Fim do Mundo (2019)

Apenas a essência dos anos 80

Vivemos a era da nostalgia dos anos 80, ainda mais com o surgimento de “Stranger Things” anos atrás. Muitas das novas produções querem beber dessa fonte. Especialmente “Fim do Mundo“, o novo filme original da Netflix que pretende mais uma vez explorar a temática oitentista.

Alex (Jack Gore) é um típico nerd que tem medo de viver aventuras, sua mãe em uma necessidade de ajudar o filho, o envia para um acampamento de verão.  Além dele, temos a desconhecida e curiosa ZhenZhen (Miya Cech), o valentão mas bobão Dariush (Benjamin Flores Jr.) e o cheio de mistérios Gabriel (Alessio Scalzotto) . Os quatro formam uma amizade improvável e se tornam a única esperança para derrotar alienígenas que pretendem acabar com toda a humanidade.

Inesquecível não notar o acumulado de referências de incontáveis filmes dos anos 80 e 90. Temos de certa forma a demonstração de carinho e homenagem por essas épocas, mesmo que tenhamos visto várias vezes as mesmas situações em suas diversas cenas, sempre é  bom sentir o clima nostálgico da “Sessão da Tarde“, apesar de viver dessas referências, a história ainda encontra sua originalidade em momentos cruciais.

O acerto do filme é a interação entre as crianças, os atores são carismáticos e conseguem transmitir uma confiança em seus personagens. No decorrer da narrativa, a amizade tem um crescimento fluído e natural sem parecer algo forçado, sem esquecer das piadas que abusam dessa interação e sintonia, mesmo executadas em momentos oportunos e muitas vezes bobos, funcionam devido ao carisma da garotada.

A direção fica por conta McG (A Babá) que volta a trazer seu estilo peculiar, com aquele humor negro, assumindo que o filme foi feito para funcionar com suas referências e jeito escrachado. Apesar de um orçamento reduzido, ele optou por focar mais na interação das crianças e sua jornada, do que no próprios alienígenas devido as efeitos serem bem duvidáveis.

A fotografia tem cores fortes e algumas vezes até mesmo exageradas, não optando por nenhuma em particular, intercalando cada momento com determinado visual, isso é sempre usado para demonstrar o avanço das crianças em sua jornada, especialmente em proporcionar como se cada momento fosse o fim de um capítulo e início de outro.

Fim do Mundo” é aquele filme para assistir em dia chuvoso, ou seja, quando você quer se desligar de tudo e deixar o tempo passar se divertindo com uma aventura que não exige muito do espectador. 


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.