in

Os pais mais complicados dos quadrinhos

O mês dos pais está aí e com ele seguem as homenagens justas (ou não) às nossas figuras paternas. Mas as relações entre pais e filhos são fundamentalmente complicadas mesmo porque nem todo mundo tem o pai (ou o filho) perfeito.

Isso também acontece nos quadrinhos. Por anos os autores usaram e abusaram de relações entre pais e filhos para criar suas histórias.

A lista abaixo reúne algumas das relações mais complicadas entre pais e filhos dos quadrinhos. Então se você acha que a coisa está confusa aí na sua família, talvez queira pensar melhor após ler estes exemplos.

Damian Wayne x Bruce Wayne

Os pais mais complicados dos quadrinhos

Ser filho do Cavaleiro das Trevas por si só já é um negócio complicado. Agora imagine ser filho do vigilante notívago mais atormentado e workaholic dos quadrinhos com uma das criminosas mais impiedosas da mitologia da DC Comics, Talia Al Ghul. Damian foi projetado desde o útero para matar e após seu nascimento treinado pela Liga dos assassinos como uma arma letal.

A relação entre Damian e Bruce desde seu início é uma das mais conturbadas entre pais e filhos da história da editora. As faíscas entre pai e filho são resultado do choque de personalidades muito fortes: Os traumas com jovens pupilos e a natureza reclusa e obsessiva do pai batem de frente com a personalidade desafiadora, inconsequente e petulante do filho. O que põe os dois em conflitos e dilemas a todo o momento.

Thor x Odin

Os pais mais complicados dos quadrinhos

Você é um deus cabeça dura e super poderoso, mas teu pai também é. Relações conturbadas entre pais e filhos fazem parte da natureza da Marvel desde a década de 1960 quando o personagem Thor Odinson surgiu em Journey into Mystery. A mitologia Asgardiana na Marvel é recheada de retcons e a natureza cíclica do Ragnarok (o crepúsculo dos deuses Asgardianos) fazem uma verdadeira bagunça na história desta relação entre pai e filho.

No entanto é quase unânime entre autores e versões que há um choque severo de personalidades entre esses dois deuses. Por muitas e muitas vezes Odin sentenciou Thor a períodos de “castigo” em Midgard (a nossa Terra) por conta de sua arrogância e irresponsabilidade.

Em uma das mais famosas punições Thor Odinson foi sentenciado a viver dentro do corpo do médico deficiente Donald Blake, após Thor romper uma trégua de milênios entre Asgardianos e os Gigantes de Gelo. A relação de amor e ódio entre Odin e Thor é um dos temas mais explorados na mitologia Asgardiana na Marvel e até hoje rende frutos interessantes para os autores que a exploram nos quadrinhos.

Victor Stone x Silas Stone

Os pais mais complicados dos quadrinhos

Imagine que teu pai e tua mãe são cientistas brilhantes e te usam como cobaia em vários experimentos com o objetivo de aumentar sua capacidade cognitiva. O que isso gera? Ressentimento e rancor. A história de origem de Ciborgue (pré Novos 52) é uma trágica e tumultuada novela na qual o jovem Victor Stone, após descobrir que foi alterado por experimentos de seus pais, se revolta, foge de casa e quase se associa a uma organização terrorista.

O afastamento de Victor o coloca algumas vezes em problemas com as autoridades e brigas com os pais. Em uma tentativa de reconciliação Victor vai até o trabalho do pai e da mãe, Elinore no laboratório da S.T.A.R. e novamente é vítima de um experimento de Silas. A tragédia mata sua mãe e deixa Victor mutilado para sempre quando uma criatura monstruosa chega à nossa realidade através de um portal dimensional aberto inadvertidamente por Silas. Para salvar a vida de seu filho, Silas o equipa com próteses de última geração dando origem ao Ciborgue e a um dos dramas familiares mais marcantes da DC Comics.

Diana Prince x Zeus x Hippolyta

Os pais mais complicados dos quadrinhos

Em qualquer uma de suas origens, a Mulher Maravilha sempre teve um núcleo familiar diferente dos padrões considerados normais e isso é combustível para dramas familiares. Seja em sua versão original na qual foi criada de uma figura de barro que ganhou vida através do poder dos deuses, ou na mais recente interpretação da personagem na qual ela é filha de Zeus com a Rainha Hippolyta, a vida nunca foi fácil para a Amazona da DC Comics.

Por ser uma personagem complexa e sempre dividida entre suas raízes em Themyscira e o mundo exterior, a relação de Diana Prince e sua família, seja através da Rainha Hippolyta no pós-Crise ou com o Panteão Olímpico na fase pós-Flashpoint, é complicadíssima. Em vários momentos de sua história editorial, Diana entrou em conflito com sua mãe (que faz o papel de pai) por conta de seu amor e compaixão pelo mundo exterior e atualmente a moça teve de defender o próprio pai (que veio à Terra na forma do bebê Zeke) de uma conspiração familiar que ameaçava todo o planeta Terra. Isso torna a Mulher Maravilha uma das filhas que mais sofre por problemas familiares na DC Comics.

Quantum e Woody x Cabra Vincent Van Goat

Os pais mais complicados dos quadrinhos

Seu pai foi transformado em uma Cabra super poderosa e grávida. Se isso não for motivo suficiente para tornar esta uma das relações mais complicadas entre pais e filhos dos quadrinhos esta bem próximo de ganhar o troféu. Eric e Woodrow Henderson são os filhos do brilhante cientista Derek Henderson.

