Curiosidades sobre o filme The Warriors – Os Selvagens da Noite (1979)

“The Warriors” ou “Os Selvagens da Noite”, como foi intitulado aqui no Brasil, é um grande clássico do início dos anos 80. O filme foi dirigido por Walter Hill e baseado no livro de mesmo nome escrito por Sol Yurick.

“The Warriors – Os Selvagens da Noite” é ambientado em uma Nova York tomada por gangues de rua, no início dos anos 80. O líder da maior gangue da cidade, a “Gramercy Riffs”, declara uma trégua e convoca uma reunião geral no Bronx, com a intenção de unir todas as gangues para a dominação da cidade. No entanto, durante o seu pronunciamento, Cyrus é brutalmente assassinado por Luther, líder da “Rogues”. Um membro da gangue “Warriors”, do distante bairro de Coney Island, testemunha seu ato e é visto por ele. Para salvar a própria pele, Luther imediatamente acusa a “Warriors” de assassinar Cyrus, fazendo com que a “Gramercy Riffs” os persigam por toda a cidade, após anunciarem numa estação de rádio que querem todos os “Warriors”, vivos ou mortos.

Assim começa a luta da “Warriors” pela sobrevivência, correndo pela noite, tentando chegar ao seu território, lutando contra todas as gangues e contra a polícia, que agora os procuram.

Curiosidades sobre o filme The Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

Cena de “The Warriors – Os Selvagens da Noite”

Como todo clássico, por trás das câmeras deste filmão se escondem muitos segredos e curiosidades. Abaixo você poderá conferir tudo:

• As filmagens começaram em 26 de junho de 1978 e sua estreia ocorreu no dia 09 fevereiro de 1979. O longa fez tanto sucesso que as filas para assisti-lo no cinema se estendiam por quarteirões. The Warriors se tornou o filme número um naquele final de semana, apesar de haver outros 6 filmes em cartaz.

• A primeira cena do filme foi gravada em Coney Island e retratava a tarde anterior à reunião de Cyrus. Na cena está Cleon, interpretado por Dorsey Wright, conversando com seus companheiros de gangue, explicando por que ele os escolheu e quais serão suas funções durante a expedição. Cleon também é visto conversando com sua namorada, Lincoln, interpretada por Pamela Poitier, que diz ter um mau pressentimento sobre a ida do namorado até o Bronx. Os produtores cortaram essa parte, afirmando que a única cena que mostraria a luz do dia deveria ser no final da película, depois de uma noite de terror. Assista as cenas cortadas do longa:

• O diretor Walter Hill, inicialmente, queria que a gangue “Warriors” fosse formada inteiramente por pessoas negras, mas os produtores não aceitaram a ideia.

• O diretor, originalmente, queria uma mulher porto-riquenha para interpretar Mercy. Nessa época, Deborah Van Valkenburgh (que é norte-americana) havia se apresentado na Broadway, no revival de “Hair”. Isso a levou a obter um agente que ficou sabendo das audições para The Warriors. Ela teve que audicionar muitas vezes para conseguir o papel e Hill afirmou, eventualmente, que escolheu Deborah porque ela não era a “escolha óbvia” e queria alguém não muito famoso.

Leia mais: Curiosidades sobre o filme Jovens Bruxas (1996)

• Walter Hill chegou a considerar que o filme tivesse o subtítulo “Somewhere in the Future” (Em algum lugar no futuro, em tradução livre), mas desistiu de usá-lo.

Curiosidades sobre o filme The Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

• No Brasil, The Warriors foi intitulado “Os Selvagens da noite”, foi dublado pelos Estúdios Metwork e já foi exibido pela extinta Rede 21.

• O logo utilizado na parte traseira do colete dos membros da “Warriors” foi inspirado em uma moto construída em uma prisão californiana, por membro da “Hell’s Angels” que estava preso. A imagem foi divulgada na revista Rolling Stone na época.

• A gravação de uma das cenas com a gangue “Orphans” teve que ser interrompida por causa de uma perseguição policial.

Curiosidades sobre o filme The Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

Cena de “The Warriors – Os Selvagens da Noite”

• A maioria das cenas gravadas em locações abertas foram acompanhadas por uma série de curiosos e fãs, mesmo quando as filmagens duravam cerca de três horas no frio congelante, eles continuavam lá.

• As gangues que estrelaram o longa são: The Baseball Furies, The Boppers, The Boyle Avenue Runners, The Destroyers, The Electric Eliminators, The Gladiators, The Gramercy Riffs, The Hi-Hats, The Hurricanes, The Jones Street Boys, The Lizzies, The Moonrunners, The Orphans, The Panzers, The Punks, The Rogues, The Saracens, The Satan’s Mothers, The Savage Huns, The Turnbull AC’s, The Van Cortlandt Rangers e The Warriors.

