in

7 trilhas sonoras inesquecíveis de séries de TV

Elas marcaram época, ouvidos e os corações de muita gente

Quando a onda do streaming nem sonhava em se formar, era um sacrifício acompanhar uma temporada inteira sem perder algum episódio ou em muitos dos casos, quando se tratava de uma emissora da TV aberta, sempre pulavam algum episódio, reprisavam na metade da temporada ou simplesmente tiravam a série da grade de programação sem qualquer aviso prévio.
 
Porém, mesmo com todas essas dificuldades do passado e toda a facilidade do presente, sempre existiu algo em comum: as trilhas sonoras! Elas são a alma de qualquer produção televisiva e cinematográfica, e elas marcam, marcam tanto, que você pode nem ter assistido um único episódio, mas saberá que foi trilha sonora de algum seriado.
 
Listamos sete séries que além de todo o sucesso que fizeram e ainda fazem, suas trilhas sonoras, sejam elas as músicas de aberturas ou de uma determinada temporada, faz parte do universo musical de muita gente.

Anos Incríveis

Quando a voz do Joe Cocker ecoava os versos de “With a Little Help from My Friends“, dos Beatles, você sabia que na TV Cultura ia começar “Anos Incríveis”. A adolescência de Kevin Arnold, de seu amigo Paul Pfeiffer e da doce Winnie Cooper, era a única boa opção de série que passava na TV aberta nos anos 90.
 
Passada nos final dos anos 60 para inicio dos 70’s, “Anos Incríveis” durou 6 temporadas e todas elas foram recheadas de boas músicas de bandas como The Four Tops, Steppenwolf, The Who, Beatles, The Jackson 5, além de cantores como Bob Dylan, Brian Hyland e Ray Charles.

Smallville

“As Aventuras do Superboy” não poderia ficar de fora. Aliás, quando o assunto é trilha sonora de séries, ela é figurinha carimbada na maioria das listas. Bastava começar um episódio qualquer de “Smallville”, que um dos momentos mais aguardados era a hora de entoar “Somebody save me”, refrão de “Save Me“, do Remy Zero.

Apesar da música de abertura ser uma das mais lembradas da série, a história de Clark, Lana, Chloe, Lex e tantos outros personagens durante as 10 temporadas, foi embalada por muita musica boa. Teve Goo Goo Dolls, U2, Weezer, The Calling e até Enrique Iglesias.

Supernatural

Os irmãos Winchester estão no ar há mais de 10 anos caçando demônios, fantasmas, monstros e tudo quanto é tipo de criatura sobrenatural, sempre ao som de um bom e velho rock’n roll. Se em “Smallville” o que fazia a cabeça da galera era o Pop/Rock, em “Supernatural” quem manda é o classic rock.

São 11 temporadas só com o melhor do gênero, embora a musica que tenha grudado na cabeça de muita gente é “Carry On My Wayward Son”, do Kansas, “Heat of the Moment”, do Asia, também é bem lembrada quando o assunto é Supernatural.

True Blood

Existiu um tempo no qual os vampiros dominavam a literatura, o cinema e a televisão. E tudo isso foi culpa da Saga Crepúsculo. Enquanto no cinema tínhamos as adaptações dos livros de Stephenie Meyer, séries como “True Blood” e “Vampire Diaries” dominavam a televisão.
 
Embora uma delas tentava seguir o mesmo caminho de focar na linguagem adolescente, “True Blood” seguiu por um caminho diferente e você já percebia isso pela trilha sonora. A musica que abria a série trazia uma voz impactante, que lembrava muito a de um cantor dos anos 50 ou um som perdido Johnny Cash.
 
Mas na verdade, as histórias de Sookie Stackhouse eram embaladas pela “Bad Things“, de voz de Jace Everett, cantor de country que era um tanto desconhecido antes da série da HBO fazer sucesso.

Stranger Things

Falar da trilha sonora de “Stranger Things” é chover no molhado. Fica difícil dizer qual de todos os sons que a série mostrou só na primeira temporada, exista um especialmente que realmente fez a cabeça da galera. Uma das meninas dos olhos da Netflix, criada pelos Irmãos Duffer, acertou em cheio em uma trilha sonora regada a bandas do pós-punk dos anos 80 como Joy Division, New Order e Echo And The Bunnymen.

E o legal, que também tem o punk do The Clash e o pop de Toto. Mas dentre todo esse combo musical que é essa trilha sonora, “Should I Stay or Should I Go?” marcou a série para sempre.

The O.C.

Em um tempo no qual o indie rock não era tão difundido como é hoje, “The O.C” apresentou muitas bandas do estilo para o mundo. A série para adolescentes que passou no canal da Warner e também no SBT, terminou como muitas séries americanas terminam, de uma hora para outra devido aos baixos índices de audiência.

Mas se teve uma coisa que consagrou “The O.C”, foi a sua trilha sonora. Basta ouvir “Califórnia”, da Phantom Planet, que automaticamente seu cérebro vai te levar aos bons episódios que você assistiu em The O.C. A série de Josh Schwartz consagrou outras bandas como Imogen Heap, The Killers, Keane e Jet.

Orange Is The New Black

Esse é o tipo de música que gruda na cabeça igual chiclete e enquanto a temporada não acabar, ela não vai sair da sua cabeça. Regina Spektor compôs “You’ve Got Time”, especialmente para a série. Jenji Kohan, a criadora da série, tem um carinho enorme pela trilha sonora que toca na prisão em Litchfield.

Apesar da trilha de algumas temporadas terem nomes como Velvet Underground & Nico, Ray Charles, The Shirelles, Bikini Kill e tantas outras, tudo que fica na sua cabeça é “Animals, the animals, trap trap trap till the cage is full”

+ Aproveite para conhecer os segredos e bastidores de filmes marcantes do cinema.

E aí, curtiu?

Escrito por Bruno Fonseca

Fundador e editor-chefe do PL. Jornalista apaixonado por quadrinhos, filmes, games e séries.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

Loading…

0
GTA 5 | Como promover o CAOS em Los Santos usando a 'IA'

GTA 5 | Como promover o CAOS em Los Santos usando a ‘IA’

15 melhores animes para assistir no Crunchyroll

15 melhores animes para assistir no Crunchyroll