Preacher

Review do episódio 1×01 “Pilot”

A série americana inspirada na série em quadrinhos da Vertigo publicada entre 1995 até o ano 2000, Preacher, finalmente teve sua estréia realizada neste último domingo pelo canal de TV americana AMC com um simples e único propósito: tornar o material escrito por Garth Ennis em um verdadeiro atrativo, não só para aqueles que já conhecem a fama do pastor, bem como daqueles que pretendem se juntar ao rebanho.

O primeiro episódio da temporada intitulado naturalmente como “Pilot”, começa com a demonstração de uma poderosa e desconhecida força vindo do além, peregrinando pelo o universo até chegar na Terra a procura de algo também desconhecido, enquanto posteriormente nos apresenta, com maior destaque, o reverendo Jesse Custer, a casca grossa Tulipa O’Hare e o vampiro irlandês Proinsias Cassidy.

Preacher | Review do episódio 1×01 “Pilot”

Jesse Custer é apresentado como um pastor da paróquia na pequena cidade de Annville, Texas, sendo filho de John Custer, um ex-fuzileiro combatente da guerra do Vietnã e da fugitiva Christina L’Angelle, que escapou das garras de sua maldita família na cidade de Angelville. Assim como nas histórias em quadrinhos, Jess Custer é apresentado no episódio piloto como um herói à moda antiga: dotado de um rígido código de honra no melhor do estilo Texano, onde o personagem vive em conflito entre suas crenças e o mundo que o cerca. Intuitivamente inteligente, bom de briga e com um grande senso de justiça e compaixão, Jesse Custer é um misto de fragilidade e brutalidade, com sua teimosia e necessidade de respostas se evidenciado aos poucos neste episódio.

Dominic Cooper consegue, nesse primeiro episódio, passar uma boa impressão como o pastor, tendo uma atuação convincente e de fácil imersão que ressalta não só pontos característicos do personagem, como também a afacilidade que o ator tem de torná-lo carismático.

Preacher | Review do episódio 1×01 “Pilot”

As apresentações de Tulipa O’Hare e Proinsias Cassidy são agradavelmente apresentados e de forma que não só mostrem como podem ser tão imponentes quanto Jesse Custer, como são capazes de levar as coisas a um outro nível. Tulipa se mostra uma clara exímia atiradora, perita em praticamente qualquer arma de fogo, dotada de muitas técnicas de sobrevivência e combate. Por sua vez, Cassidy se mostra como o primeiro contato com a temática sobrenatural e que faz jus a fama de “um amigo fiel ou um filho da puta traidor, você nunca vai saber”.

Ruth Negga é a única do elenco que difere visualmente em questão da personagem ao qual interpreta, mas que, ainda sim, consegue captar a essência da mesma e transmiti-la devidamente em tela. Joe Gilgun se mostra um interprete a altura de um personagem como Cassidy, tendo uma presença marcante e misteriosamente interessante.

Preacher | Review do episódio 1×01 “Pilot”

O primeiro episódio da primeira temporada de Preacher teve um roteiro progressivo e bastante agradável, que consegue mesclar adequadamente os elementos fortes dos quadrinhos: “bangue-bangue, parte história policial, parte história de horror e parte fodidamente estranho”. O episódio consegue introduzir um conteúdo significativo, ainda que misterioso e interessante, para o desenvolvimento proposto para a primeira temporada da série de maneira explícita e  implícita também.

Assistir o episódio “Pilot” de Preacher é ter certeza de que você presenciará uma proposta de série interessante com doses certas de ação, drama criminal e terror, bem como uma significativa e, até então, agradável exploração de temas religiosos e sobrenaturais.

Gostou? Tem mais:


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.