Curiosidades sobre Shaft (2000)

Samuel L. Jackson é um dos atores mais conhecidos e icônicos da indústria do entretenimento e já encarnou diversos personagens memoráveis em filmes e séries.

Desde sua breve aparição em “Uma Linda Mulher” (1990) até sua incrível rendição em “Os Oito Odiados” (2015), colaborando novamente com o diretor Quentin Tarantino, Jackson tem uma habilidade ímpar de nos envolver no momento em que seu rosto franzino surge nas telonas.

Entretanto, há um papel que talvez tenha mais apreço pelo público do que pela crítica especializada – ele é o de John Shaft no filme homônimo de 2000.

A produção teuto-estadunidense tornou-se um sucesso de bilheteria ao arrecadar quase o triplo de seu orçamento, além de insurgir três décadas depois como a aguardada sequência do clássico de 1971.

Nessa mais nova aventura, John é um policial e detetive que enfrenta diversos perigos no obscuro submundo de Nova York, juntando todas as suas habilidades para lidar com oficiais da lei corruptos, traficantes de drogas, informantes mafiosos e ricos sádicos que se sentem no topo do mundo.

É claro que, em sua tentativa de manter a paz em uma das cidades mais importantes do mundo, o pútrido sistema judiciário quer vê-lo morto – e é nessa conjuntura que o diretor John Singleton, falecido em abril deste ano, arranca algumas sequências de ação aplaudíveis e de tirar o fôlego, tudo aliado a uma performance diabolicamente sedutora de Jackson e de um elenco de ponta.

Em 2019, o filme ganhou mais uma continuação, infelizmente fracassando em manter a originalidade de seu predecessor. É por isso que, levando em conta as duras críticas que enfrentou à época de seu lançamento, resolvemos voltar quase vinte anos para as glórias de uma franquia que teve muito a nos oferecer – além de revelar alguns segredos de bastidores bastante interessante.

Confira nossa mais nova lista abaixo e não se esqueça de deixar seu comentário e sugestões para matérias futuras:

  • Richard Roundtree, que dá vida ao tio de Shaft, é apenas seis anos mais velho que Samuel L. Jackson.
  • O diretor John Singleton planejou uma sequência, na qual Shaft enfrente líderes de cartéis jamaicanos. Entretanto, o lucro não foi suficiente para o projeto sair do papel, além do fato de que Jackson havia se desapontado com o resultado final do longa.
  • A frase “isso é repugnante”, dita por Jackson, já havia sido usada em Pulp Fiction: Tempo de Violência (1994) e Jackie Brown (1997).
  • Jackson e Singleton tiveram diversas discussões com o co-roteirista Richard Price sobre alguns diálogos, alegando que a história era racial e sexualmente ofensiva.
  • Will Smith foi considerado para o papel principal.

  • Shaft usa um total de nove casacos diferentes no filme, todos pretos.
  • Singleton queria Don Cheadle no papel principal. Wesley Snipes também havia sido considerado.
  • John Leguizamo tinha sido originalmente elencado como Peoples Hernandez, mas saiu do projeto para trabalhar em Moulin Rouge: Amor em Vermelho (2001).
  • Jackson não pôde participar das cenas de sexo nos créditos de abertura, visto que estava também filmando Visões de um Crime (2001). Um dublê foi usado em seu lugar.
  • Roundtree interpretou Shaft nos filmes originais da década de 1970.

  • Christian Bale não tinha interesse em interpretar outro vilão, visto que tinha acabado de viver o antagonista em Psicopata Americano (2000). Entretanto, após ler as falas com Toni Collette, resolveu dar uma chance ao papel.
  • Vin Diesel recusou o papel do vilão.
  • Bale e Collette já haviam atuado juntos em Velvet Goldmine (1998). Collete viria a trabalhar novamente com Jackson no longa Changing Lines (2002).
  • O trailer oficial de Shaft (2000) tem uma cena que não aparece no filme: o protagonista e sua parceira, Carmen, estão falando sobre Diane. “Se algo acontecer, eu vou atrás de você por conta própria”, Carmen diz. Shaft responde, então, que “você não vai precisar. Se algo acontecer a ela, acontece a mim também”.
  • A ideia original de Singleton era colocar o personagem principal como o filho de John Shaft e colocar ambos os detetives trabalhando juntos. Entretanto, nenhum estúdio queria financiar o projeto.


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.