Como o poker já virou uma febre no Twitch

O Twitch surgiu com a proposta de ser uma central de streaming referência nos games. A empresa, que há anos é controlada pela gigante Amazon, já atingiu esse objetivo e vem alçando voos maiores. Uma das maiores conquistas atuais do Twitch é a consolidação no mercado do poker, esporte que cresce continuamente e já conta com uma base de fãs na plataforma.

Os números do poker nessa plataforma já são impressionantes. São milhões de transmissões ao vivo todos os meses e competidores famosos dessa modalidade como Jason Somerville, Parker Talbot, Daniel Negreanu e tantos outros já aderiram ao Twitch para realizarem streaming sobre o esporte das cartas.

A capacidade de captar a atenção de profissionais e amadores é algo que ajuda a tornar o poker no Twitch tão grande. Para muitos novatos no poker, o Twitch é uma excelente ferramenta de aprendizado. São dezenas de canais que se dedicam a parte estratégica desse esporte — que é profunda e cheia de nuances. Não faltam canais didáticos que explicam com detalhes os fundamentos básicos do jogo, como classificação das mãos e regras gerais. Parte da ascensão do poker no Twitch é retratada por Jaime Staples, considerado um dos ícones do esporte nessa plataforma.

“Minha primeira transmissão foi no final de outubro de 2014″, diz Staples. “Eu não tinha certeza do que esperar disso. Acredito que alcancei uma audiência de pico de 25 pessoas. Foi divertido jogar e falar sobre poker. É algo que eu costumava fazer de vez em quando, e transmissão ajudou a focar nas coisas do poker. Desde então, praticamente tudo mudou. A comunidade cresceu para ser massiva no Twitch com dezenas de milhares de pessoas assistindo poker todos os dias”, completa Staples.

Segundo Talbot, um dos motivos dos quais a audiência adora o poker no Twitch é o fato de que o profissional consegue compartilhar muitas técnicas de seu jogo para os leigos e avançados. Dessa maneira, com muita interação, é possível “entrar na mente” do especialista em poker.

Para Somerville, que tem um dos canais mais populares de poker no Twitch, outra razão pela qual as pessoas adoram esse esporte das cartas nessa plataforma é a possibilidade de poder sanar dúvidas com profissionais e outras pessoas no chat. “Twitch é um lugar excelente para aprender e acompanhar como os melhores conseguem ganhar tanto”, diz Somerville.

Essa capacidade de interação entre as pessoas cria um senso de comunidade, algo que ajuda a alavancar a popularidade do esporte e traz novos entusiastas para o mundo do poker.

“As pessoas assistem aos streams por uma infinidade de razões. Entretenimento, para aprender, um lugar para relaxar, um lugar para rir”, diz Staples. “Para a indústria em geral, espero mostrar e promover as partes positivas do jogo de poker e tornar uma transição mais fácil para as pessoas experimentarem. Eu também acho que o meu stream cria uma comunidade que dá mais uma razão para continuar jogando”, conclui.

Outro motivo do sucesso da plataforma nessa modalidade é a quantidade de jovens que são famosos nos canais de streaming que conseguem se comunicar perfeitamente com o público-alvo. As referências Talbot e Staples, por exemplo, têm 26 e 27 anos, respectivamente.

A expectativa é que o poker consiga angariar cada vez mais espaço no Twitch. Cada vez mais essa plataforma está abrindo espaço e promovendo a ascensão de outros assuntos que não sejam os esportes eletrônicos e isso deixa a comunidade do poker otimista.

Na última década, entrar em contato direto com os profissionais do poker e realizar perguntas diretas sobre suas estratégias era algo recluso apenas às pessoas que tinham acesso a conteúdo premium. Hoje, com o advento do Twitch e outras plataformas, o conhecimento está muito mais espalhado e não há mais a barreira entre o telespectador e a estrela do streaming.

Toda essa noção de comunidade ajuda o poker a se tornar cada vez mais forte em uma das principais plataformas da atualidade e esse cenário não deve mudar tão cedo.


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.