Minority Report

Review do episódio 1×01 – “Pilot”

A série Minority Report estreou pela Fox no dia 21 de setembro e se baseia no filme homônimo estrelado por Tom Cruise, cujo roteiro é uma adaptação de um conto de Philip K. Dick.

Primeiro vamos nos situar: a série se passa dez anos após o filme, portanto, ele serve como um “prelúdio”. O filme se passa no futuro e, por sua vez, apresenta não apenas tecnologia diferenciada, como também uma sociedade completamente diferente da a nossa. O foco da franquia é a prevenção de crimes, e isso só é possível graças aos Precogs, pessoas capazes de prever assassinatos, como oráculos.

Minority Report | Review do episódio 1x01 - "Pilot"

No longa os Precogs são tratados como ferramentas. Eles ficam presos no “templo” em estado de semiconsciência, até que o programa é encerrado e eles são levados para um lugar seguro e afastado, onde poderiam finalmente viver como seres humanos normais. Mas como seres humanos, eles não querem se afastar da humanidade.

São três Precogs: os gêmeos Dash (Stark Sands) e Arthur (Nick Zano) e uma mulher, Agatha (Laura Regan), a mais poderosa dos três.

Agatha

Agatha

Arthur se mudou para a civilização pensando apenas em si mesmo e se tornou um homem bem-sucedido; Agatha ficou na casa de campo e Dash se mudou, pois não conseguia lidar com suas visões e deixá-las acontecer. É nele que se focará toda a série.

Dash, apesar de ser o coração dos três, é o mais fraco. Ele consegue ver apenas alguns flashes, enquanto Arthur consegue ver nomes das pessoas envolvidas no crime que ainda não aconteceu. Por mais que ele consiga anteceder e tente estar no lugar certo para evitar os assassinatos, nunca conseguiu evitar algum sozinho.

Minority Report | Review do episódio 1x01 - "Pilot"

Dash

Isso muda quando ele conhece a detetive Lara Vega (Meagan Good), que não suporta mais limpar a bagunça dos violentos crimes que acontecem. Eles se associam de forma ilegal e precisam manter segredo, principalmente para a proteção de Dash e seus irmãos. Lara é inteligente, analítica e trabalha com a ajuda de computadores. Ela consegue recriar cenas simulando-as com sua tecnologia, juntando evidências e imaginação.

Minority Report | Review do episódio 1x01 - "Pilot"

Dash é como uma criança ingênua que diz tudo o que pensa e prevê – no livro é relatado que os precogs tem uma mentalidade infantil. Ele não consegue lidar muito bem com a sociedade e leva as palavras totalmente ao pé da letra, sendo um garoto puro, apesar da idade.

O piloto respeita o longa, desde os efeitos especiais que são incríveis, os carros, os computadores, até os utensílios de disfarce e mais. O show apresenta algo que os fãs da franquia “De Volta Para O Futuro” irão vibrar – referências do “passado” (ou seja, nosso presente), por todo o lado, o tempo todo. É um toque de descontração, assim como Dash e suas ingenuidades.

Minority Report | Review do episódio 1x01 - "Pilot"

O mistério não é tão importante, mas sim toda a complexidade que o piloto traz. Com as visões, a investigação se torna parecida com o que rola na série “iZombie”. A diferença é que os crimes ainda não aconteceram e o oráculo é mais fraco, o que torna mais difícil conseguir evidências e impedi-los. Acredito que esse lado melhorará com o tempo. Também senti falta da filosofia trazida com o filme, mas, como eu disse, acredito que isso melhorará com o tempo.

Minority Report | Review do episódio 1x01 - "Pilot"

Ao final do piloto podemos ver Dash e Lara firmando parceria, Agatha e seu irmão Arthur conversando sobre uma previsão de que eles seriam levados de volta para o programa, e o medo de que Dash fizesse parte dessa sucessão de eventos se fez evidente.

Para quem gosta de ficção científica, Minority Report é um prato cheio, não só pelo mundo futurístico, mas por explicar como este seria possível. É realmente muito bom que tudo tenha uma explicação, faz com que a obra ganhe peso. Não é obrigatório ver o filme, mas assim como Limitless, torna tudo mais interessante e você vai conseguir sacar algumas referências e personagens.

Veja também: Limitless | Review do episódio 1×01 – “Pilot”

A série só tem a melhorar com o tempo e eu realmente não consigo ver como ela poderia dar errado, ainda mais porque essa temporada terá apenas 13 episódios. Ou seja, ela não precisa se arrastar e pode sim contar uma boa história, só espero não me decepcionar.


Gostou? Tem mais:


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.