Love | Uma série sobre o amor, mas diferente das comédias românticas

1 ano atrás ( 20/02/2016 )

Criada por Judd Apatow, Paul Rust e Lesley Arfin, a nova série da Netflix intitulada Love estreou nesta sexta-feira (19 de fevereiro) e traz consigo a meta de “olhar por baixo da terra dos namoros”, explorando perspectivas masculinas e femininas em relacionamentos românticos através dos personagens protagonistas Mickey e Gus, que são interpretados por Gillian Jacobs e Paul Rust, respectivamente.

A primeira temporada de Love tem cerca de dez episódios de apenas meia hora cada, ou seja, é possível terminá-la num único período do dia ou, assistir boa parte da série em algumas horas. De todo modo, Love é o tipo de seriado que promete virar hype logo nas primeiras semanas após a publicação no serviço de streaming, podendo chamar a atenção não só de pessoas que procuram algo aleatório para assistir, mas como aquelas que tem um tipo específico de gênero em mente.

Love - 1° Temporada | Review

O seriado acompanha a vida e perspectiva de Gus e Mickey, que se conhecem por acaso em uma loja de conveniências. O introvertido e nerd Gus acabou de sair de um relacionamento após descobrir que a ex o traiu e, por sua vez, a debochada Mickey acabara de sair de um relacionamento com um cara viciado em maconha.

Juntos, Gus e Mickey trocam confidências sobre o que já passaram em seus relacionamentos afetivos e compartilham da esperança de conseguir evitar estes mesmos infortúnios no futuro, falando sobre o que pensam do amor e questionando, também, como os próprios filmes e seriados endeusam de forma irreal este sentimento; Para ambos, Hollywood ilude as pessoas de que tudo na vida a dois será lindo e perfeito.

Love - 1° Temporada | Review

Love possui o estilo de diálogos rápidos cercados por muitas referências da cultura pop e uma quantidade considerável de ironia e/ou acidez no texto. Nada de ficar reverenciando comédias românticas tradicionais. Portanto, a sua temática é cercada por muitas sacadas que abordam a maneira como o amor é mostrado nos produtos de entretenimento, fazendo da série uma história sobre “amor, mas diferente das comédias românticas”.

O fato da série transmitir a perspectiva de Gus e Mickey faz com que seja, também, expressado os problemas reais enfrentados por cada um deles a medida que a temporada se segue, bem como questões voltadas para o alcoolismo, vícios em sexo e amor e, até mesmo, a ingenuidade, dando uma profundidade no desenvolvimento nos personagens bastante agradável.

Love - 1° Temporada | Review

Com um roteiro simples e despretensioso, personagens consistentes e divertidos e, sem se esquecer de um tipo de humor em particular contrastando com uma temática interessante, Love é o tipo de série com potencial para prender a atenção do telespectador e fazer com que o mesmo se questione sobre o assunto abordado, sendo certamente uma comédia dramática com potencial para agradar  muitos assinantes do serviço.

Love resgata e moderniza o esteriótipo da comédia de losers americana e também das comédias românticas sem ter a necessidade de entrar no âmbito dos besteirois americanos ou abusar de artifícios muito usados em comédias pastelonas.  Até mesmo uso de clichês bem comuns em comédias românticas você pode sentir falta em Love. E é exatamente isso que faz da série algo incomum para o seu gênero.

Para quem já teve a oportunidade de assistir a temporada e anseia por mais episódios, já existe a promessa de uma segunda temporada que contará com o total de 12 episódios encomendada para estrear em 2017.

Gostou? Tem mais:


© 2017 Proibido Ler | Feito com Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro & Baruch Vitorino