Um Homem Entre Gigantes

O cara que desafiou o maior produto de entretenimento dos EUA

Não é simples falar da coragem de Bennet Omalu em Um Homem Entre Gigantes, também não é simples dizer o quanto suas atitudes representaram para o maior produto de entretenimento dos Estados Unidos, o futebol americano. Mas Um Homem Entre Gigantes tem essa premissa e escancara de forma romanceada um problema grave que ficou tanto tempo oculto pela NFL.

Um Homem Entre Gigantes conta a história do nigeriano Dr. Bennet Omalu (Will Smith), neuropatologista forense, que tem um vasto currículo dentro da medicina e está morando na cidade de Pittsburgh, Pensilvânia, EUA faz alguns anos. Bennet é um médico carismático e uma pessoa com um caráter fora do comum. Em seu trabalho como médico legista, ele acredita que respeitar o corpo que está em sua mesa é peça fundamental para realizar um bom trabalho e assim, conseguir descobrir a causa mortis de cada um que está sob sua responsabilidade. Em um dia que parecia comum até a chegada no IML, Bennet percebe uma movimentação da mídia, de fãs e de curiosos nos arredores do local onde trabalha até que seu chefe Dr. Cyril Wecht (Albert Brooks) o encontra, e o chama às pressas para realizar a autópsia de um homem que ele não fazia ideia de quem era, mas que viu no semblante e na atitude de alguns no local que se tratava de uma pessoa importante. Esta pessoa era um dos jogadores mais lendários do Pittsburgh Steelers, Mike Webster, Bennet faz a autópsia do corpo, e descobre que a vítima possuía dano cerebral grave. Não contente com o que acabara de descobrir, Bennet passou a estudar tudo que podia sobre futebol americano, gastou suas economias e peitou muitos colegas de trabalho que achavam suas atitudes estranhas para os padrões de vida americano e que ele não estava querendo ajudar o jogador e sim se tornar um herói. Mas para o médico nada disso importava, ele queria mesmo entender como um homem tão jovem teria um morrido da forma que Mike Webster morreu. Todos os exames não acusavam nada, até mesmos as tomografias mostravam um cérebro saudável, mas o médico não desistia, ele tinha feeling, ele sabia que Mike queria mostrar algo que estava além dos detalhes e por causa disso, ele vai até o fim para achar o que procura e quando tem a confirmação, descobre que vai comprar uma briga muito forte com a organização do futebol americano no país, a NFL.

um-homem-entre-gigantes-o-cara-que-desafiou-o-maior-produto-de-entrenimento-dos-eua6

Um Homem Entre Gigantes (Concussion, no título original) é baseado num artigo de Jeanne Marie Laskas publicado em 2009 na revista GQ chamado “Game Brain“. Por causa de Mike Webster, o Dr. Bannet Omalu descobre a encefalopatia traumática crônica (ETC) que, segundo os estudos realizados, muitos jogadores de futebol americano já tiveram, tem ou terão. Após a publicação destes estudos em uma revista cientifica, a NFL se volta contra Bannet e faz de tudo para negar a existência da ETC e também para desencorajar as ações de Bannet. Ele não vai desistir enquanto não alcançar o seu objetivo, que é fazer a NFL reconhecer o problema e assim não matar mais jogadores e não destruir mais famílias. Mas a organização entrará com todas as forças que tem para acabar com o médico em detrimento do que eles chamam de “magia” para o povo americano. Bennet vai enfrentar pressões de tudo que é lado, da política, dos próprios americanos e até dos profissionais de medicina. Estamos diante de uma grande caminhada de decepção de um homem contra o país em que vive.

um-homem-entre-gigantes-o-cara-que-desafiou-o-maior-produto-de-entrenimento-dos-eua2

Dirigido e escrito por Peter Landesman e com produção de Ridley Scott, este filme conta em seus 123 minutos uma história de um homem e paixão pelo que faz e acredita, além de querer tornar o mundo a sua volta um lugar melhor. O Drama vivido por todos neste filme é surpreendente. E a dedicação que cada um teve para tornar a trama interessante do começo ao fim foi muito grande. Obviamente nós estamos diante de uma adaptação e eu sempre bato na tecla que esse tipo de filme carrega sérios problemas e muitos deles com a desculpa da “licença poética”. Ele pode conter exageros, pode conter diferenças, mas acredito sempre que a essência dos fatos é preservada.

