Presidente da Marvel TV diz que cancelamento das séries foi decisão da Netflix

Os motivos que levaram ao cancelamentos das séries da Marvel na Netflix continuam envolto em mistérios. Embora os fãs suspeitem que tenha a ver com o lançamento este ano da plataforma de streaming da Disney, sendo, portanto, uma decisão tomada pela companhia do Mickey, o presidente da Marvel TV, Jeph Loeb, em entrevista ao Decider (via CB), disse que a decisão foi tomada pela Netflix.

Jeph Loeb falava sobre Legion, série do canal FX, cuja próxima temporada será a última e disse que desde o início a série foi programada para ter apenas três temporadas. Já com Demolidor, Luke Cage, Punho de Ferro e, certamente, Justiceiro e Jessica Jones a situação foi diferente.

“No caso da Netflix, esta foi uma situação na qual o canal [Netflix] tomou a decisão e nós não temos nada a dizer a respeito.”

A declaração de Jeph Loeb corrobora o que disse, em outubro do ano passado, Ted Sarandos, presidente de conteúdo da Netflix, para investidores. Na ocasião ele afirmou que a decisão de cancelar as séries da Marvel cabia apenas a Netflix. A informação é do Inverse (via Screen Rant). “Essas séries dependem de nós para serem canceladas e estamos super felizes com suas performances”, disse o executivo.

Bom, claramente algo mudou e eles não ficaram mais super felizes com elas.

Em entrevista ao The Wrap, Craig Erwich, vice-presidente senior do Hulu, disse que a plataforma de streaming está aberta a mais negócios com a Marvel, incluindo uma possível renovação das séries canceladas pela Netflix: Demolidor, Luke Cage, Punho de Ferro e, em breve, Justiceiro e Jessica Jones.

“Marvel tem uma tonelada de títulos nos quais estaríamos interessados. Meio que depende de quando eles estariam prontos e, mais importante, quem estaria por trás.”

A plataforma Hulu já produz e exibe uma série da Marvel, Fugitivos, e também foi anunciado a produção de séries animadas adultas com personagens da Marvel, como Howard, o Pato, Tigresa e Cristal, Assassímio e MODOK.

Fonte


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.