Curiosidades sobre o filme The Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

Gangues de “The Warriors – Os Selvagens da Noite”

• Walter Hill e Frank Marshall eram fãs de esporte e criarram várias gangues com essa temática. A “The Baseball Furies” surgiu da paixão que Hill sentia por baseball e pela banda Kiss. O grupo também foi inspirado por uma gangue da vida real chamada “Second Base”, que usavam jaquetas colegiais nos anos 70. Há uma referência a essa gangue no filme, na cena em que DJ explica como os Warriors conseguiram “passar pela segunda base” (“made it past Second Base”, no original).

Curiosidades sobre o filme The Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

• A “Lizzies” era a gangue favorita de Walter Hill e, embora não existissem gangues formadas somente por mulheres em Nova York na época, isso foi visto como um aceno para o futuro. Craig Baxley decidiu tratar esta gangue como qualquer outra e fazer com que as mulheres lutassem contra a “Warriors” como qualquer outra gangue no filme.

Curiosidades sobre o filme The Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

Cena de “The Warriors – Os Selvagens da Noite”

• Durante as gravações, o elenco que compunha a gangue “Turnbull AC’s” resolveu fazer um lanche rápido em uma hamburgueria da região. Como estavam no meio de seu trabalho, os atores não se preocuparam em tirar o figurino para ir até lá. Quando as pessoas os viram, fugiram com medo de serem atacadas.

• Mil figurantes e extras estavam presentes na cena da grande reunião, a maioria veio de Riverside Park Drive, sendo muitas gangues da vida real que transformaram suas próprias “cores” em figurinos. Isso tornou o filme ainda mais autêntico.

• Para filmar o caos que se segue após Cyrus ser baleado, os figurantes e extras foram aconselhados a formar filas de anéis concêntricos, que corriam em direções opostas umas às outras. Esse movimento não apenas garantiu todo o diferencial da cena, como facilitou a dinâmica para os extras que não sabiam muito sobre o cinema, já que eles apenas precisavam “seguir o cara em sua frente”.

Curiosidades sobre o filme The Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

Cena de “The Warriors – Os Selvagens da Noite”

• No roteiro original, Fox (Thomas G. Waites) era o interesse amoroso de Mercy (Deborah Van Valkenburgh), mas o diretor não gostou da química entre os dois atores. Por isso o papel de interesse amoroso foi transferido para Swan (Michael Beck).

• O Cadillac usado pela “Rogues”, na verdade, não tinha assentos. David Patrick Kelly teve que improvisar, sentando em algumas caixas de maçã.

• Foi Kelly improvisou a famosa frase “Warriors, come out and play!”, após Walter Hill relatar que a cena precisava de “algo mais”. O diretor perguntou para Kelly se ele poderia cantar ou improvisar algo, desde que tivesse a palavra “Warriors” no meio. Kelly lembrou da maneira como seu vizinho costumava cantar “Daaaavid… Daaaavid…” e baseou sua cena naquilo que, segundo ele, era a coisa mais apavorante que conseguia se lembrar. O tilintar das garrafas de vidro nas mãos de Luther também foi ideia do ator. Assista a cena:

• Os caminhões usados para a produção do foram “protegidos” por uma gangue verdadeira chamada “The Mongrels”, por 500 dólares ao dia.

• “The Homicides” era a gangue verdadeira de Coney Island. Por causa deles, a produção teve que modificar as cores do figurino da Warriors, pois eles não permitiriam que gangues, mesmo na ficção, vestissem as cores do seu território.

• A luta entre a “Warriors” e a “Punks” foi a única cena filmada em um set propositalmente designado para isso. O set foi construído no Astoria Studios, Long Island City, e a luta levou 5 dias para ser filmada (onze horas por dia). Walter Hill gostava de ter uma sequência em câmera lenta nas suas suas cenas de luta e, neste caso, tal cena ocorre quando o último Punk é arremessado por Swan através de uma das portas dos sanitários. 

• Swan, originalmente, seria sequestrado por uma gangue de homossexuais sadomasoquistas, chamada “The Dingos”, cuja característica principal era andar pelas ruas com cães das raças Doberman e Pinshcers. Porém esta cena foi excluída do roteiro final.

• O Presidente Ronald Reagan era um grande fã do filme e, certa vez, telefonou para o ator principal, Michael Beck, para dizer que assistiu ao filme em Camp David (a casa de campo dos presidentes dos EUA) e gostou muito do que viu.

