Sharknado 4 (2016)

Trash sem ser vulgar

Na noite de domingo, dia 31 de julho, aconteceu a estreia mundial do quarto seguimento de Sharknado, Sharknado 4: The 4th Awakens.

A história continua acompanhando a inderrotável família Shepard. Cinco anos se passaram desde o ultimo incidente com o tornado de tubarões e a morte da amada matriarca April. Tudo muda quando um novo sharknado, dessa vez de areia, surge em Las Vegas, levando nossa querida família de volta ao trabalho de destruir tubarões.

A pergunta levantada por toda a divulgação do filme era se April realmente estava morta, a pergunta foi respondida durante a SDCC16. Sim, nossa protagonista está viva e agora robótica! É claro que os roteiristas iriam arrumar um jeito de galhofar ainda mais a história.

sharknado-4-2016-trash-sem-ser-vulgar3

As atuações continuam deliciosamente exageradas e péssimas. Os efeitos especiais continuam de sangrar os olhos e alegrar o coração. E os limites da galhofagem e podridão tentam ser extrapolados.

Infelizmente, o filme falha nesse ultimo quesito. Em Sharknado 3: Oh Hell No, a franquia chegou ao seu ápice, criando um dos filmes mais divertidos e absurdos que os seus olhos terão o prazer de assistir um dia… quem sabe. Foi o final perfeito para uma trilogia icônica. Agora, no quarto filme e inicio da segunda trilogia, eles não conseguem superar o sucesso anterior.

sharknado-4-2016-trash-sem-ser-vulgar

Somos apresentados a novos “tornados” de tubarão, com nomenclaturas ridículas e nada acuradas cientificamente. Isso não é um problema, tratando-se dessa franquia. O problema é a falta de tubarões. São poucas as mortes e ataques memoráveis nesse filme. Deixou muito a desejar. Os fãs querem ver quantas outras formas absurdas de se matar um tubarão (ou morrer por um) a produção consegue entregar. Não teve nem meia dúzia dessa vez.

sharknado-4-2016-trash-sem-ser-vulgar4

O ataque mais memorável é possivelmente o dançarino exótico acertando o tubarão com a pelves. Você não leu errado não. Ele realmente derrota o tubarão com uma “sarrada”. Veja com seus próprios olhos.

 Sharknado 4 (2016) | Trash sem ser vulgar

O filme termina com uma abertura para continuações e nos traz um novo mistério em seu ultimo segundo, o que com certeza vai deixar os fãs malucos. O canal Syfy certamente continuará trabalhando com essa franquia enquanto ela for lucrativa. É a menina dos olhos da emissora e seu maior sucesso.

Sharknado 4 é certamente o filme mais fraco da franquia, mas é divertido. Não se leva a sério em momento algum e é bastante honesto em sua proposta.

Para Sharknado 5, os produtores e roteiristas certamente terão que se esforçar muito para tentar inventar novas formas de ridicularizar ainda mais a franquia. Sinceramente, não vejo isso acontecer. O quarto filme já se mostrou inferior aos três primeiros e a tendência é sempre piorar. E não é o “piorar” que esperamos em um filme trash.

Gostou? Tem mais:


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.