Tirando o Atraso

Uma comédia sem filtro algum

Robert De Niro parece estar na sua melhor fase e não estou falando nele como ator, mas como um ser humano comum. Ele é o tipo de profissional que não precisa mais provar nada para ninguém. Seu talento é mais que reconhecido no mundo todo e, hoje, aos 73 anos, o ator parece se divertir muito mais nas produções em que atua do antigamente. Lembrando que isso é a impressão que ele passa em tela e não algo que de fato esteja acontecendo, mas eu duvido muito que ele mesmo tenha tocado o foda-se para a indústria e esteja no atual momento fazendo de extrema verdade o que gosta. Sua atuação em “Um Senhor Estagiário (2015)”  (Um dos melhores filmes que assisti em 2015) é um belo exemplo dessa atual fase do ator.

Dirigido por Dan Mazer, mesmo diretor das comédias Borat (2006) e Brüno (2009), e escrito por John Philips, Tirando o Atraso conta a história de Jason Kelly (Zac Efron), que após um dia da morte de sua avó fica encarregado de levar seu avô, Dick Kelly (Robert De Niro), até Boca Ratón, na Flórida. A viagem não o agrada nem um pouco, já que em poucos dias ele irá se casar com a controladora Meredith (Julianne Hough) e, diante da proximidade do evento, tem várias pendências a resolver. Apesar disso, Dick insiste que o jovem viaje com ele e Jason por insistência do avô, se vê com a unica opção de aceitar. Ao longo da jornada de volta para a casa do amigo do avô, Jason descobre que os planos de Dick são outros, assim como sugere o título do filme no Brasil – Tirando o Atraso – Dick quer aproveitar ao máximo os novos tempos de solteiros e não medirá esforços para colocar o neto em enrascadas ou em saias justas. Enquanto Jason pensa em voltar para casa o quanto antes para não comprometer o seu casamento, Dick vai fundo na diversão, regado a gostosas, drogas, álcool, com muitas piadas sujas num ambiente numa narrativa nem um pouco politicamente correta.

tirando-o-atraso-uma-comedia-sem-filtro-algum2

Dan Mazer é um diretor muito conhecido por fazer comédias sem escrúpulos, que usa e abusa do humor negro, do politicamente incorreto e de todos os outros artifícios para tornar uma comédia engraçada. Para isso ele foge dos besteirois americanos, mas abusa de piadas ácidas, muitas delas machistas, misóginas, homofóbicas e momentos sem qualquer tipo de pudor. Apesar disso, o filme consegue arrancar boas risadas do público, seja pelo constrangimento estampado na face do caretão Jason ou nas peripécias  do velho e descolado Dick.

tirando-o-atraso-uma-comedia-sem-filtro-algum5

O roteiro não é o mais primoroso que eu já vi na vida se tratando de um filme de comédia e nem precisa ser, pois o objetivo do filme é te fazer rir ao mesmo tempo que conta uma história e essa história não precisa ser perfeita, só precisa fazer sentido durante 1h42min de exibição do longa. Existe alguns problemas como o desenvolvimento dos personagens e o tempo de tela de alguns deles, existe também a questão do clichê presentes em filmes do gênero e das minorias estereotipadas, além de um excesso de piadas com pinto ou com conotações sexuais. Alias, você pode se assustar, se constranger ou cair na gargalhada quando se deparar com o pinto do De Niro em tela. Você já viu o pinto dele em algum outro filme? Se não viu, corra o quanto antes pro cinema, pois em Tirando o Atraso você terá essa oportunidade. Algo totalmente imperdível!

tirando-o-atraso-uma-comedia-sem-filtro-algum3

Aproveitando a deixa sobre o De Niro, nem tem muito o que falar dele, pois já abrimos essa resenha falando desse monstro sagrado do cinema, mas o que posso adiantar é que sua atuação está totalmente divertida e isso fica nítido nas expressões do ator. A maioria dos momentos engraçados do filme partem dele, ou seja, seu papel como protagonista do filme foi definitivamente bem feito.

tirando-o-atraso-uma-comedia-sem-filtro-algum6

Zac Afron tem se esforçado para perder o estigma de garotinho fabricado pela industria, neste filme ele dá mais um passo na direção certa para deixar toda essa impressão para trás. Sua atuação convence na pele de um personagem careta, estilo coxinha e que tem que servir como o contraponto do avô. Uma pessoa que sempre teve a vida decidida pelos outros demonstram seu verdadeiro eu em atitudes exageradas quando vivem realmente a sensação de liberdade, a sensação de ser você mesmo e na pele de Jason ele consegue passar isso para o público.

tirando-o-atraso-uma-comedia-sem-filtro-algum

Aubrey Plaza que vive a excitada e animada Lenore, também é um grande destaque desse filme. Ela e De Niro quando estão juntos incrementam ainda mais essa comédia.

tirando-o-atraso-uma-comedia-sem-filtro-algum4

Apesar de todos os seus problemas, Tirando o Atraso é um filme bom e te faz rir quase que o tempo todo. As vezes de forma simples, outras um pouco forçada, mas ai é que está o DNA de Dan Mazer, em Borat, por exemplo, a maioria dos momentos engraçados vem de piadas exageradas e sem qualquer tipo de filtro. É assim também com Tirando o Atraso, um filme de comédia sem filtro algum, sem escrúpulos e sem dar a mina foda para o que o politicamente correto vai achar. O objetivo do filme é te fazer rir mesmo que isso seja a qualquer custo.

Gostou? Tem mais:


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.