HQ do Dia

Aurora

Nosso intuito de apoiar um projeto por mês no Catarse seja com divulgação ou com dinheiro, começou justamente com o Aurora do Felipe Folgosi ( o Ciclope brasileiro, aquele da novela Olho no Olho, lembra?) aproximadamente em outubro de 2014. Essa era uma das HQs que nós estávamos esperando muito, ela finalmente saiu e agora vamos contar tudo que achamos dela.

Aurora é um Thriller de ficção científica que conta a história de Rafael, um pescador que presencia uma tempestade cósmica que atingiu o Atlântico Norte em uma escala sem precedentes. Um fenômeno natural muito raro, praticamente algo que nunca tinha acontecido até então. Exposto a toda a radiação emanada pelas partículas cósmicas, Rafael sentiu que algo mudou em seu corpo e também em sua vida, mas ele não tem a minima noção do que estava acontecendo. Em contrapartida, sua esposa Claudia e sua filha Annabelle, estão desesperadas para saber se o esposo e o pai de sua filha está bem, ela até que tentou alertá-lo para Rafael se proteger da tempestade, mas infelizmente ele não conseguiu. Dias de agonia se passaram até o momento em que Rafael volta da pescaria incrivelmente sã e salvo. Mas o futuro não seria dos melhores a partir dali. Algo estava acontecendo e ninguém sabia de nada, ninguém tinha resposta… tudo era uma incógnita. Assim que pisaram em terra firme, Rafael e a tripulação do barco Providência, foram enquadrados por um agente da National Oceanic & Atmospheric Administration (NOAA) e logo foram questionados sobre o que viram. Todos negaram que tivesse acontecido alguma coisa e tentaram a partir dali levar uma vida normal. O governo americano não se deu por satisfeito e iniciou uma caçada à Rafael e sua família. Mas o que será que aconteceu de tão grave naquela fatídica noite em pleno oceano Atlântico Norte? Quais os efeitos que a tempestade pode ter causado em Rafael? Por qual motivo o governo americano passou a perseguir um simples pescador?

hq-do-dia-aurora2Tudo isso é o que você vai descobrir ao mergulhar no universo de Aurora.

A criação e roteiro é de Felipe Folgosi, mas o produto final entregue foi produzido por um grande time do Instituto HQ. Klebs Junior (mesmo de Pátria Armada) foi quem editou e fez a adaptação e os layouts. Leno Carvalho foi o ilustrador e Nelson Pereira assinou a arte-final.  No setor das cores foi um verdadeiro time: Stefani Rennee, Márcio Menyz, Thiago Ribeiro; Rodrigo Fernandes, Carlos Lopez e Marcio Freire. Dario Chaves foi o editor-assistente e Flavio Soares ficou à cargo da letras e também da diagramação.

Um verdadeiro time que unidos, trabalharam de forma árdua para entregar um bom resultado para todos aqueles que investiram nesse projeto. Felipe Folgosi levou 10 anos entre a ideia original e o lançamento da HQ. Anteriormente, Aurora seria uma história desenvolvida para o cinema, mas viabilizar esta história nos âmbitos da sétima arte seria uma tarefa muito mais árdua do que o autor imaginava. Para não deixar um projeto de lado que já perdurava por uma década, Felipe Folgosi uniu sua paixão pelos quadrinhos, que veio desde a infância, e transformou o que era para ser um filme numa graphic novel fantástica.

O roteiro de Aurora é bem consistente e bem distribuído,  como toda história de ficção científica -ele utilizou de termos científicos e de dados técnicos para gerar uma sensação de verossimilhança. Essa é uma forma de mostrar que nada HQ foi escrito atoa ou  está  feito bem dizer nas coxa para fazer sentido que o autor talvez não conhecesse, mas que para alguém isso bastaria. Foram mais de um ano e meio de pesquisa, ou seja, ao menos essa parte, e uma das mais importantes, tudo estava 100%. Os diálogos estão em bom nível, existe pouco uso do recordatórios e o enredo não ficou vazio ou artificial em nenhum momento. E sobre a trama, você vai ser conquistado página a página e acabará lendo tudo numa tacada só.

hq-do-dia-aurora3

O trabalho de Leno e Nelson Pereira, juntamente com o time de cores, ficou sensacional é uma HQ bonita de se ver, cada quadro, cada personagem, as sombras e até os efeitos como: o dos raios e o protagonista auroreado ficaram bons. É algo que surpreende, pois saiu daqui de dentro (Brasil). É uma HQ independente, mas que tem cara de ser publicada pela Devir ou pela Mythos, por exemplo, pela qualidade do seu projeto gráfico que ao olhar com mais propriedade pode ser assemelhar ao dessas duas editoras.

A única coisa que me incomodou em Aurora,  não tem a ver com o resultado final, mas sim com o atraso que o projeto sofreu até ser publicado. Eu entendo que recebemos o dobro de páginas, entendo também que é a primeira experiência do Folgosi com a publicação de quadrinhos, mas arrisco dizer que dava para ter entregado um pouco antes.

Mas no geral, foi uma leitura excelente! Eu sei que projetos independentes no Brasil sofrem uma série de dificuldades, muitos tentam financiar um projeto pelo Catarse há anos e não conseguem.  Um caso mais recente aconteceu com o projeto “Protocolo: A Ordem“, era a segunda vez que eles estavam tentando, até cortaram a meta do primeiro projeto para o segundo em 50% e mesmo assim quase morreram na praia, mas no último dia, felizmente, atingiram o objetivo e finalmente vão poder tirar o projeto da gaveta. Como eu sempre digo, falta mais apoio da nossa parte como “mídia” e também por parte dos leitores. Durante o lançamento de Aurora que aconteceu na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo,  eu conversei com o pessoal da LG do Brasil (uma das patrocinadoras da HQ), elogiei a iniciativa da parte deles e disse que seria legal se a LG pudesse apoiar outros projetos. Desta forma, era mais um braço fortalecendo a cena de quadrinhos independentes do país.

Por fim, Aurora é uma HQ linda que tem um final bacana e quem sabe pode até rolar um segundo volume. Será que você tem coragem Folgosi?

Veja também: Batman | Panini relança dois encadernados que estavam esgotados


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.