in

HQ do Dia | Novos 52 – Terra 2

Convenhamos, a fase dos Novos 52 da DC não foi praticamente ruim, mesmo que tenha servido apenas como ponte para o grande Renascimento, tivemos alguns títulos que trouxeram uma repaginada para os heróis conhecidos, alguns destes títulos até ousaram com o poder de sua liberdade. “Terra 2” é um dos melhores títulos dessa fase, justamente porque aposta em caminho nada impossível e sem amarras para se segurar.

Com roteiro de James Robinson e arte de Nicola Scott, o título encarna mais uma vez um conceito que adoro e acredito que muitos também, realidades alternativas. Uma outra Terra com novos personagens, diferentes representações, caminho nada óbvios, mas sempre com aquela mesma trairagem dos vilões, bem é o que esperamos.

Leia mais: HQ do Dia | The Boys – O Nome do Jogo

HQ do Dia| "Terra 2"

Imagine por um breve momento, se cada escolha que você fez na sua vida para chegar aonde está tivesse sido diferente, como você estaria hoje? Outros amigos? Novos Amores? Até mesmo em outra profissão, afinal cada simples ato de uma ação em nossas vidas gera um caminho totalmente diferente para outra jornada, seja ela boa ou ruim, acaba por ser nossa escolha.

Neste universo paralelo, uma invasão inesperada do poderoso Darkseid termina com o fim da famosa Trindade (Superman, Batman e Mulher Maravilha). Os heróis lutaram bravamente para impedir que o exército de parademônios dominassem a Terra. Com as drásticas mudanças e sem ícones que pudessem trazer esperança, os governos de todos os países se uniram e criaram o Exército Mundial, uma organização capaz de prevenir qualquer possível nova ameaça, seja ela terrena ou espacial.

Leia mais: Lista completa das animações da DC Comics

HQ do Dia| "Terra 2"

Darkseid não morreu e para piorar,  o tirano de Apokolips  se escondeu em algum lugar da Terra, esperando o momento certo para contra atacar. O futuro da humanidade por outro lado se tornou uma terrível incógnita, até o momento que novos símbolos surgiram guiados pela necessidade heroica de proteger, como Jay Garrick (Flash), Allan Scott (Lanterna Verde), Moça Gavião, Thomas Wayne (Batman) e Val-Zod (Superman).

O que impressiona nos arcos da “Terra 2”, é sua capacidade de ousar, mudar a mente do que tínhamos sobre os personagens, além de que sua narrativa se desenvolve tão fluidamente e tende por breve momentos a não pisar no freio. Esse ritmo desenfreado, em que tudo acontece num piscar de olhos, a atenção fica em conta de construção e desenvolvimento de personagens, e sim, eles são bons e cumprem com seu papel com êxito.

Leia mais: HQ do Dia | Não Existem Super-heróis na Vida real

HQ do Dia| "Terra 2"

Como o próprio título gosta de ressaltar, “Terra 2” é uma outra realidade, onde sim, as escolhas pesam muito mais do que no universo que propriamente conhecemos. Dilemas existências fazem parte do que muitos dos personagens procuram, uma razão para existir nesse estranho e admirável novo mundo. Acredite, você verá muito mais caos e conspirações do lado bom do que mal. Visto que aqui nada é tão preto no branco.

James Robinson tem uma liberdade excepcional em fazer o que precisa, as ações aqui têm peso em suas mãos, aquele diferente reconhecimento se um roteirista estivesse preso as limitações dos editores. Essas coisas se elevam em outro nível quando Tom Taylor assume o comando, proporcionando mais violência e frieza, coisas dignas de Injustice, seu outro trabalho, apesar que perto do final, a trama dê uma leviana derrapada, mas nada que prejudique o contexto da obra.

Leia mais: HQ do Dia | Garota-Ranho


HQ do Dia| "Terra 2"

A arte de Nicola Scott não é nada de outro mundo, o artista segue traços semelhantes ao próprio Jim Lee em sua melhor fase dos anos 90, afinal a história tem essa mesma essência. No fim, as coisas funcionam uma da maneira tão nostálgica que nos faz lembrar da melhor época que os quadrinhos de heróis proporcionaram em nossas vidas.

O legado deixado por “Terra 2” é sobre o peso de nossas escolhas, acreditamos que elas fazem parte somente de um círculo pessoal, engano nosso, elas impactam até os rostos desconhecidos desse pacato mundo. E por mais que você já tenha desejado mudar o passado, saiba que nem tudo sairá como desejado, afinal o que aconteceu precisou acontecer, se não o hoje não existiria e quem seria você?

Precisamos apenas se manter com os pés no presente e com o que ainda temos, afinal algo novo pode aparecer no horizonte, exatamente como esse novos heróis e seus símbolos.

E aí, curtiu?

Escrito por Rafael Tanaka

Publicitário, amante de cinema, quadrinhos, filmes e séries. Sempre existe coisas para se descobrir nesse mundo da cultura pop.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0

6 animes com representatividade LGBTQ+

10 filmes de terror que provavelmente você não viu na Netflix