Dragon Ball Super: Broly (2019)| Um dos melhores filmes da franquia

Uma das maiores franquias de sucessos dos mangás e animes lançou o seu vigésimo filme, Dragon Ball Super: Broly, no dia 14 de dezembro de 2018 no Japão e chegou às telas dos cinemas do Brasil apenas dia 3 de janeiro de 2019. Uma diferença dos filmes anteriores, é que esse é o primeiro a ser baseado na série Dragon Ball Super que dividiu opiniões por parte dos fãs.

A introdução do filme é um reboot do personagem, muito bom, dando a ele mais profundidade e personalidade se comparado ao Dragon Ball Z: O Poder Invencível (1993) que o introduz aos fãs o universo de Dragon Ball. A cena seguinte é um sparring já tradicional entre Goku e Vegeta, mostrando que a qualidade das animações das lutas não será baixa. É realmente incrível o carinho e atenção que deram as cenas de lutas do longa, que não se parecem com nada já visto no anime. Mesmo a paz voltando a reinar no planeta Terra após o Torneio do Poder, alguns personagens ainda estão receosos com Freeza, pois temem que ele possa atacar novamente, visto que sua raiva pelos Saiyajins permanece.

A preocupação dos personagens é justificada logo em sequência, quando é mostrado que Freeza está recrutando novos guerreiros para o seu famoso e temido Exército (caso você não saiba, ou não se recorde de como ele possuía o maior exército da galáxia, fique tranquilo que na introdução nos é exibido esse momento). Com o desenvolver da história, Freeza localiza Broly e seu pai, Paragas, que se alistam ao exército do vilão. Tendo Broly ao seu lado, Freeza vai à terra mostrar para Goku e seus amigos o poder do Sayiajin que luta pelo seu exército. Acredito que contar mais do que isso vai acabar sendo spoiler então prefiro parar por aqui.

Ter acompanhado a série Dragon Ball Super é praticamente um requisito para assistir ao filme, pois se passa logo após o término dela. Isso limita um pouco toda a experiência de quem não a assistiu, já que algumas coisas são inéditas, como transformações de Goku e Vegeta ou a existência de personagens novos como Bills e Whis no universo Dragon Ball. Então fica aqui o aviso.

A dublagem do filme ficou encarregada do estúdio Unidub, tendo como responsável pela direção Wendel Bezerra que trouxe os dubladores originais dos personagens principais do filme – incluindo Dado Monteiro que deu a voz ao Broly no filme de 1993.
A trilha sonora foi uma boa surpresa. Em alguns momentos serve como uma narração da cena e acompanha o ritmo das lutas. A qualidade da animação e a trilha, juntas, torna tudo ainda mais vibrante! Importante citar que eles conseguem manter o humor tradicional do anime nesse longa.

Akira Toriyama acertou no roteiro e a Toei Animation acertou na produção do longa, fazendo de Dragon Ball Super: Broly um dos melhores filmes de franquia.


© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.