um-homem-entre-gigantes-o-cara-que-desafiou-o-maior-produto-de-entrenimento-dos-eua9

O filme não deixa desejar na quebra de ritmo e muito menos no alívio cômico. Ele se deixa levar pelos clichês em alguns momentos, principalmente para mostrar que alguém está focando na busca incessante por algo. Como as cenas onde o personagem de Will Smith aparece estudando o caso de Webster. Ou quando vão abordar um romance amoroso. E está justamente nessa parte o único problema desse filme. O enredo que corre em paralelo aos casos de ETC no futebol americano, é algo que não acrescenta muito ao filme de uma forma geral. Pareceu que tinha que estar lá, pois o Dr. Bennet não poderia ser mostrar um homem mais solitário do que já era.

um-homem-entre-gigantes-o-cara-que-desafiou-o-maior-produto-de-entrenimento-dos-eua

Outra coisa que incomodou, foi a questão de quase toda passagem de cena com paisagens ou tomadas aéreas mostravam o estadio de futebol dos Steelers, parecia mesmo que o diretor queria torná-lo um fantasma. Nós sabemos que o filme é sobre futebol americano desde o seu inicio, não é necessário a todo momento reforçar arduamente essa ideia. Parecia que era somente isso que exista em Pittsburgh. Já o plot twist do filme  foi muito bem executado e dá um gás final à trama até o seu desfecho.

um-homem-entre-gigantes-o-cara-que-desafiou-o-maior-produto-de-entrenimento-dos-eua8

Will Smith está sensacional na pele do nigeriano, suas expressões faciais, o jeito como ele andava, o olhar, o jeito e o sotaque na fala entregavam a maestria na interpretação. A personalidade forte permeava com a sensibilidade do personagem e fazia um Will Smith muito diferente de seus últimos trabalhos. Sinceramente eu não entendi por qual motivo ele não foi indicado ao Oscar de 2016, pois merecia e muito.

um-homem-entre-gigantes-o-cara-que-desafiou-o-maior-produto-de-entrenimento-dos-eua4

Alec Baldwin na pele de Dr. Julian Bailes é outro cara que dá qualidade ao elenco. Assim como Albert Brooks também. Numa menor escala, vem o papel um tanto comedido de Gugu Mbatha-Raw na pele de Prema Mutiso, par amoroso do Dr. Bennet Omalu.

um-homem-entre-gigantes-o-cara-que-desafiou-o-maior-produto-de-entrenimento-dos-eua5

Um Homem Entre Gigantes é um filme que além de mostrar a história de um homem que peitou a organização responsável pelo maior produto de entretenimento americano, é também um cala boca para aqueles que disseram nesse inicio do ano e ainda dizem que os negros precisam atuar melhor para merecer uma indicação ao Oscar. Este filme e a atuação de Will Smith é um tapa na cara de quem disse isso. É necessário sim, mais oportunidades como essa e assim mais chances teremos de ver diversidade no Oscar. Só não me venha falar que nenhum mereceu estar lá por demérito de trabalho ou de qualidade de atuação. Eu gosto de filmes dedo na ferida e um Homem Entre Gigantes é assim, Spotlight também, tanto que faturou o maior prêmio da academia, o Oscar de Melhor filme. Tudo bem que diante da grandeza da NFL, os efeitos do “Game Brain” podem parecer pequeno. Mas ele mostrou que um homem pode fazer mais pelo país que o acolheu e pela sociedade em que vive. E que isso não tem a ver com dinheiro, nem com prestígio, mas sim com honra.

um-homem-entre-gigantes-o-cara-que-desafiou-o-maior-produto-de-entrenimento-dos-eua7

Dr. Bennet Omalu e Will Smith.

Um Homem Entre Gigantes estreia dia 03 de março nos cinemas.

Gostou? Tem mais:


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.