5 filmes para refletir sobre o racismo que você deve conhecer!

Leia em: 4 minutos

O racismo é um tema explorado no cinema desde os primórdios. Você já deve ter visto inúmeros filmes sobre o assunto, abordando a escravidão, os romances proibidos, as gangues, e até mesmo a simples luta para existir em sociedade e conseguir os direitos básicos de cidadão.

Não posso falar com conhecimento de causa sobre o assunto, mas posso te apresentar histórias que refletem o racismo com maestria.

Enfrentado pelos negros dentro e fora das telas, inclusive no mundo cinematográfico. O racismo tem sido a inspiração de grandes títulos do cinema, alguns absurdamente consagradas, tais como: A cor Púrpura, Malcolm X, Django Livre, Ao Mestre com Carinho, 12 anos de escravidão, Histórias Cruzadas, A Cor Púrpura e o atual Selma.

Os aclamados aqui não são ignorados, mas como 90% das listas que encontrei pela internet, já tem esses e outros filmes inclusos, preferi selecionar aqueles que são tão bom quanto eles, mas nem sempre aparecem nos “holofotes”.

Isso não significa que ao final da matéria você não possa dar sua dica de cinéfilo. Sempre dou ênfase que indicações são bem vindas aqui no Proibido Ler.


1. Faça a Coisa Certa (1989) Spike Lee

5 filmes para refletir sobre o racismo que você deve conhecer!

Título original: Do the Right Thing

O longa conta a história de Sal (Danny Aiello), um descendente de italianos que é dono de uma pizzaria no Brooklyn, bairro de Nova York de forte presença negra e latina. Ele comanda a pizzaria com seus filhos e seu ajudante Mookie (Spike Lee). Ao decorar seu estabelecimento com fotografias de ídolos dos esportes e do cinema, um ativista local começa a se perguntar por que não existem negros na Parede da Fama, e essa observação gera uma reação em cadeia. O filme levanta algumas questões essenciais sobre a convivência entre minorias e as formas justas de protesto.

Menções: Spike Lee explora esse mesmo tema em “Malcolm X” e “Febre da Selva”.

2. O Sol é Para Todos (1962) Robert Mulligan

5 filmes para refletir sobre o racismo que você deve conhecer!

Título original: To Kill a Mockingbird

Baseado no romance de mesmo nome de Harper Lee. O racismo é mostrado do ponto de vista inocente das crianças. Jean Louise Fincher, uma garotinha, conta a história sobre o momento em que seu pai, Atticus Finch (Gregory Peck) um advogado, aceita defender um homem negro (Brock Peters) acusado de racismo. Contra as pressões dos vizinhos, Atticus acredita na inocência de seu cliente, e faz de tudo para absolvê-lo. A história foi tão polêmica que conservadores tentaram proibir o filme e o livro de circular livremente.

3. A Negação do Brasil (2000) Joel Zito Araújo

5 filmes para refletir sobre o racismo que você deve conhecer!

Documentário sobre o papel dos negros na teledramaturgia brasileira. Um retrato bem crítico do diretor, com diversos relatos de preconceito, incluindo dos grandes atores: Milton Gonçalves e Zezé Motta.

Menções: Joel Zito Araújo já dirigiu outros filmes sobre questões raciais no Brasil, incluindo “As Filhas do Vento” (2005) e “Raça” (2012).

4. Amistad (1998) Steven Spielberg

5 filmes para refletir sobre o racismo que você deve conhecer!

O inovador dos efeitos especiais já havia abordado questões étnicas clássico A Lista de Schindler, e em Amistad ele lida diretamente com o racismo e o escravismo no sul dos EUA. A história de um grupo de escravos que tenta tomar o controle do navio negreiro onde foram colocados, na intenção de retornar à África. Quando o plano dá errado, a abolição é debatida pelos políticos americanos. O filme enfatiza que o racismo foi mantido por razões políticas para agradar o eleitorado conservador.

5. Vênus Negra (2010) Abdellatif Kechiche

5 filmes para refletir sobre o racismo que você deve conhecer!

Título original: Venus Noire

Mais um filme polêmico do diretor de “Azul é a cor mais quente”, a controvérsia foi ainda maior com Vênus Negra, história de uma escrava (Yahima Torres) abusada por médicos brancos, que a estudam como um animal. No filme Vênus Negra (Vénus noire), Saartjie deixa a África do Sul para expor seu corpo às audiências dos freak shows de Londres. Livre e escravizada ao mesmo tempo, ela se torna um ícone nos subúrbios da cidade.

No festival de Veneza, o calvário da personagem foi aplaudido por uma parte do público como uma poderosa denúncia social, e vaiado por outros como uma exploração do corpo da atriz. Como não estou aqui para julgar os métodos dele, e sim para mostrar filmes que fazem refletir sobre o racismo, este é um daqueles essenciais pela brutalidade com que aborda este tema tão delicado.


A lista ficou curta por questão de seletividade. Muitos filmes que abordam o racismo são destaque em compilações, e alguns acabam sendo “mais do mesmo”. O que não é ruim, mas decidi focar no “Lado B” do tema. Sinta-se a vontade para indicar filmes que retratam o racismo com maestria nos comentários. Visibilidade e conscientização no cinema são essenciais.

Veja também: 5 filmes que podem te ajudar a entender a importância do feminismo