in

HQ do Dia | Black Magic #1

Senhoras e Senhores, Greg Rucka conseguiu novamente.
Sim. Às vésperas do Halloween de 2015 a Image Comics lançou a primeira edição desta Black Magic – Nova empreitada em quadrinhos do autor de “Lazarus” e “Gotham Central” com a artista Australiana Nicola Scott (“Aves de Rapina” e “Terra-2” pré-Flashpoint) – e dá uma chacoalhada nervosa no gênero de investigação sobrenatural no mercado Americano de gibis.
Em Black Magic somos apresentados à detetive Rowan Black, uma policial praticante das artes ocultas atormentada por demônios de um passado misterioso. Na primeira edição vemos tanto a faceta mística de Rowan, quanto sua rotina como policial. A história se inicia quando estas duas identidades da personagem entram em conflito durante uma situação inesperada com reféns em uma lanchonete.
 Black-Magick
Os eventos descritos por Greg Rucka aqui se desenrolam com um tom e ritmo quase que procedimental dentro de seu estilo próprio. Emulando algo de Vertigo nas décadas de 1990-2000 e misturado homogeneamente ao já conhecido talento do roteirista para contos criminais urbanos temos uma primeira edição com ritmo cadenciado que estranhamente não entedia. Apesar do molde meio baseado em séries policiais sobrenaturais, Rowan Black é escrita de forma real. Não existem bordões marcantes, frases de muito efeito ou as já habituais poses de fêmea durona que não leva desaforo para casa. A mulher com certeza já viu muita porra estranha e sofreu horrores em seus anos de bruxaria, isso se reflete em uma amargura, frieza e até certo desdém em suas falas, atitudes e expressões. Rucka nesta primeira edição mostra novamente e sem esforço algum que é um dos autores que mais entende as sutilezas da psique feminina, aplica isto a um universo macabro e ganha o leitor logo nas primeiras quatro páginas de roteiro.
Pra quem leu “A noite mais escura: Mulher Maravilha” já tem uma noção do que é uma colaboração entre Nicola Soctt e o roteirista de Black Magic. Aqui, livre para interpretar e criar à partir das ideias do autor, a desenhista nos entrega um produto dos mais lindos impressos pelo selo Image este ano. Black Magic é intencionalmente apresentada em cinzento aquarelado com intervenções de cores pontuais e certeiras da colorista Chiara Arena. Rowan Black encarna Joan Jett visualmente nestas páginas e temos um cuidado absurdo com ambientação durante todo o decorrer da edição. Tirando alguns closes, o que vemos são cenários de fundo que agregam valor ao produto final em praticamente todos os quadrinhos de Black Magic. Scott acerta todas as caixinhas – expressões corporais, faciais, design de página e caracterização – com isso não há de ser dizer um “Ai!” da arte deste gibi.
Black Magic abriu seu próprio caminho na imensa linha de quadrinhos da Image com um roteiro inicialmente muito (muito) simples de acompanhar, mas uma personagem central que te arrebenta a cara logo nas primeiras páginas. Com um ritmo envolvente e quase que melancólico e um balanço perfeito entre o noir criminal e o oculto, temos aqui um dos lançamentos mais empolgantes do mercado em 2015 com uma arte que eleva ainda mais o nível do produto final.

Veja também: HQ do Dia | Totally Awesome Hulk #1

E aí, curtiu?

Escrito por Igor Tavares

Carioca do Penhão. HQ e Videogames desde 1988. Bateria desde 1996. Figuras de ação desde 1997. Impropérios aleatórios desde 1983.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0

CCXP 2015 | Painel da Marvel contou com trailer inédito de Capitão América: Guerra Civil

Charlie Countryman (2013) | Uma história sem falhas com ícones do cinema e da TV