Slice-Of-Life | Conheça e comece a ler mais HQs nesse estilo
in

Slice-Of-Life | Conheça e comece a ler mais HQs nesse estilo

São tempos difíceis. Eu sei! Estamos em meio à uma pandemia e parece que não teremos um futuro muito fácil. Você acorda e não sabe em que dia da semana está, seu relógio biológico foi pra longe e mesmo assim, continua, pois não temos nada o que fazer além de esperar. O que nos sobra nesse tempo, usar todo esse vácuo para melhorarmos e usarmos da melhor forma possível o escapismo e venho aqui para falar sobre quadrinhos. Mais perfeitamente sobre gibis Slice-Of-Life que tem me feito bem nesses últimos meses.

O estilo Slice-Of-Life de contar histórias é algo totalmente mundano e cotidiano, porém é a melhor forma de você criar empatia e entender alguns relacionamentos, muitas vezes tirando todo aquela grandiosidade de uma história. São obras sobre a vida.

Leia mais: Uma era de ignorantes e quadrinhos politicamente incorretos

Slice-Of-Life | Conheça e comece a ler mais HQs nesse estilo
Cena de “Cais do Porto”

Recentemente, li um gibi maravilhoso chamado “Cais do Porto”, da artista cearense Brendda Maria, um gibi que fala sobre o encontro de duas mulheres que não se viam a muito tempo e falavam sobre vitórias e derrotas durante uma viagem de ônibus. Algo totalmente mundano, que aconteceria com qualquer pessoa, mas isso foi tão forte em mim, porque lembrei que não encontro um amigo casualmente há meses, que não consigo ter um contato físico com meus pais há mais tempo que consigo lembrar. Isso me destruiu. A saudade da rotina? Talvez. Acho que é mais do sentimento de liberdade.

Quando falo sobre esse tipo de “recorte de vida”, esse tipo de obra lembra a gente que muitas vezes alguma coisas não são tão rápidas, tão glamourosas ou grandiosas sagas (o que não quer dizer que também não pode serem). Esse tipo de obra pode misturar o lúdico ao real, mas não deixa de fazer você pensar na forma em que as coisas acontecem, no foco do preparo das coisas, nas escolhas sem um grande plano.

Leia mais: HQ do Dia | Não Existem Super-heróis na Vida real

Slice-Of-Life | Conheça e comece a ler mais HQs nesse estilo
Cena de “Bakuman”

Um dos mais conhecidos desse estilo se chama “Bakuman”, mangá escrito Tsugumi Ohba e ilustrado por Takeshi Obata. A história nada mais é que dois garotos que sonham em serem mangakás no Japão, e como é a construção deles do dia que tomam essa decisão até conseguirem chegar nesse feito. O trabalho de Ohba e Obata é totalmente meticuloso em explicar estágios de como funcionam a industria de entretenimento no Japão, as dificuldade familiares, amorosas e tudo que envolve esse universo. Algo que não é tão simples quanto parece.

Outro quadrinho que pode ser chamado de Slice-Of-Life é “Á Deriva”, que conta a história de uma garota que entra em uma viagem de carro com colegas de escola e se redescobre. Além da temática Road Trip, ainda te entrega muito sobre diálogos de altíssima qualidade e boas sacadas de roteiro.

Fora esses, ainda posso indicar o ótimo “Archie”, que conta a história do protagonista de mesmo nome da série durante décadas, mostrando seu envelhecimento, as pessoas que vivem ao seu entorno e como as todas as tramas já pensadas que podem rolar em Riverdale.

Existem, diversas e diversas histórias nesse estilo para você escapar um pouco da realidade e lembrar de coisas mundanas. Alguns dos títulos que falei aqui, são um caminho para conhecer mais esse estilo de leitura.

Leia mais: Pai transforma desenhos dos filhos em animes

Slice-Of-Life | Conheça e comece a ler mais HQs nesse estilo
Cena de “À Deriva”

 

Acho esse formato de história em quadrinhos tem me dado forças para continuar forte, vivendo longe da minha família, me colocando em risco diário para trabalhar in loco (sim meu trabalho formal é algo que necessita disso), em ver minha namorada/noiva/esposa sair para linha de frente de uma UTI durante 12 horas. Lembrar que em um futuro próximo vou poder fazer coisas mundanas novamente, ver meus amigos e bater um papo na estação de trem sobre hardcore. Isso tem me ajudado. Espero que ajude você também!

Certamente eu devo ter esquecido de mencionar alguma história interessante, mas porque você pode complementar esse artigo nos comentários dando mais dicas de títulos nessa linha.

E aí, curtiu?

Escrito por Pablo Sarmento

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0
O que esperar do "Playstation 5" e seus games

O que esperar do “Playstation 5” e seus games

6 piores fases aquáticas dos games