in

The Flash | 75 anos do herói mais rápido dos quadrinhos – Parte 2

O herói velocista mais conhecido das HQs comemora esse mês o seu aniversário de número 75. E não apenas um Flash, mas todos os que já vestiram o uniforme vermelho e amarelo e passaram o legado do velocista escarlate adiante. São eles: Jay Garrick, Barry Allen, Wally West e Bart Allen. Nós já falamos de alguns deles como você poderá ver em “The Flash | 75 anos do herói mais rápido dos quadrinhos“. Agora vamos para a segunda parte desta brilhante matéria, com mais informações sobre os “escolhidos” para viver o homem mais rápido da Terra.

Continuando a lista dos velocistas que mantiveram o legado do Flash, os próximos a serem listados aqui inicialmente começaram como ajudantes do Flash, até então chamados de Kid-Flash. O primeiro a ser citado aqui será Wally West, sobrinho de Íris West e consequentemente de Barry Allen também.

the-flash-75-anos-do-heroi-mais-rapido-dos-quadrinhos-parte-2

Wally West adquiriu suas habilidades ao sofrer um acidente similar ao de Barry Allen, durante a explicação de como o próprio Barry Allen havia sofrido o acidente. Inspirado pelo seu tio, Wally decide se tornar um herói sob o pseudônimo de Kid-Flash, junto com outros jovens parceiros, compõem o grupo dos Jovens Titãs. Mas durante um tempo, uma misteriosa doença estava degenerando o corpo de Wally, e isso tinha como ligação o seu poder de supervelocidade, sendo assim, o mesmo decidiu dedicar-se a universidade e deixar a carreira de super-herói de lado.

Leia mais: A lista completa das animações da DC Comics

the-flash-75-anos-do-heroi-mais-rapido-dos-quadrinhos-parte-22

Durante a saga “Crise nas Infinitas Terras” seu tio, Barry Allen, morre e mesmo preocupado se estaria à altura do legado do Flash, aceitou o manto que seu tio deixou e se tornou o novo Flash. Durante a saga, Wally foi curado de sua doença degenerativa por uma rajada do Anti-Monitor, mas abriu mão de grande parte de sua velocidade, onde passou a alcançar apenas a velocidade do som. Consequentemente, Wally passou a fazer parte da Liga da Justiça, embora nunca tenha abandonado os Jovens Titãs.

Mas durante a clássica fase do roteirista Mark Waid, Wally atingiu novos limites, ganhando poderes novos sem relação alguma com os primeiros “Flashes”. Entre eles estão: o alcance da velocidade da luz, a habilidade de transferir energia cinética a outros objetos ou seres como também roubá-la. No arco “Rogue War“, Wally se torna pai de gêmeos que também herdam a supervelocidade do pai, em Kingdom Come, Jai não leva seus poderes a sério enquanto Íris, vê como um motivo para ter responsabilidade, se tornando a Kid-Flash daquele tempo.

Em Crise Infinita, Wally se sacrifica ao desaparecer de toda a existência com sua família ao ajudar Barry Allen a derrotar o Superboy da Terra Primordial. Ao contrário do que se pensava, eles não foram absorvidos pela Força de Aceleração e sim puxado para “outro lugar”. Wally e sua família retornam durante a “Saga Relâmpago“, um pouco envelhecidos.

the-flash-75-anos-do-heroi-mais-rapido-dos-quadrinhos-parte-23

Nos Novos 52, Wally é um adolescente que morre durante um acidente de carro ocasionado pela fuga do Flash Reverso. O Barry Allen do futuro, volta no tempo e evita que isso aconteça. O Flash do Futuro tem como meta, reparar a Força de Aceleração, derrotando o Flash do período atual e durante o processo, dando poderes à Wally ocasionado por uma explosão de energia da própria Força de Aceleração.

the-flash-75-anos-do-heroi-mais-rapido-dos-quadrinhos-parte-24

Inicialmente o velocista Bart Allen era conhecido como o velocista “impulso“. Sua história de origem, ao contrário dos demais Flashes, não tem nada relacionado a acidentes com produtos químicos, mas acaba por ter ligação com os últimos momentos do velocista Barry Allen. Após vingar a morte de sua esposa Íris ao matar o Professor Zoom, Flash foi culpado e condenado por homicídio.

