Fome Animal (1992)

Como dar risadas feito um psicopata

Sempre gostei muito de filmes B, por isso gostaria de indicar a você o filme Fome Animal (Dead Alive), que é sem dúvidas, absurdamente genial.

Fome Animal é dirigido por Peter Jackson, diretor das adaptações de “O Senhor Dos Anéis” e “O Hobbit”. Escrito por Stephen Sinclair e estrelando Tim Balme (Lionel), Elizabeth Moody (Vera, mãe de Lionel), Diana Peñalves (Paquita) e Ian Watkin (Less, tio de Lionel).

Paquita é uma garota que sonha com o amor e quando seu destino é lido pelas cartas, acaba descobrindo que é predestinada a ficar com Lionel, um jovem que vive com a mãe extremamente controladora.

Os dois têm seu primeiro encontro no Zoológico, a mãe de Lionel os segue e acaba mordida pelo “Macaco Rato da Sumatra” – uma mistura de macaco e rato cuja mordida, conhecida como “Sengaya”, é fatal e transforma as pessoas em zumbis.

Lionel leva sua mãe para casa e cuida dela enquanto ainda está bem… Até que ela morre e retorna como uma zumbi. A partir daí, Lionel tenta escondê-la enquanto cuida da mesma – e isso vai tomando proporções cada vez maiores.

Fome Animal Como ficar rindo feito um psicopata

O filme é basicamente feito de tripas, sangue e muita gosma. Cada morte e cada arma usada torna tudo extremamente divertido. É um humor negro absurdo, que te faz gargalhar sem parar, enquanto vê os zumbis arrancando e devorando intestinos. Quando você menos espera, acontece um absurdo bem na sua face e lhe deixa totalmente sem saber como lidar, apenas sentir o tempo todo.

Em nenhum momento se torna repetitivo, você sempre se surpreende e, sinceramente, fica impossível fazer pipoca, porque você não quer sair no meio do filme e muito menos pausar.

Fome Animal Como ficar rindo feito um psicopata

A paspalhice de Lionel é sem igual (aliás, todo mundo neste filme é idiota). Ele tenta, a todo custo, lidar com a situação como se fosse algo totalmente comum e isso é genial. Os zumbis também não são comuns – eles não morrem. Isso mesmo, se prepare para coisas realmente absurdas.

Fome Animal Como ficar rindo feito um psicopata

Apesar do foco ser, basicamente, o absurdo, a história também é bem contada. É claro que não se pode esperar nada profundo neste tipo de filme, mas temos algo interessante com os personagens. Cada um “brinca” com seu jeito de ser o tempo todo, inclusive os zumbis, afinal de contas, eles têm certa personalidade e isso faz deles muito marcantes. A trilha sonora também é impecável, trazendo sempre um clima de exagero, no melhor estilo “novela mexicana” em tudo.

Fome Animal é um filme que recomendo muito, a não ser que você tenha estômago fraco. Caso não tenha, veja uma, duas ou até três vezes (por semana).


Gostou? Tem mais:


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.