A importância dos clássicos tokusatsu para a nova geração
in

A importância dos clássicos tokusatsu para a nova geração

30 anos depois, series com efeitos visuais e narrativas que muitos podem achar ultrapassadas e marcaram a Rede Manchete, estão novamente na TV aberta e esse é o momento para a atual geração aproveitar e embarcar numa viagem histórica.

Segundo o Observatório da TV, a reestreia de “Jaspion” dobrou a audiência da Band e as exibições de “Jiraiya” e “Changeman” ficaram acima da média em relação a outras atrações que já passaram no mesmo horário.

As atrações da Sato Company chegaram a atingir 2,6 pontos, segundo dados prévios do Ibope para a faixa das 10h30 às 12h, quando foi exibido o programa “Mundo Animado” pela emissora do canal 13.

Quem diria que atrações que me marcaram a minha e talvez a sua infância, atualmente faz parte do universo das crianças desta geração. Muitos pais que cresceram assistindo ao gigante guerreiro Daileon destruir os monstros mais terríveis de “O Fantástico Jaspion”, passaram a manhã do último domingo (22) curtindo os heróis japoneses junto de seus filhos.

Leia mais: O beabá do anime, mangá e outros termos da cultura pop japonesa

O Danilo, do canal TokuDoc, registrou em vídeo a reação da galera com as atrações na Band. 

Resgatar obras como essas servem para fortalecer o legado que deixaram há algumas décadas. Por mais que não tragam os melhores efeitos visuais, elas ainda encantam os olhares dos pequenos.

Preservar memórias como a Sato Company faz em pleno 2020, é uma atitude digna de palmas e reconhecimento. Falo isso no sentido das novas gerações ter a possibilidade de experimentar grandes obras do passado, e assim entender um pouco de como as produções audiovisuais chegaram no patamar em que estão.

É poder olhar para o passado e sentir orgulho dele e não achar que se trata de algo tosco e sem brilho. Não à toa, que empresas como Netflix e Amazon estão apostando em produtos que fizeram sucessos nos anos 80 e 90.

Leia mais: O quiz mais extremo sobre os Cavaleiros do Zodíaco

A importância dos clássicos tokusatsu para a nova geração

Todos os tokusatsu que hoje estão na grade de programação da Band, já estavam disponíveis pelo Prime Vídeo. A Netflix, por sua vez, trouxe recentemente a série clássica de “Os Cavaleiros do Zodíaco” e já teve “She-Ra: A Princesa do Poder” e “He-Man” em seu catálogo. Sem falar em todas as temporadas de “Power Rangers”, “Neon Genises Evangelion” e algumas temporadas de “Samurai-X”.

Assim como para entender o cinema atual muitos apaixonados se voltam aos clássicos e, por mais que o tempo passe, eles se perpetuam cada vez mais, é assim que deve funcionar com os seriados dos super-heróis japoneses.

As memórias de “Jaspion” e cia devem ser preservadas! A geração atual e as que ainda vão surgir precisam consumir aquilo que deu origem ao que temos de melhor no mundo atualmente.

A importância dos clássicos independentemente de gêneros, se do cinema ou da TV, enriquece o universo de quem está começando a enxergar o mundo com outros olhos agora.

Leia mais: My Hero Academia: 2 Heróis (2019) | Um novo rumo para os animes no cinema

A importância dos clássicos tokusatsu para a nova geração

Apoie sempre este cenário, torça para que as emissoras, serviços de streamings e empresas como a Sato Company tragam mais atrações do gênero. Existe muita coisa boa na cultura pop oriental e a nova geração precisa ao menos saber quem são, a que vieram e como transformaram o mundo do entretenimento em uma década que ninguém botava muita fé no que saía do tubo de uma caixa quadrada.

E aí, curtiu?

Escrito por Bruno Fonseca

Jornalista, apaixonado por quadrinhos, filmes, séries e retrogames. Espero que você alcance o sétimo sentido em todos os âmbitos da vida.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0
Quadrinhos gratuitos: Autores liberam títulos para leitura na quarentena

Quadrinhos gratuitos: Autores liberam títulos para leitura na quarentena

Chef faz ilustrações deliciosas de todas as suas refeições há 32 anos

Chef faz ilustrações deliciosas de todas as suas refeições há 32 anos