HQ do Dia | The Sandman: Overture #2

2 anos atrás ( 02/06/2015 )

The Sandman: Overture #2 já começa com uma BOMBA em forma de uma singela palavra: “Now”.

Estas três letrinhas colocada estrategicamente em uma caixa de texto no início da edição fazem QUALQUER fã de Sandman que leu a série até o seu fim se tremerem até o ossinho que fica dentro do ouvido interno. Sim! Há uma sequência curta e misteriosa para os eventos da série original de Sandman nesta edição. Não! Não iremos estragar a surpresa e você vai ler e se deliciar com a volta de Daniel Hall e Mad Hettie. Entenda como quiser. Sandman Overture 2

Enquanto isso no passado distante, Sonho (e todos nós leitores) somos apresentados ao plot de fato na mini-série. Através de uma genial convenção de muitos aspectos de Oneiros (que são apresentados nas mais variadas formas, tamanhos e vozes), Neil Gaiman revela que o Universo está doente. Uma estrela enlouqueceu e essa loucura se espalha como um câncer através do infinito destruindo tudo em seu caminho. É claro, a culpa de alguma forma é de Sonho. Gaiman se diverte e nos diverte nas sequências da convenção dos sonhos. Aqui o criador faz uma elegante chacota com a própria criação através dos diálogos entre as versões de Sonho que literalmente levam nada a lugar algum. Ao mesmo tempo que a sequência é divertida e leve a mesma impulsiona a trama e leva Oneiros a questão central que parece direcionar o roteiro daqui para frente – encontrar a tal estrela e resolver este problema. Os diálogos de Gaiman continuam extremamente polidos, mas simples e a única verdadeira dificuldade para um novo leitor nesta edição será identificar os protagonistas da série original que de fato não tem introdução alguma. Ou seja, se você não leu um pouco de Sandman antes aqui você pode começar a ficar um pouco confuso, principalmente nas sequências envolvendo Daniel.

Quanto a arte nesta segunda parte, o ilustríssimo senhor J.H. Williams III continua literalmente espancando a cara do leitor com o seu talento sem piedade. Escolha QUALQUER página de Overture #2 e se embasbaque com estas pinturas. A edição começa pelo sonho de Hettie e padrões orgânicos (literalmente são “orgãos”) de enquadramento e detalhes e avança para a atordoante sequência na convenção dos sonhos na qual o ilustrador despeja nas páginas a mais linda reunião de versões de um protagonista já vista no selo Vertigo. E ainda tem mais… Padrões caleidoscópicos em variações de tons avermelhados; sequências com enquadramento floral, mistura de dois tipos de técnicas de arte no mesmo quadro – Tem isso tudo nesta edição. Um estudante de arte pode passar horas e horas simplesmente analisando (ou surtando) os padrões utilizados em uma dessas páginas duplas.

The Sandman: Overture #2 apresenta de fato a história, antagonistas e um pouco de subtrama proposta por Neil Gaiman. Excluindo as referências à série original da Vertigo, que com certeza vão confundir um pouco a cabeça dos novos leitores, o roteiro é relativamente simples. Os conceitos apresentados pelo autor, apesar de bem abstratos são descritos de maneira compreensível, utilizando analogias bem feitas e com diálogos que não são muito confusos. O autor brinca e claramente se diverte demais na sequência da reunião dos Sonhos que é a parte mais lúdica e prazerosa desta edição. A arte de J.H. Williams III aumenta o já absurdo nível de qualidade apresentado na primeira edição e visualmente temos uma das séries mais lindas já produzidas na Vertigo. Para os fãs de SandmanOverture, apesar de ter um roteiro que ainda engatinha em termos conceituais, é um deleite em forma de leitura, com diálogos dignos da série original, um elenco impossível de não amar e uma arte mais do que sensacional.

Leia todas as resenhas da saga “The Sandman: Overture”:

The Sandman: Overture #1
The Sandman: Overture #3
The Sandman: Overture #4
The Sandman: Overture #5


© 2017 Proibido Ler | Feito com Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro & Baruch Vitorino