in

HQ do Dia | Cais do Porto

Os quadrinhos nos proporcionam bilhetes para viagens incríveis. Eu sei que muitos amam aventuras com super-heróis – eu mesmo sou um deles -, mas se tem uma coisa que está me chamado a atenção são gibis de autores nacionais e independentes.

Tenho costume de consumir coisas com o mínimo de informação, e faço isso com filmes, séries, livros, hqs e games. Talvez o máximo que eu me esforço é ler a sinopse, mas na maioria das vezes, eu me interesso por algo simplesmente pela capa, ou por um determinado ator, atriz, diretor, produtor de jogos (Kojima é um exemplo), etc. 

Foi assim que eu me deparei com “Cais do Porto” de Brendda Maria. Uma ilustradora cearense que eu acompanhava o trabalho via Twitter e pude colocar minhas mãos em seu gibi durante última CCXP. 

Em “Cais do Porto”, a história se passa em Fortaleza, Ceará, onde a personagem Clara encontra uma amiga que não via há anos em um ponto de ônibus. Gi surge como um anjo e o encontro entre elas percorre uma narrativa simples e envolvente fazendo o leitor sentir que é parte dela. Um encontro tão lindo que mostra como uma amizade verdadeira perdura por anos independentemente de quanto tempo elas ficaram longe uma das outras.

Leia mais: Extraordinário | Uma emocionante história de gentileza e amor

HQ do Dia | Cais do Porto

Com uma arte recheada de tons de roxo e rosa, Brendda transporta seu amor por Fortaleza de um jeito só dela, além de suavizar com seu traço e roteiro, o peso da depressão e ansiedade. A autora costuma representar o cotidiano das mulheres e temas como relacionamentos, depressão e ansiedade de maneira leve e doce. 

HQ do Dia | Cais do Porto

Um ponto muito positivo, pois criar uma abordagem diferente perante a temas tão pesados, não é algo que consiga ser feito com facilidade. Brendda acertou em cheio o tom e deu vida ao que é sempre visto como morte. 

Leia mais: HQ do Dia | Hologramas

“Cais do Porto” é sobre encontrar no outro aquela segurança que a gente esquece que tem e que às vezes não há problema algum encontrar um ombro amigo pra descansar depois do fim do mundo.

Um dia de cada vez! 

Se você se interessou por “Cais do Porto” é possível adquirir diretamente com a autora via Twitter ou Instagram, e por meio da loja online da Ugra Press.

E aí, curtiu?

Escrito por Bruno Fonseca

Jornalista, apaixonado por quadrinhos, filmes, séries e retrogames. Espero que você alcance o sétimo sentido em todos os âmbitos da vida.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0

E se os Beatles fossem personagens do Senhor dos Anéis?

HQ do Dia | Culpa

HQ do Dia | Culpa