Batman: Assalto em Arkham (2014)

A contemplação do outro lado da justiça

A animação Batman: Assalto em Arkham, ao contrário do que o título sugere, tem como protagonista a equipe formada por vilões e/ou anti-heróis da DC Comics intitulada “Esquadrão Suicida”. O filme apresenta uma temática certamente incrível e inspirada nos quadrinhos da equipe: explorar o outro lado da justiça.

Contextualizando, a agente governamental Amanda Waller reúne os personagens Pistoleiro, Arlequina, Aranha Negra, Capitão Bumerangue, Nevasca e Tubarão Rei com o propósito de anular uma ameaça aos seus interesses. Em troca, oferece a oportunidade de “liberdade” a esses vilanescos personagens.

A aparentemente simples missão dada a este Esquadrão Suicida se resume a invadir o Asilo Arkham e, posteriormente, anular a ameaça até então desconhecida. Porém, nada é tão simples no Arkham e muito menos quando envolve o território do Cavaleiro das Trevas.

Batman: Assalto em Arkham (2014) | A contemplação do outro lado da justiça

O Esquadrão Suicida é apresentado de forma bastante interessante com membros que (obviamente) trabalham e agem à sua maneira em um processo de sincronização entre os mesmos, tornando a equipe dinâmica a medida que a animação progride.

É interessante ver como esses personagens se relacionam com o ambiente e situações propostas pela trama, assim como entre si, e se desenvolvem no decorrer da realização da mesma. A importância e função que cada integrante da equipe representa e/ou supre são nítidas, ressaltando o aspecto de relacionamento e desenvolvimento mencionado anteriormente.

Batman: Assalto em Arkham (2014) | A contemplação do outro lado da justiça

O Cavaleiro das Trevas tem sua participação garantida nesta animação, já que a trama se passa em uma das instituições mais importantes da mitologia do Batman e do Universo DC. Ter a presença do Batman em rota de colisão com o Esquadrão Suicida foi um dos pontos fortes desta animação.

Foi bastante interessante ter a presença do personagem sem que ele ofuscasse os verdadeiros protagonista, já que ele ressaltou os mesmos. O desenvolvimento do personagem perante a animação é agradável e sem exageros, a medida que suas intenções são divergentes das intenções do Esquadrão Suicida.

Batman: Assalto em Arkham (2014) | A contemplação do outro lado da justiça

O Príncipe Palhaço do Crime é apresentado de maneira muito interessante e agradável, embora não tão diferente das habituais versões do personagem. Demonstrando suas qualidades mais notáveis como inteligência e estrategismo elevado, assim como sua loucura, insanidade e sorriso “mortal”, o Coringa também atrai uma atenção certamente incrível.

Assim como citado anteriormente sobre o Batman, a presença do Coringa foi feita de maneira que não ofuscasse os verdadeiros protagonistas da animação, mas ressaltando os mesmos. Sua relação com o Esquadrão Suicida é apenas uma questão de “acerto de contas” com o Pistoleiro, demonstrando seu comportamento de obsessividade doentia com a Arlequina.

Batman: Assalto em Arkham (2014) | A contemplação do outro lado da justiça

O Asilo Arkham deixa nítido o motivo por ser um lugar de bastante importância na mitologia do Batman. Por ser um lugar voltado para a detenção de pessoas instáveis psicologicamente e até mesmo supervilões, é possível notar a presença de diversos personagens conhecidos e pertencentes ao universo do Cavaleiro das Trevas, tais como Bane, Charada, Espantalho, Hera Venenosa e Zsaz.

Muito além disso, é incrível como o lugar teve uma importância fundamental nas situações propostas pela trama. O Asilo Arkham foi mais do que um simples palco de realizações, mas sim o ambiente movimentador da animação.

Batman: Assalto em Arkham (2014) | A contemplação do outro lado da justiça

O roteiro da animação coloca o Esquadrão Suicida em um jogo de “tudo contra todos”. À medida que o tempo passa, a equipe vai redefinindo a(s) prioridade(s) da missão, explorando tanto os personagens quanto o ambiente que eles se encontram. O enredo é intensamente agradável, dando a devida atenção as situações propostas, envolvendo reviravoltas e apresentando muita ação.

Certamente Batman: Assalto em Arkham é uma animação prazerosa de se assistir e acompanhar a cada frame, cada diálogo. Seu desenvolvimento é impecável e dá a devida atenção a todos que participam do seu desenvolvimento, assim como para as questões abordadas, que termina deixando o gosto de “quero mais” enquanto que os sentimentos de agrado e satisfação permanecem.


Gostou? Tem mais:


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.