Durante o julgamento, Íris revela que na verdade, ela havia sido enviada para o sec.XXXI (século 31), a época do nascimento de Bart. Sendo assim, Barry Allen partiu ao futuro junto de sua amada, onde passou um mês até falecer durante a Crise nas Infinitas Terras. Sem saber, Barry teve dois filhos conhecidos como os “Tornados Twins“, que anos depois seriam assassinados pelo “Presidente Thawne” (um descendente do Professor Zoom). Contudo, o filho de Barry teve um filho, que acabou sendo criado por sua avó Íris West, seu nome: Bart Allen.

the-flash-75-anos-do-heroi-mais-rapido-dos-quadrinhos-parte-25

Bart estava correndo risco de vida, com seu metabolismo acelerado, ele corria o risco de envelhecer até morrer. Como solução, Íris o levou ao passado para o mesmo período onde Wally havia se tornado o Flash, para que este pudesse salvá-lo, já que Wally havia passado por algo parecido durante sua adolescência. Wally salvou o garoto, que se tornou o Impulso e foi treinado por Max Mercury e consequentemente, por Jay Garrick.

Inicialmente Bart se juntou a Robin e Superboy para formarem a Justiça Jovem. Com o fim da equipe durante os eventos de “Dia de Graduação”, Bart se uniu a nova formação dos Jovens Titãs, onde adotou o pseudônimo de Kid-Flash, com intuito de provar a Wally que, ao contrário do que ele pensava, ele era capaz de dar continuidade ao legado do Flash algum dia.

Pós-acontecimentos de Crise Infinita, Jay Garrick era o único velocista a correr pela Terra, sem sentir qualquer ligação com a Força de Aceleração. Um ano depois do ocorrido, é revelado que Bart agora mantém a Força de Aceleração dentro do seu corpo e, após um começo relutante, passa a ser o novo Flash.

the-flash-75-anos-do-heroi-mais-rapido-dos-quadrinhos-parte-26

Após uma curta carreira como Flash, Bart falece em combate com a Galeria de Vilões, agora manipulada pelo Inércia, devido a uma pane em seus poderes. Digno de nota que, mesmo alertado por sua avó Íris do destino que iria enfrentar, Bart encara a batalha com coragem.

Bart retorna durante a saga Crise Final: Legião de Três Mundos, ainda como adolescente após a ajuda de vários velocistas em união com Brainiac 5. Eles conseguem aumentar seus contatos com a Força de Aceleração e consequentemente trazendo Bart de volta à vida. Apesar de não ter durado muito tempo, Bart pode se tornar o maior dos Flashes, pois ele apresenta poderes jamais vistos pelos demais.

the-flash-75-anos-do-heroi-mais-rapido-dos-quadrinhos-parte-27

Nos Novos 52, Bart não tem qualquer ligação com o Barry Allen. Na verdade, ele é órfão de uma colônia espacial do séc.XXXI (século 31) que está em conflito com o regime dos “Funcionários“. Ele adquiriu suas habilidades de supervelocidade de forma misteriosa, onde acordou após a queda de uma nave com tais habilidades.

Durante uma batalha na qual sua irmã morre, Bar Torr se torna um agente dos Funcionários com o intuito de destruir o grupo rebelde que ele mesmo havia criado, sendo colocado sobre proteção a testemunha por seus antigos aliados o quererem morto. Ele foi mandado para o passado e teve sua memória apagada, sendo abandonado na porta de um orfanato. Para se habituar a nova era, Bar Torr – agora Bart Allen – adota o pseudônimo de Kid Flash.

Esta matéria foi escrita por: Isaias Setúbal – Amante da cultura geek, escritor e fanboy do Flash.

Veja também: Flash | Comemore 75 anos do homem mais rápido do mundo em vídeo da DC Comics.

E aí, curtiu?

Escrito por Bruno Fonseca

Jornalista, apaixonado por quadrinhos, filmes, séries e retrogames. Espero que você alcance o sétimo sentido em todos os âmbitos da vida.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0

Metal Gear Solid | A saída de Kojima da Konami

Insurgente (2015) | Uma sequência madura e independente