivian chamam os pais da valentona pra conversar. Basicamente, as meninas ficam amigas e os pais ficam se estapeando. O que me marcou nesse episódio foi a técnica que o Will ensinou pra Ashley assustar a menina:

O dia em que Will bate e abraça os amigos em rede nacional

02×19 “Olho no prêmio (Eyes on the Prize)”

Will vai participar de um game show na televisão e pode levar um acompanhante, mas não consegue escolher entre Jazz e Ty porque sabe que vai magoar um dos dois que não for o escolhido, e chama o Carlton. Quando ele chega lá, quem são seus oponentes? JAZZ E TY! O programa vira uma vingança contra o Will, e numa das provas, trancam Jazz e o Will numa sala que corta o áudio. Eles batem boca e acabam saindo no soco, mas o Jazz se machuca e Will se arrepende da briga. No final, Ty entra na sala e os três se abraçam. Ah, sim, Carlton fica sobrando (só encontrei o vídeo em espanhol, foi malz):

O dia em que Ashley vira mulherão na escola

03×03 “Que mulher que nada, é minha prima (That’s No Lady, That’s My Cousin)”

Will e Carlton estudavam na Academia Bel-Air, que era só pra homens, mas a escola resolve se tornar mista. Ashley vai estudar na Academia, mas não consegue fazer amigos e fica toda perdida. Qual a solução? Ela se veste de mulherão e chega lá sambando na cara do recalque. Claro que chamou atenção de todos os menininhos, e nem o Carlton reconheceu ela… Mas o Will sim e a treta foi MALIGNA! A reação do Carlton foi a melhor parte:

O dia em que Will vai estudar com crianças

03×24 “A formatura (Six Degrees of Graduation)”

O dia da formatura de Will chega, todo mundo tá comemorando e até a mãe dele vai pra Bel-Air. Só que a anta do Will precisa repor algumas aulas ou não vai conseguir se formar (imagina a vergonha), e como são aulas de música, a única chance que ele tem é assistir as aulas numa turma de crianças, além de apresentar uma peça musical com elas. Ele aceita né, melhor do que não se formar. É um dos melhores episódios, porque as criancinhas ficam zuando o Will e ele aparece vestido de florzinha na apresentação:

O dia em que a Hilary perdeu tudo no bungee jumping

04×02 “Querer é poder – parte 2 (Where There’s a Will, There’s a Way – Part 2)”

O namorado da Hilary, Travord, resolve pedir ela em casamento pulando de bungee jumping e sendo transmitido pela TV. SÓ QUE ELE CAI NO CHÃO E MORRE. O episódio é cômico e trágico ao mesmo tempo, e é muito legal como a série consegue transformar humor negro em algo que não incomoda. Eu era criança e ri da morte do cara. Olha só que lindo pedido:

O dia do julgamento

04×08 “Will no banco dos réus (Will Goes a Courtin)”

Nessas alturas do campeonato, Will e Carlton não moram mais na casa dos Banks. Eles tão morando na casa da piscina, e pagando aluguel pro tio Phill. Eles resolvem dar uma festa, só que o ar condicionado tá quebrado e o tio Phill só vai consertar depois que pagarem o aluguel. Só que a festa rola mesmo assim e o tio Phill acaba com tudo. A treta vai parar no tribunal e cada um conta a sua própria versão do que rolou (todas são mentirosas). O melhor desse episódio é a versão que o Will conta pra juíza:

O dia em que Carlton virou stripper

02×24 “Estriptease (Striptease for Two)”

Eu pensei que conhecia as skills de dança do Carlton até esse episódio. Ele e o Will penhoram um bracelete da tia Vivian porque eles querem investir em ações, mas não dá certo, pra variar. Aí, pra conseguir o dinheiro de volta, eles viram strippers. Só que o Will, que sempre foi o mais solto e exibido, fica todo tímido, e o Carlton faz uma apresentação de botar qualquer go go boy no chinelo. Pena que a tia Vivian aparece e acaba com tudo, porque tava daora. CLOSE NO MOONWALK:

 O dia em que o Geoffrey dançou a dança proibida

01×10 “A festa é do mordomo (Kiss My Butler)”

O Will resolve virar cupido do mordomo Geoffrey e leva ele pra balada, pra tentar conhecer uma garota. Só que o Will fica afim da garota do Geoffrey e estraga tudo quando interrompe a “dança proibida” deles (lambada). Nesse dia eu fiquei extremamente puta com o Will, foi desnecessário ter estragado o momento do Geoffrey, sendo que ele quase nunca se diverte, mas a dança dele ficou na história:

A série teve bem mais do que 10 momentos marcantes, mas se eu fosse listar tudo aqui, o post ficaria maior que o talento do Will Smith (mentira). O que eu quis fazer aqui, foi uma singela homenagem ao aniversário de 24 anos de “Um Maluco no Pedaço”, mas ainda falta alguns detalhes. O ator James Avery, nosso amado tio Phil, faleceu em dezembro do ano passado, e eu não podia deixar de mencionar que, onde quer que ele esteja, nunca vai ser esquecido. Pra finalizar, esse vídeo do Will Smith com seu filho, Jaden Smith, cantando o tema da série no programa da BBC britânica “The Graham Norton Effect”. Até o Carlton (Alfonso Ribeiro) aparece pra dançar junto:

Dentre muitas formas de homenagear a série, esta foi a minha, mas eu quero mais. Agora, quero que você divida comigo, nos comentários, quais foram os momentos mais marcantes pra você, principalmente se eu esqueci de algum! Bora?

Por Louise


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.