• Filmar nos túneis do metrô foi algo bastante difícil. O que mais atrapalhou a equipe foi encontrar ratos gigantes nos bastidores e ter que trabalhar debaixo de uma camada de uma polegada e meia de pó de aço preto, criado pelas rodas dos trens.

• As únicas fatalidades relatadas durante as filmagens foram duas e aconteceram com Deborah Van Valkenburgh, que se machucou em duas ocasiões. A primeira foi numa cena no metrô, onde ela está atuando com o dublê do ator Thomas G. Waites. Enquanto corriam de mãos dadas, a atriz caiu e quebrou seu pulso porque o ator não soltou sua mão. Devido a isso, mais tarde, ela aparece vestindo um casaco que esconde os pulsos. A segunda aconteceu quando Michael Beck acidentalmente atingiu o rosto de Deborah com um taco, durante a cena em que ele briga com a polícia no metrô. Ela foi levada às pressas para o hospital às 3h da manhã, levou pontos e ainda tem a cicatriz até hoje.

Leia mais: Curiosidades sobre o filme Labirinto – A Magia do Tempo (1986)

• Robert De Niro foi convidado para interpretar um membro da gangue “Cowboy”, mas não aceitou o convite.

• Embora não tenha ficado verdadeiramente claro no filme, Cleon realmente foi morto.

• James Remar ganhou o papel de Ajax depois de mostrar seu envolvimento com a leitura do roteiro feito em um banco do parque, o mesmo usado na cena da reunião. Isso chamou a atenção do diretor e dos produtores do longa, que o escolheram para interpretar o personagem.

• Thomas Waites abandonou as filmagens quando ainda estavam na metade e foi substituído por um dublê de corpo que, durante uma briga com a polícia, foi jogado nos trilhos e atropelado pelo trem. A substituição fica evidente ao assistir o filme, pois o substituto tenta claramente esconder o rosto. 

• Waites pediu, ainda, que seu nome fosse retirado dos créditos do longa. O pedido foi atendido.

• De acordo com o produtor executivo Frank Marshal, um membro de uma gangue real foi contratado para interpretar Cyrus, porém, no dia da gravação, ele não apareceu e nunca mais se ouviu falar dele. De acordo com o ator Michael Beck, por outro lado, Roger Hill foi o escolhido desde o início para o papel. Sendo assim, essa história ainda permanece um mistério.

• No roteiro original do filme, Cleon é morto pela gangue “Gramercy Riffs”, Cochise é morto pela “The Baseball Furies”, Ajax é pego pela polícia, Vermin é morto pela “Lizzies”, e Swan é raptado pelos “Dingoes”. Isso deixa apenas quatro guerreiros na batalha com a “Punks”. Swan, no entanto, reaparece em Coney Island para luta final, após a “Riffs” descobrir a verdade sobre quem matou Cyrus.

Curiosidades sobre o filme The Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

Cena de “The Warriors – Os Selvagens da Noite”

• O papel de Swan foi oferecido ao ator Tony Danza antes do diretor “descobrir” Michael Beck. Danza escolheu atuar na série televisa “Taxi” (1978) em vez de ser o líder da “Warriors”.

• Michael Beck foi descoberto por Walter Hill graças à atriz Sigourney Weaver. Hill estava sondando Sigourney para um papel em The Warriors e resolveu avaliar seu desempenho durante as gravações do filme independente “Madman” (1978), em Israel. Beck co-estrelou o longa com Sigourney e deixou Hill muito impressionado com sua performance. O diretor convidou-o para os testes de elenco e lhe oficializou no papel de Swan na primeira audição.

• Um jogo de videogame foi lançado em 2005 pela empresa Rockstar Games.

• O personagem de Paul Greco, líder da “Orphans”, não tem nome no filme e todos os jornais da época ou programas de televisão se referiam ao ator como “Órfão” ou “Órfão Líder”. No entanto, o nome real de seu personagem é Sully, e foi revelado no jogo  The Warriors.

Leia mais: Curiosidades sobre Superman (1978)

• Os personagens Cleon (Dorsey Wright) e Vermin (Terry Michos) já foram membros da gangue “Destroyers”. Isso não é mostrado no filme, mas o jogo mostra esse enredo e histórias dos membros da gangue antes de formarem a “Warriors”.

• Na cena final, os membros da Warriors foram aconselhados a simplesmente caminhar pela costa de Coney Island por um certo tempo. Quando os atores retornaram ao lugar onde o elenco estava, trouxeram consigo um buquê com 12 rosas vermelhas para presentear Deborah Van Valkenburgh. Ela se lembra com carinho deste momento até hoje.

Curiosidades sobre o filme The Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

 


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.