Os dois são irmãos adotivos (Woodrow foi adotado) e sempre estiveram em conflito entre si e com seu pai ausente durante toda a sua infância. Isso levou Woody a se afastar da família e aderir a um estilo de vida “trambiqueiro” enquanto Eric se voltou para a atividade militar.

A apatia e dedicação do Doutor Henderson a seu trabalho foi capaz de afastar seus dois filhos, que só se reúnem anos depois para solucionar o suposto assassinato do pai. Após finalmente solucionar o mistério da morte de seu pai, os irmãos adotam a cabra geneticamente modificada Vincent, sem saber que a mesma contém todas as memórias e consciência de seu falecido pai. Recentemente os irmãos descobrem que o animal é seu pai e que está grávido de alguma outra criatura mais bizarra ainda, o que torna este núcleo familiar um dos mais estranhos dos quadrinhos atualmente.

Bruce Banner x Brian Banner

Os pais mais complicados dos quadrinhos

Brian Banner incontestavelmente é um dos pais mais filhos da puta da história dos quadrinhos. Produto de um pai abusivo (também chamado Bruce), Brian conheceu a mãe de Bruce Banner, Rebecca na faculdade e mesmo relutante acabou engravidando-a com Bruce.

Acreditando que seu DNA carregava um gene monstruoso (que acreditava ser oriundo de seu próprio pai) Brian acabou se rendendo ao alcoolismo e violência e por anos submeteu Rebecca e o pequeno Bruce a abusos físicos e mentais. Essa onda de loucura culminou no violento assassinato de Rebecca (Brian esmagou a cabeça de Rebecca na calçada na frente do pequeno Bruce) quando a mãe tentava fugir com o filho.

Daí para frente a vida de Bruce que já era péssima piorou muito até o trágico acidente que o tornou o gigante esmeralda e libertou todos esses anos de frustração e traumas. Atualmente é um verdadeiro milagre que o Bruce Banner tenha se tornado o indivíduo “centrado” e “tranquilo” que é. Brian Banner moldou a personalidade fragmentada de um dos ícones dos quadrinhos modernos e é uma das cicatrizes emocionais mais horrendas em um personagem da cronologia principal da Marvel. Se você não sabia o motivo de Bruce Banner ser um indivíduo totalmente perturbado, agora já sabe.

Nathan Summers x Scott Summers

Os pais mais complicados dos quadrinhos

A história de Nathan Christopher Charles Summers é complicada desde antes de sua concepção. O nascimento de Nathan foi planejado pelo Sr. Sinistro que acreditava que um rebento fruto de Scott Summers e Jean Grey seria um mutante com um nível de poder equiparável ao de Apocalipse e poderia eventualmente derrotar o tirano. Com isso Sinistro desenvolveu a clone de Jean, Madeline Pryor e a introduziu na vida de Scott Summers, que logicamente se apaixonou.

Eventualmente Scott e Madelyne se casaram e dessa união nasceu Nathan. Scott e Madelyne tem alguns anos de paz criando o bebê em Achorage, Alaska até o ponto em que a relação entre o casal se deteriora completamente e Scott abandona a família para reunir-se novamente aos X-Men originais (e a recentemente ressuscitada Jean Grey) para formar a equipe chamada X-Factor.

A negligência de Scott em relação ao filho culmina no sequestro do menino pelo Senhor Sinistro. Nathan eventualmente é resgatado pelo X-Factor e passa a ser criado no perigoso ambiente da equipe e frequentemente levado em missões arriscadas até que o jovem novamente é sequestrado (desta vez por Apocalipse) e infectado com o famoso vírus tecno-orgânico incapacitante.

A única alternativa para salvar Nathan acaba sendo mandá-lo para 2000 anos no futuro para que ele possa ser curado. Nathan é criado como um líder militar revolucionário e eventualmente retorna ao tempo presente e se tromba com o pai. Scott e Nathan Summers desde então nunca tiveram uma relação muito próxima, principalmente devido à negligência do pai e o eventual afastamento dos dois.

Slade Wilson x Jericho, Rose e Grant

Os pais mais complicados dos quadrinhos

Talvez na história de pais fracassados nos quadrinhos poucos se equiparem a Slade Wilson, o assassino de aluguel da DC Comics conhecido como Exterminador. Slade teve três filhos e com os três teve fracassou na criação. Jericho perdeu sua habilidade de falar quando um inimigo de Slade rasgou sua garganta.

Seu outro filho, Grant morreu horrivelmente (seu corpo entrou em colapso) em combate após tentar replicar sinteticamente as habilidades do pai. E finalmente sua filha, Rose, que foi manipulada e teve seus pais adotivos assassinados a mando o Exterminador, foi injetada com uma substância que a levou à loucura pelo próprio pai e arrancou o próprio olho fora.

Não satisfeito com isso, Slade  colocou no lugar de seu olho um pedaço de Kryptonita, o que a longo prazo lhe causaria um câncer. Com um histórico familiar desses fica muito difícil defender o maior assassino da DC Comics.


Logicamente existem muitos outros casos de relacionamentos disfuncionais entre pais e filhos nos quadrinhos. E você está convidado a citá-los nos comentários abaixo.

Veja também: Super-heróis diferentes: 15 pais que emocionaram o cinema

E aí, curtiu?

Escrito por Igor Tavares

Carioca do Penhão. HQ e Videogames desde 1988. Bateria desde 1996. Figuras de ação desde 1997. Impropérios aleatórios desde 1983.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0

Metallica ganha biografia em quadrinhos

Westworld | Confira o primeiro trailer da nova série da HBO

Westworld | Confira o primeiro trailer da nova série da HBO