Aconcagua | O jogo de terror esquecido pela Sony
in

Aconcagua | O jogo de terror esquecido pela Sony

Ele foi lançado apenas no Japão e quase ninguém jogou

O Playstation foi um console arrebatador, principalmente no Brasil. Muitas franquias que hoje são sucesso, criaram seu primeiro título exatamente para esta plataforma. “Resident Evil”, “Silent Hill”, “Crash Bandicoot” e “Tomb Raider”, são alguns exemplos.

Mas diante de vários jogos lançados, um ou outro acabava amargado no ostracismo. Nem sempre dá pra fazer sucesso e tornar um game conhecido sem a devida publicidade – principalmente na época em que o console esteve no auge no País. Tudo que tínhamos para ficar sabendo do que seria lançado, eram as revistas de games e o boca a boca. Tinha sempre um o outro amigo que vinha com o papo: “mano eu conheci um jogo, que é sensacional, você precisa jogar, chama ‘Aconcagua’. Você já ouviu falar?” Era mais ou menos assim.

Tudo bem que se você teve um Playstation nesta época, nenhum amigo chegou falando desse jogo especificamente. Sabe por quê? Por ter sido lançado apenas no Japão e era exclusivo da Sony.

Pode até ter dado um lag na mente ao tentar entender como um jogo que se passa Argentina e com personagens japoneses, não ter chegado ao ocidente da forma que deveria. Mas aconteceu! A seguir conto tudo com mais detalhes.

A história

Lançado em 1º de junho de 2000, “Aconcagua” aborda o movimento separatista na Argentina, no lugar em que antes era a província de Mendoza, se formou uma nova nação chamada de Meruza. O novo país tinha um governo ditatorial, o povo não tinha direitos e tudo era realizado com a imposição do medo. Bom, você já deve ter visto algo parecido por aí, né?

O gameplay

O game se passa do ponto de vista de Kato, um jornalista japonês que está viajando para Meruza, com o objetivo de entrevistar uma líder política que deseja acabar com a ditadura que governa o país há anos. Na viagem em que o jornalista está fazendo à “Argentina”, estão no mesmo avião a líder, Pachamama, e alguns profissionais de mídia do EUA e do Japão. Durante o percurso, acontece um atentado terrorista e o avião cai adivinha aonde? No meio da Cordilheira dos Andes.

Aconcagua | O jogo de terror esquecido pela Sony

Parece um pouco familiar esse roteiro, né? Lembra daquele filme da década de 90, mostrando alguns sobreviventes de um acidente de avião que ficaram ilhados no Andes? O filme se chama “Vivos” (1993), foi dirigido por Frank Marshall e impressionou muita gente na época por ser baseado em uma história real.

Voltando ao jogo… Após o acidente, você tem que controlar os cinco sobreviventes podendo alternar entre os personagens que devem realizar missões para sobreviver. O problema é que os terroristas descobrem que Pachamama não morreu e passam a persegui-la novamente.

De acordo com as suas escolhas durante a missões, você terá diversas consequências que podem alterar os rumos da história e levar você para caminhos inimagináveis. O gameplay é longo, são quase 1h30m só de cinemáticas, ou seja, a história desse survival horror é bem interessante.

Imagine jogar “Aconcagua” numa época em que talvez rolaria um detonado (nome que davam com artigos que tinham o passo a passo para zerar um jogo) publicado em alguma revista, mas não em vídeo como é hoje em dia? Seria desafiador!

O problema

Ninguém sabe ao certo o que realmente aconteceu com “Aconcagua”. O exclusivo da Sony foi lançado apenas no Japão. Na época, inicio dos anos 2000, o PS2 já começava a ser distribuído e estava passando a ganhar o mercado. O que se especula ainda hoje, é que foi uma estratégia de marketing para tentar alavancar as vendas do Playstation no mercado Argentino.

Aconcagua | O jogo de terror esquecido pela Sony

Fortalecendo as vendas do seu primeiro console, era uma boa segurança para bancar a existência do segundo aparelho que estava dando início a 6ª geração de videogames. A Sony não imagina à época, que o PS2 seria o console mais vendido da história dos videogames. Porém, a estratégia fracassou e “Aconcagua” acabou circulando apenas no país oriental.

Um dos poucos jogos que tem uma história sobre um país como a Argentina, passou despercebido entre os jogadores e acabou sendo esquecido por uma geração. Hoje em dia, é possível jogar o game por meio de emuladores, ou até mesmo comprando uma unidade original de algum colecionador no Mercado Livre, Ebay etc.

E aí, curtiu?

Escrito por Bruno Fonseca

Fundador e editor-chefe do PL. Jornalista apaixonado por quadrinhos, filmes, games e séries.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0
HQ do Dia | Supermercadinho Brasil - Lobo Ramirez

HQ do Dia | Supermercadinho Brasil – Lobo Ramirez

Life is Strange: True Colors | Os sentimentos também têm cor

Life is Strange: True Colors | Os sentimentos também têm cor