HQ do dia

Gotham Academy #1

Você lembra de quando tinha 16 anos e entrou no ginásio (agora é ensino médio, né? Nem sei)? Lembra das decisões estúpidas que tomou naquela época? Lembra das pessoas legais e retardadas que conheceu? Lembra de se sentir infeliz e eufórico ao mesmo tempo durante toda essa época? Talvez você lembre. Ou talvez você tenha usadGotham Academy #1o muitas drogas nessa época e não lembre de nada disso. O fato é que você não vai lembrar de ter estudado em um colégio interno na cidade mais famosa dos quadrinhos. E esta é a missão de Becky Cloonan e Brenden Fletcher em Gotham Academy.

Os autores mostram nesta primeira edição o que é ser um adolescente estudando em um colégio interno em Gotham City. Não tem nada de especial nem emocionante nesta realidade. A escola é um saco, as pessoas são chatas ou distantes, as aulas não interessam e você passa a maior parte do tempo pensando na desgraça da tua vida. Este é o reflexo da protagonista da primeira edição, Olive Silverlock. Aqui a jovem apresenta a escola a novata “Maps” Mizoguchi, irmã mais nova de seu ex-namorado, Kyle. Entre aulas sobre a história da família Cobblepot, suspeitas de fantasmas nos dormitórios e uma visita de Bruce Wayne, as duas jovens exploram a escola e se metem em alguns problemas. O argumento da primeira edição é totalmente voltado para o público adolescente e não temos nada muito super-heróico nem violento ou asustador na estreia. As personagens são interessante e o contexto é muito legal, mas senti falta de algum tipo de arco sendo iniciado. Esta é basicamente uma história de apresentação e nisso os roteiristas cumprem seu papel, mas havia muito aqui espaço para se iniciar alguma trama, o que os mesmos falharam em entregar.

A arte de Karl Kerschl é muito influenciada por mangá. Então se você é um leitor mais tradicional é capaz de não gostar muito. Sinceramente achei o trabalho gráfico muito caprichado e não tenho problema algum com artistas ocidentais com influência oriental. A ambientação da escola é excelente, os cenários são lindos, o elenco tem personalidade visual marcante e as personagens são totalmente diferentes umas das outras até em silhuetas, o enquadramento tem sacadas muito interessantes e o desenhista consegue manter um argumento bem morno muito interessante só se valendo de técnicas visuais.

A premissa de Gotham Academy é de um colégio interno tradicional sob a sombra de Gotham City. E é exatamente isso que os autores entregam nesta edição de estreia. Não temos grandes cenas de ação, nem um mistério muito interessante e muito menos a presença de super-vilões, heróis ou coisas desse tipo aqui. A HQ é bem voltada para o público adolescente e retrata todos os conflitos dessa idade complicada de nossas vidas. O diferencial é que os personagens vivem em uma das cidades mais interessantes do universo dos quadrinhos. A arte pode não agradar leitores mais tradicionais, mas é inegável a qualidade gráfica do título. De qualquer maneira Olive Silverlock é uma personagem muito viva e real e a escola oferece um mundo de possibilidades narrativas no futuro.

LEIA MINHA ÚLTIMA RESENHA: HQ do dia | Thor #1


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.