Assassin's Creed Valhalla | Que comece a inquisição Viking
in

Assassin’s Creed Valhalla | Que comece a inquisição Viking

Junte-se a sua tripulação para conquistar a Inglaterra

A franquia Assassin’s Creed sempre foi muito bem vista e cotada pelos amantes de games, graças a genialidade da Ubisoft em confiar em seu conceito e intenção de entreter o jogador com educação e escolhas muitas vezes complicadas.

Dessa vez, estaremos embarcando pelas terras nórdicas com os vikings em busca de vida nova na Inglaterra. Em “Assassin’s Creed Valhalla”, nem mesmo Odin pode lhe ajudar para a preparação dessa leitura.

Novamente, temos a possibilidade de escolher o sexo de nosso personagem, que não importa qual será o escolhido, ele ou ela sempre é chamado de “Eivor”. É claro que escolhi a Eivor versão mulher, já que a carisma de Kassandra deixada em AC Odyssey foi passada de maneira bem interessante para Eivor.

Na história vemos como nosso clã acaba sendo destruído pelas mãos do inimigo, Kjotve e seu crescimento como uma filha adotiva no clã do Corvo. Junto de seu irmão, Sigurd iremos em busca de uma nova visão, saindo das montanhas nórdicas geladas em direção à Inglaterra.

A mudança de pensamentos ideológicos e maneiras de contar uma história, são muito presentes em Valhalla. Quando chegamos na Inglaterra falamos sobre a força de Thor, o cuidado com pensamentos de Loki e sagacidade de Odin. Mas em terras inglesas, temos a palavra de Jesus Cristo em pauta e sua devoção pela igreja católica.

Assassin's Creed Valhalla | Que comece a inquisição Viking

A história funciona super bem, trazendo esses detalhes que também são importantes e interessantes de serem mostrados até mesmo para gerar uma discussão amigável. E que mesmo com diferenças é possível viver em certa harmonia, deixando um pouco de lendas e fofocas de lado.

Os momentos de luta muitas vezes poderiam ser um pouco melhores, já que em Odyssey sentia tudo com mais leveza e firmeza na hora das lutas, enquanto em Valhalla, sinto tudo rolar um pouco de maneira torta. Mas digo isso apenas com a movimentação, já que as cenas de morte e finalização são incríveis e brutais, trazendo o lado gore do game. Podemos novamente escolher nossas armas, seja de duas mãos, uma ou com escudo, dando um planejamento durante nossos ataques em acampamentos ou quando estamos de maneira solo.

O mapa apresenta um tamanho perfeito, fazendo com que caminhemos mais e usemos nossa montaria, já que muitos pontos de sincronização ficam distantes. E não digo isso de uma maneira ruim, acaba sendo ótimo para explorar o mapa da melhor forma possível e abrir mistérios, objetos e missões secundárias. E não podemos esquecer de Synin, nosso corvo, que ajuda na localização quando necessário e em momentos de perigo com ataques.

Assassin's Creed Valhalla | Que comece a inquisição Viking

Mas um bom game sempre pode ter problemas. Um deles é em relação a missões secundárias, que sempre apareceram em games anteriores na aba de missões, mas em Valhalla isso não ocorre o que dificulta minha vida em questão de organização de missões. Muitas vezes um personagem pode nos dar uma coisa até que simples, como uma chave, e devemos encontrar a casa em que usaremos ela próxima de uma grande árvore. Porém se acabo indo fazer outras coisas e deixá-la para depois, jamais vou encontrar a casa novamente. Primeiro pelo simples motivo de que não vou me lembrar e segundo que o game não deixa marcado como uma missão na aba, deixando tudo um pouco mais complicado.

Algo que também sinto falta é conseguir marcar os inimigos com nosso corvo, algo que em Valhalla não ocorre. Usamos ela para encontrar acampamentos e objetivos, mas marcar os inimigos com ela parece algo impossível e gostaria muito de entender o motivo. Mas isso não é nada absurdo, já que não muda sua experiência durante a gameplay, é apenas um detalhe que acabo sentindo falta.

“Assassin’s Creed Valhalla” é uma ótima experiência RPG com vikings. Temos uma aula de história magnífica, ótimos personagens, histórias de origem e ligações com games anteriores da franquia. E mesmo com alguns erros que podem incomodar, ou até mesmo não, ele ainda é um game que merece ser jogado e apreciado se possível, principalmente com as surpresas que ele vai lhe proporcionar.

Assassin’s Creed Valhalla pode ser encontrado para PS4, PC, Xbox One/X e Stadia. E também chegou junto para a nova geração de PS5 e Xbox Series S/X.

E aí, curtiu?

Escrito por Guta Cundari

Do cinema para o jornalismo. Amante de filmes e games, fã filmes de terror trash e joguitos que duram meses. As Premiações pelo mundo todo que me aguardem e os noobs que sofram.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0
Quarteto Fantástico (1994) | Conheça o filme vetado pela Marvel

Quarteto Fantástico (1994) | Conheça o filme vetado pela Marvel

Por quê o Demolidor da Netflix merece uma chance no MCU