Dragon Ball Z: Light of Hope

A série live-action que os fãs merecem!

Eu nunca pensei que chegaria o dia em que nós, fãs, fôssemos conseguir nos unir ao ponto de criar séries live-action (webséries, no casDragon Ball Z: Light of Hope | A série live-action que os fãs merecem!o, porque ainda tá caro demais pra gente invadir a TV) que fiquem do jeito que a gente sempre quis ver e os grandes estúdios nunca entenderam.

Quando eu lembro de Dragonball Evolution (2009), me dá náuseas. Não sei como os caras em Hollywood tem tanto dinheiro e conseguem fazer coisas tão ruins. Mas hoje eu conheci um projeto que fez meus olhos brilharem: uma websérie feita por fãs chamada Dragon Ball Z: Light of Hope, que é simplesmente INCRÍVEL! Antes de continuar lendo qualquer informação sobre isso, assista o primeiro trailer:

O projeto foi criado com o site Robot Underdog e os fundos pra produção da série foram arrecadados através de Crowdfunding (financiamento coletivo). Foi através desse tipo de financiamento que foi desenvolvida a série do Asa Noturna, que a gente sempre posta aqui no blog (aliás, já assistiu o último capítulo? Asa Noturna – Websérie | Quinto episódio – “Legacy”). A websérie vai adaptar o OVA “O Futuro de Trunks“, cuja sinopse é a seguinte:

Dragon Ball Z: Light of Hope | A série live-action que os fãs merecem!

“No futuro de Mirai Gohan e Mirai Trunks, Goku morre de uma doença. Todos os guerreiros menos Gohan e Trunks são mortos pelos androides 17 e 18, e estes continuam matando os humanos e destruindo cidades. Gohan treina Trunks para se transformar em Super Sayajin, mas quando eles resolvem lutar contra os androides, nem mesmo Gohan SSJ consegue derrotá-los. Trunks resolve voltar vinte anos atrás na máquina do tempo construída por Bulma para conhecer seu pai Vegeta, levar o remédio que salvará Goku e, é claro, tentar derrotar os androides.”

Assista o segundo trailer:

O elenco é formado por Anton Bex como Gohan, Jack Wald como Trunks criança, Tyler Tackett como Androide 17, Amy Johnston como Androide 18, Ruthann Thompson como Bulma e Tim Neff Trunks adulto. Mais informações sobre a produção da websérie você encontra no site. Hoje saiu o terceiro trailer, que mostra a transformação do Gohan em SSJ e eu fiquei MUITO empolgada. Aliás, eu amo os Androides, pra mim, a saga do Cell foi a melhor de todas (me desculpem fãs de Freeza e Majin Boo), então só de ver o 17 e a 18 espetaculares nesses trailers já me fez arrepiar. Assista:

Dragon Ball Z: Light of Hope | A série live-action que os fãs merecem!Eles não divulgaram a data que o primeiro episódio vai ao ar, portanto, é melhor todo mundo se inscrever no canal deles. De qualquer forma, quando sair, vamos postar aqui, como fazemos com a websérie do Asa Noturna, e com todas de qualidade que conhecermos daqui pra frente.

Os estúdios deviam entregar as coisas nas mãos dos fãs. Esse é um dos melhores trabalhos com Dragon Ball Z que eu já vi na minha vida. Vale sempre lembrar que uma websérie não é o mesmo que uma série televisiva, e que possui muito mais limitações, principalmente financeiras. Efeitos especiais, atuação, figurino, cenário… Tudo isso é feito da melhor forma possível, de fã para fã, e pelo menos para mim, ficou muito melhor do que naquele filme lá de Hollywood.

E você, o que achou?

Veja também: Judge Dredd: Superfiend | Primeiro trailer da websérie animada

Por Louise


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.