HQ do Dia | Liga da Justiça #02

3 meses atrás ( 21/06/2017 )

Muito mais do que alterar sua logomarca e linha editorial, a DC Comics vem para reinventar – e inovar – seus pilares estruturais com a sua nova fase, Renascimento. Para os fãs de longa data, um nome familiar que soa muito além de uma chamada tendenciosa ou ferramenta de marketing. Para os que estão se juntando ao material da editora agora, uma oportunidade única de fazer parte dum “clássico” momento que marcará a história da DC Comics.

Continuando o título – que conta com uma nova reformulação –, os campeões da DC Comics retornam a Liga da Justiça #02 vivendo um de seus momentos mais delicados: A população da Terra é sistematicamente dominada por uma entidade antiquíssima e forçada a atacar qualquer um que tenha superpoderes! E o Homem-Morcego não tem opção, senão pedir ajuda para um Homem de Aço em quem ainda não confia totalmente.

HQ do Dia | Liga da Justiça #02

Liga da Justiça #02 traz em suas páginas uma proposta de colocar a Liga da Justiça diante de uma nova ameaça que a mesma não compreende – bem como o novo status quo do Universo DC. Bryan Hitch, responsável por comandar a nova aventura imposta aos campeões da Terra, apresenta uma narrativa continuamente simplista e envolvente de escrita instigante. Ao contrário do título anterior, em Liga da Justiça #02 você tem um ponto centrado quanto ao que está acontecendo – sabiamente não revelando tudo ainda. Ou seja, mesmo não apresentando algo épico ou surreal, tem-se uma aventura boa o suficiente para manter a leitura atrativa.

A arte de Liga da Justiça #02, agora tendo traços assinados por Tony S. Daniel é bem mais interessante e atrativa do que a arte expressa no título anterior. Seus traços são devidamente melhor delineados a este título e sua proposta, trazendo momentos gerais de grande qualidade. Bem como as colorações por Alex Sinclair, que parecem bem mais convincentes do que o apresentado no título anterior – ainda que de agrado relativo.

Em suma, Liga da Justiça #02 é uma edição que – de forma inteligente e atrativa – dá diretrizes centradas da trama deste primeiro arco, bem como a(s) ameaça(s) a desafiar(em) os Campeões do Universo DC, conseguindo proporcionar uma proposta de arco bem mais empolgante e além do que “suficientemente” atrativo – tanto em diálogos e cenas de combates necessários, quanto em trama e plot twists. Esta edição mantém um encorpamento harmonioso entre trama, arte e cores, retratando-se em uma edição cuja leitura é de agrado.

Veja também: HQ do Dia | Universo DC: Renascimento


© 2017 Proibido Ler | Feito com Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro & Baruch Vitorino