HQ do Dia

Lucifer Vol.3: Blood In The Streets

Um dos personagens mais imponentes da mitologia mística dos quadrinhos adultos da VERTIGO (e, de certa forma, da própria DC Comics) trilha seu caminho ao próprio desfecho final de sua aventura neste terceiro e último encadernado de sua série solo, lançado nas lojas de quadrinhos americanas no mês passado. Sendo assim, este terceiro volume procede o arco “Father Lucifer” (HQ do Dia | Lucifer Vol.2: Father Lucifer), publicado em março do ano passado. O que Lucifer Vol.3: Blood In The Streets nos apresenta, entre as publicações das edições #13 e #19, é nada mais e nada menos que o desfecho final para as aventuras do Anjo Caído.

Ele mesmo derrotou Deus e viveu (e morreu e viveu novamente) para contar a história. Agora, Lucifer Morningstar, o anti-herói mais irresistível de toda a criação, está livre para virar a página final de seu passado e começar um novo capítulo em sua eventual vida infinita. Mas antes, ele terá de lidar ao jeito antigo com um novo ditador cósmico que assumiu o Trono da Luz e está ensandecido a apagar qualquer vestígio de livre-arbítrio existente. Do céu ao inferno, Lucifer Morningstar reúne sua tropa (de personagens icônicos) para uma luta final contra múltiplos exércitos de anjos, demônios e toda criatura imaginável metido entre eles. Mas no fim das contas, pode Lucifer manter seu club, sua cidade e sua indomável independência intacta? Ou, depois de incontáveis milênios, a derrota do Capeta enfim chegou?

HQ do Dia | Lucifer Vol.3: Blood In The Streets

Lucifer Vol.3: Blood In The Streets traz um arco posterior a transição de autores, no que este tem a trama assumida por Richard Kadrey. O autor Kadrey igualmente mantém a apresentação de uma trama sólida e segura desenvolvida por Holly Black (que por sinal, faz participação especial no encadernado com suas histórias de natal para o personagem) nos dois volumes anteriores, mas o autor tende a deixar suas impressões sobre o universo em que está lidando. O novo arco traz ainda, a apresentação de alguns personagens referenciáveis ao trabalho de Mike Carey, o que é bastante legal, já que os visualizamos nessa modernização do título. Entretanto, temos novos personagens que, provavelmente, poderiam ser trabalhados caso tiverem uma oportunidade futura.

O estilo de escrita de Kadrey é adorável, de narrativa captativa, ritmo alternado entre as cenas, diálogos que de fato representam as personalidade e características dos personagens, complementados por bons momentos de ação e plot-twists. O roteiro e seu desenvolvimento se mantém numa qualidade fundamentada, sem uma atmosfera altamente mítica e filosófica, mas preservando seu tom certeiro de bom humor e charme nas misturas dos elementos baixos e altos. Todavia, ainda que Kadrey proporcione boas idealizações para as pontas deixadas em aberta por Black, presenciamos um desfecho mediano que se limita a ser conciso. Particularmente, interpreto que houve uma pressão editorial para a finalização do título, o que por vez pode ter tirado todo o “épico” desta aventura final do Anjo Caído.

HQ do Dia | Lucifer Vol.3: Blood In The Streets

Lucifer Vol.3: Blood In The Streets mantém a arte assinada por Lee Garbett, que naturalmente continua apresentando um traço devidamente agradável e caprichado, com toque clássico e de impacto para esta nova série. Porém, é legal ver que sua arte apresenta uma detalhação nova, no que ele passa a trazer elementos visuais de círculos característicos da Cultura Pop para compor a camada artística de seu traço. Não escondo a ninguém que sou um admirador dos traços de Garbett, que consegue transparecer a ideia de “fantasia cartoonista real” em traços minimalistas e/ou detalhistas. É um ponto que considero bastante atrativo no que diz respeito a este título atual, principalmente por ressaltar os aspectos descritivos dos seus personagens. Por sua vez, as cores de Antonio Fabela constituem uma coloração adorável, de vibração corajosa e de certa nostalgia em uma bela sincronia para com o traço do artista e a trama da roteirista. Em fato, as cores de Fabela combinam harmoniosamente aos traços de Garbett, que juntos conseguem transparecer uma identidade captativamente modernizada ao título.

Lucifer Vol.03: Blood In The Streets é um encadernado que consegue trazer um desfecho agradável e satisfatório para o título do Anjo Caído, proporcionando uma trama de “é agora ou nunca, é tudo ou nada” que faz valer a leitura apesar dos pesares. Em certeza, o roteiro modernizado do título te presencia a uma trama de charme e humor bem legais. Não é nada mítico, tampouco filosófico como outrora o título do personagem fora. Mas é um título de entretenimento sinérgico entre todos os elementos que se propõe. Ou seja, a leitura de Lucifer Vol.3: Blood In The Streets acaba por se consolidar numa leitura simplista seguida de um “até logo!”.


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2018 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.