HQ do Dia

Batman #35

Você já estava de saco cheio das histórias de Ano Zero? Não aguentava mais o Batman novinho nem o Charada? Você quer ver o Batman de fato em ação? Bom, Batman #35 é o início do arco narrativo denominado Endgame que, segundo o autor Scott Snyder, promete mudar bastante e vida do Morcegão. Como você pode ver na capa ao lado esta edição é ação pura e o Cavaleiro das Trevas vai ter que encarar os heróis mais poderosos do Universo DC, a Liga da Justiça.

O argumento de Snyder é bem direto. Inicialmente temos Bruce Wayne, Julia e Alfred Pennyworth discutindo os acontecimentos recentes de Batman Eternal, mas emBatman_35 pouquíssimo tempo o protagonista já se vê em maus lençóis tendo que improvisar maneiras de enfrentar a Liga quase que toda. Logicamente Batman versus Liga é um dos clichês mais clássicos do UDC, se você está de saco cheio do conceito fuja, no entanto se você olhou a capa e imaginou uma porradaria intensa, é exatamente isso o que temos aqui. Ação por mais da metade da HQ, confrontos épicos, Bat-Soluções “roubadas” e mirabolantes, um ritmo frenético e uma revelação empolgante na última página. Para os Bat-Haters que questionam a capacidade do Cavaleiro das Trevas em enfrentar qualquer tipo de ameaça esta não é uma boa recomendação de leitura. Aqui vemos Batman enfrentado de igual para igual a Liga e os métodos utilizados pelo Morcegão podem ser altamente questionáveis. Para quem é fã de Batman e não se importa muito com a sua “fodalidade” exacerbada é um argumento bacana e divertido. A HQ ainda tem uma mini história bônus no final dando mais detalhes sobre a trama que se inicia.

E o Greg Capullo? Após um merecido descanso o ilustrador retorna ao Bat-Título principal com força total e nos entrega um festival de “fodalidade” artística. Você curte o traço do Capullo em Batman? Então prepare-se pra ver o cara desenhando Mulher-Maravilha, Aquaman, Flash e o Super-Homem caindo na porrada com o Morcegão por mais de 15 páginas seguidas. O impacto visual desta edição 35 é absurdo, o nível de detalhe que o artista e o finalizador Danny Miki conseguem obter aqui é impressionante e a fotografia da batalha é digna de cinema. O argumento pode sim ser meio pobre, mas visualmente esta edição é tudo que se espera de um título de quadrinhos super-heroicos.

Batman versus Liga da Justiça. Sim, é uma apelação fudida de Scott Snyder para um início de arco. Sim, é um puta de um clichê manjado. Sim, é ação quase que do início ao fim sem quase nada de explicação. Sim, é uma glorificação exagerada das capacidades do protagonista. Sinceramente se você se incomodou com alguma destas características não pegue este título. No entanto, se você não se importa com nada disso e quer mesmo é ver o Morcegão chutando o rabo da Liga em uma HQ desenhada por um dos profissionais mais competentes do mercado isso aqui é leitura obrigatória. O início de Endgame de fato não me empolgou, mas fica muito difícil avaliar esta edição negativamente, tendo em vista que ela é energética do começo ao fim e visualmente incrível.

LEIA MINHA ÚLTIMA RESENHA: HQ do Dia | Edward Mãos de Tesoura #1


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.