Curiosidades sobre o jogo 'Medal of Honor' para PS1
in

Curiosidades sobre o jogo ‘Medal of Honor’ para PS1

Quando tudo era mato em jogos de guerra, Steven Spielberg chegou com um arrasa quarteirão

Até hoje é fácil lembrar o espanto que dava ao ver como “Medal of Honor” um jogo de guerra em primeira pessoa poderia ser tão real pra época. Um tiro um pouco mais pra cima da cabeça e a bala pegava no capacete, um tiro na direção dos pés e o inimigo começava a mancar, um headshot e o inimigo caía mortinho da silva no chão. 

Isso era o efeito de “Medal of Honor” causava como primeira impressão. Mas não era só isso, havia também o fator história. Nesse quesito o game passou a dar com pau em tudo que veio antes, pois era inovador e revolucionário. 

Curiosidades sobre o jogo 'Medal of Honor' para PS1

Em pouco tempo “Medal of Honor” se tornou um jogo histórico e games históricos merecem ser eternizados. Veja abaixo algumas curiosidades sobre esse grande jogo. 

“Medal of Honor” foi o primeiro jogo de tiro em primeira pessoa sem ser de fantasia ambientado na segunda guerra mundial.

O jogo foi desenvolvido pela DreamWorks Interactive com a história de Steven Spielberg.

+ Veja como e “Medal of Honor” no gameplay abaixo.

A inspiração de Spielberg para “Medal of Honor” surgiu durante a direção e produção do filme “O Resgate do Soldado Ryan” (1998). Muito dos efeitos sonoros do filme (como tiros, gritos e explosões) foram usados no jogo e reaproveitados em outros títulos da franquia.

O jogador controla o Tenente Jimmy Patterson, um soldado e agente ligado a OSS (é tido como precursor da Agência Central de Inteligência, a CIA), uma organização militar secreta dos Estados Unidos criada durante o período da Segunda Guerra Mundial.

A Medalha de Honra (em inglês: Medal of Honor) ou Medalha de Honra do Congresso, por ser entregue pelo Presidente cerimonialmente “em nome do Congresso”, é a maior condecoração militar dos Estados Unidos.

Os primeiros 12 títulos da série são ambientados durante o período histórico da Segunda Guerra Mundial, enquanto dois deles se concentram em guerras modernas, no combate ao terrorismo.

Curiosidades sobre o jogo 'Medal of Honor' para PS1

Steven Spielberg criou a história também do segundo e terceiro título da franquia. São eles:

“Medal of Honor: Underground” (2000) e “Medal of Honor: Frontline” (2002).

Criar um jogo de tiro em primeira pessoa para o console da Sony era uma loucura. A demonstração disso estava na quantidade de polígonos que poderia ser usado em cada personagem, algo em torno de 200. Por causa disso, era mostrado apenas quatro inimigos em tela ao mesmo tempo. Isso obrigou o Christopher Cross, designer chefe do “Medal of Honor”, recorrer a truques como fumaça e espelhos para que não percebêssemos quando eles eram gerados.

A equipe também não conseguiria utilizar skyboxes, que é uma técnica de criar planos de fundo para fazer com que o cenário pareça muito maior do que realmente é. Portanto, a maioria das missões se passam à noite

Poucos meses antes de jogo ser lançado, dois adolescentes entraram em uma escola no estado do Colorado e realizaram o que ficou conhecido como o Massacre de Columbine.  O caso levantou críticas aos jogos de tiro em primeira pessoa e sabendo que aquilo poderia ser péssimo para a imagem da Dreamworks, a empresa tratou de providenciar uma mudança significativa no jogo.

Curiosidades sobre o jogo 'Medal of Honor' para PS1

Como inicialmente o título era recheado de sangue, mutilações e todo o horror típico de uma guerra, a empresa previu que a carnificina virtual seria associada a o que aconteceu naquela escola e assim os executivos optaram por eliminar todo o sangue da versão final.

Por um lado foi tirado um pouco do realismo, mas por outro serviu para mostrar um produto mais maduro e que não precisou se apoiar ainda mais na violência para vender.

“Medal Of Honor” foi lançado em novembro de 1999 e o sucesso foi imediato. Publicado pela Electronic Arts, depois a gigante acabou adquirindo os direitos sobre a franquia, que recebeu diversas continuações e ensinou algumas coisas ao interessados pelo maior guerra da história.

E aí, curtiu?

Escrito por Bruno Fonseca

Fundador e editor-chefe do PL. Jornalista apaixonado por quadrinhos, filmes, games e séries.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

Loading…

0
Cavaleiro da Lua - 1° Temporada | Como a lua, série oscila entre fases

Cavaleiro da Lua – 1° Temporada | Como a lua, série oscila entre fases

‘House of Marley’ chega ao Brasil com sua linha de áudio eco consciente