Haven | O descobrimento de um novo mundo pode ser fantástico
in

Haven | O descobrimento de um novo mundo pode ser fantástico

Uma aventura com muito amadurecimento e descobertas

Os games indies têm ganhado um destaque ainda maior com o passar dos anos, abrindo portas para desenvolvedores e empresas que criam belos títulos diferenciados. No ano de 2020 fomos surpreendidos por títulos incríveis, mas um deles que realmente surpreendeu para fechar o ano foi “Haven”, desenvolvido pela The Game Baker. Jogue em alta velocidade com a internet da SKY.

No game poderemos jogar com Yu ou Kay, já que rola escolher quem iremos comandar enquanto estamos explorando o mapa sendo sempre possível mudar para o outro personagem. Durante as batalhas é possível controlar ambos ao mesmo tempo, já que muitas vezes contra inimigos mais fortes será necessário usar o ataque de maneira sincronizada. E não esquecendo que ele também pode ser jogado com duas pessoas em co-op.

Haven | O descobrimento de um novo mundo pode ser fantástico

Vagaremos por esse plano chamado de “Origem”, uma espécie de galáxia que nunca havia sido colonizada ou encontrada, pelo menos era isso que ambos os jovens achavam. Eles acabam fugindo de suas vidas no Apiário em que viviam, na qual um sistema de combinação designava seus pares para a vida toda, mas ambos acabam se apaixonando e decidem que é hora de sair dessa vida – lembrando que eles não foram designados para estarem juntos no sistema de combinação. O interessante sobre isso tudo é que não tem nenhum tipo de preconceito.

A ambientação toda é muito interessante e com belos com gráficos em 3D com um toque de aquarela. Tudo ocorre de maneira muito fluida, porém devo admitir que os controles podem ser um pouco confusos no começo, principalmente na maneira de coordenar os personagens na hora de caminhar pelo mapa. E a câmera acaba sendo meio que fixa e “dura”, e assim podemos movimentá-la apenas ao dar movimento com os personagens, lembrando o sistema que alguns games de PS1 e PS2 tinham na época.

Mas não precisa se preocupar, isso não irá tornar sua experiencia ruim, afinal sua história chama tanta atenção e queremos saber mais dos motivos dos personagens de estarem naquela situação, que qualquer problema acaba sendo esquecido.

Haven | O descobrimento de um novo mundo pode ser fantástico

O estilo de “Haven” também lembra muito um anime, trazendo mais expressões para os personagens quando temos diálogos importantes e a aba de conversa se abre. A trilha sonora também é um ponto muito importante dentro da história, trazendo algo do clássico ao eletrônico, uma mistura bem interessante e diferente para o estilo de game. Então já se prepare, que sua exploração pelo planeta será ainda melhor com uma música ambiente bem animada.

A ingenuidade dos personagens é bem explorada durante nossa campanha, já que são dois jovens que sempre estiveram em “seu mundinho” por assim dizer, e que largaram seu ponto de conforto para descobrir o mundo e fugir daquilo que era regra os mantendo preso. É incrível como uma sociedade pode ser tão evoluída, mas ainda querer se manter com regras desnecessárias.

“Haven” com toda certeza foi uma boa surpresa no final de 2020, tornando a entrada do ano ainda mais feliz, já que podemos ficar boas horas explorando o mapa sem ficar cansativo e, claro, sempre descobrindo algo novo. E quem sabe esse pode ser o game que vai abrir sua mente e dar mais oportunidade para games indie, que de uns tempos pra cá andam sendo os melhores lançamentos.

“Haven” pode ser encontrado para PlayStation 4 e 5, Xbox One/ Series X (também na GamePass), Nintendo Switch e PC.

E aí, curtiu?

Escrito por Guta Cundari

Do cinema para o jornalismo. Amante de filmes e games, fã filmes de terror trash e joguitos que duram meses. As Premiações pelo mundo todo que me aguardem e os noobs que sofram.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0
Retroceder Nunca, Render-se Jamais (1986) | Van Damme de vilão e Bruce Lee no coração

Retroceder Nunca, Render-se Jamais (1986) | Van Damme de vilão e Bruce Lee no coração

Amazon Prime Video vale a pena? Conheça os melhores filmes e séries do streaming

Amazon Prime Video vale a pena? Conheça os melhores filmes e séries do streaming