in

Call of Duty: Black Ops Cold War | Guerras deixam marcas para sempre

A luta contra os camaradas muda totalmente o significado da palavra “nosso”

A franquia Call Of Duty tem uma legião de fãs que são chegados em um bom FPS de guerra. Sua história sempre foi empolgante, trazendo figuras conhecidas e personagens que se tornaram icônicos.

Agora, com o retorno de “Black Ops” em “Cold War”, temos figuras conhecidas e novas, compartilhando detalhes da guerra no Vietnã e o embate da Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética. O jogo pode ser baixado legalmente usando a internet da SKY.

Seremos o/a personagem Bell, agente dos Estados Unidos que está em busca de acabar com os planos dos Soviéticos de todo jeito. Com seus companheiros das antigas e aliados pelo mundo, ganhar parece ser fácil, porém nem tudo é o que parece ser.

O começo já é eletrizante, como sempre. Nós games de COD já iniciamos na adrenalina, preparando o jogador para o que está por vir. Sinceramente, isso sempre foi algo que curti muito nos games anteriores e até mesmo outros semelhantes – como é o caso de Battlefield. E algo que chamou bastante atenção nesse, é o fato de escolhermos o sexo de Bell, sua origem de guerra e estado psicológico, dando mais vida para o personagem e desenvolver durante as missões.

Tudo isso foi muito bem pensado, já que durante nossa aventura muita coisa pode rolar e não digo como bom. As escolhas, seja salvar um membro da equipe, decidir se deve matar ou capturar algum líder e até mesmo responder coisas simples. Tudo faz diferença em sua história, principalmente para o que nos aguarda no final. Será uma loucura, mas é impossível não se animar durante a jogatina.

Os gráficos estão incríveis, mesmo que em alguns momentos tenhamos problema sem render de algum rosto, mas sempre de soldado “figurante” digamos assim. Eles aparecem com o rosto um pouco quadrado e sem qualquer tipo de composição, ficando totalmente esquisito. Porém são em poucos momentos que isso ocorre, então não chega a ser incomodo, mas para os detalhistas isso pode ser bem chato. Mas no geral a qualidade é linda, seja de todo o cenário, detalhe das roupas, armas, carregamento e a lista vai longe.

A dublagem, tanto original quanto a BR, ficaram ótimas. Vozes antigas voltaram na original, mas também somos presenteados com novas vozes e que combinam super bem com os personagens apresentados. Durante a gameplay também não senti problema de tradução e nem nada que deixasse impossível o entendimento, principalmente para aqueles que precisam que tudo esteja 100% traduzido.

O game se sustenta não só pelas missões principais, mas também com as secundárias que compõem toda a história e importância para a investigação de nosso “vilão”, Perseus. Sinto que a campanha acaba sendo pequena, então em poucas horas mesmo fazendo as secundárias e investigação, já estava tudo finalizado. Porém abre espaço para jogar novamente, fazer novas escolhas e até mesmo aproveitar os outros modos, como Warzone, Zombie e Multiplayer.

“Call Of Duty: Black Ops Cold War” é um belo FPS que apresenta coisas novas, trazendo novamente personagens icônicos e uma campanha de tirar o folego. Você pode acabar passando pouco tempo em frente a campanha, porem vale a pena pelos modos de game variados e dificuldades que tornam tudo ainda mais emocionante.

“Call Of Duty: Black Ops Cold War” está disponível em versões para PC, PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox One e Xbox Series X/S.

E aí, curtiu?

Escrito por Guta Cundari

Do cinema para o jornalismo. Amante de filmes e games, fã filmes de terror trash e joguitos que duram meses. As Premiações pelo mundo todo que me aguardem e os noobs que sofram.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0

Bebê Yoda vai ao Espaço junto dos tripulantes da SpaceX

Star Wars | Veja como serão as cabines do hotel temático em Orlando

Star Wars | Veja como serão as cabines do hotel temático em Orlando